Cartas: um instrumento desvelador que faz a diferença no processo educacional

  • Carla Netto Pontifícia Universidade Católica do RS
  • Carla Spagnolo PUCRS
  • José Florentino
  • Lisandra Amaral
  • Silvana Zancan
  • Leda Lisia Franciosi Portal PUCRS

Resumo

O presente artigo tem como intuito discutir Cartas como um instrumento de pesquisa, a partir do projeto intitulado “Inteligência Espiritual: ampliação da consciência na prática docente em ambientes educativos formais de comunidades ribeirinhas”, desenvolvido em duas escolas do Pará. No âmbito desse projeto foram analisadas 21 cartas escritas pelos alunos do ensino fundamental sobre os professores que fazem a diferença em sala de aula. Assim, o objetivo deste artigo é refletir sobre as possibilidades das cartas como um instrumento de pesquisa e no que elas desvelam. A partir da análise das cartas escritas pelos alunos das escolas do Pará, duas categorias emergiram sobre os professores que fazem a diferença em sala de aula: características pessoais e estratégias didáticas. Essas características apontadas pelos alunos nos levaram a refletir sobre o perfil e o papel do professor na sala de aula. Numa tentativa de síntese provisória, as cartas como instrumento de pesquisa podem revelar muito mais do que a visão dos alunos a respeito de seus professores. Podemos observar que as cartas são instrumentos reveladores que anunciam a verdade expressando os sentimentos, os sonhos e opiniões de uma forma muito espontânea. Esse instrumento representa uma atitude pessoal e autêntica, favorecendo situações de autoconstrução do sujeito pesquisado.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2012-07-24
Como Citar
Netto, C., Spagnolo, C., Florentino, J., Amaral, L., Zancan, S., & Portal, L. L. F. (2012). Cartas: um instrumento desvelador que faz a diferença no processo educacional. Educação Por Escrito, 3(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/porescrito/article/view/11025
Seção
Artigos