Educação feminina no século XIX: aproximações entre Honoré de Balzac e Norbert Elias

  • Terezinha Oliveira Universidade Estadual de Maringá
  • Sandra Regina Franchi Rubim UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
Palavras-chave: Educação feminina. Literatura. Civilização.

Resumo

Nesse texto faremos aproximações entre a literatura de Honoré de Balzac Memórias de Duas Jovens Esposas (1841) e a obra de Norbert Elias O Processo Civilizador (1939). Refletiremos sobre mudanças de comportamentos nas relações sociais entre a Nobreza de Espada e a Nobreza de Toga, na sociedade francesa do século XIX. Por meio do método histórico-social destacaremos alguns aspectos da educação feminina requerida nessa época. Em virtude dessas reflexões sobre as transformações nos comportamentos sociais, o conceito de ‘humanização’ presente em Aristóteles na Ética a Nicômaco e de Antonio Candido na obra Literatura e Sociedade: estudos de teoria e história literária torna-se essencial para nossa abordagem, já que entendemos que as mudanças sociais ocorrem na história, em decorrências das ações das pessoas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Terezinha Oliveira, Universidade Estadual de Maringá
Professora do Departamento de Fundamentos da Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Pós-Doutorado em Filosofia da Educação pelo Departamento de Filosofia da Educação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FEUSP).
Sandra Regina Franchi Rubim, UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ
Sandra Regina Franchi Rubim - (PPE-UEM) Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Maringá (UEM). Linha de Pesquisa História e Historiografia da Educação. Grupo de Pesquisa (liderado pela Profª Drª Terezinha Oliveira): Transformação Social e Educação na Antiguidade e Medievalidade. (Rua Arapongas, 426. Zona Oito, Maringá-Paraná-Brasil. CEP: 87050540). Telefone (44) 30296898. [email protected]

Referências

ARISTÓTELES. Ética a Nicômaco. Brasília: Editora da UnB, 1985.

BALZAC, Honoré de. Memórias de Duas Jovens Esposas. In: BALZAC, Honoré de. A comédia humana. São Paulo: Globo, 1989. v. I.

BLOCH, Marc Leopold Benjamin. Introdução à História. Lisboa: Publicações Europa-América, 1965.

BURNS, Edward Mcnall. História da civilização ocidental. São Paulo: Globo, 1974. v. II.

CALVINO, Ítalo. Porque ler clássicos? São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

CANDIDO, Antonio. Vários Escritos. São Paulo: Duas Cidades, 1995.

CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. Estudos de teoria e história literária. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2008.

CASTRO, Hebe. História social. In: CARDOSO, Ciro Flama-

rion; VAINFAS, Ronaldo (Org.). Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Rio de Janeiro: Campus, 1997.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1993. v. II.

ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994. v. I.

ELIAS, Norbert. A sociedade de corte. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2001.

LEFEBVRE, George. O surgimento da Revolução Francesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1989.

RÉMOND, René. O antigo regime e a revolução. 1715-1815. São Paulo: Cultrix, 1974.

RIBEIRO, Renato Janine. Apresentação a Norbert Elias. In: ELIAS, Norbert. O processo civilizador. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994. v. I.

RÓNAI, Paulo. A vida de Balzac. In: BALZAC, Honoré de. A comédia humana. São Paulo: Globo, 1989. v. I.

Publicado
2014-08-11
Como Citar
Oliveira, T., & Franchi Rubim, S. R. (2014). Educação feminina no século XIX: aproximações entre Honoré de Balzac e Norbert Elias. Educação, 37(2), 307-316. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2014.2.13845
Seção
Outros Temas