A didática no ensino superior

Um olhar a partir de periódicos educacionais entre 1931 e 1944

Autores

DOI:

https://doi.org/10.15448/2179-8435.2022.1.43559

Palavras-chave:

educação, didática, periódicos educacionais

Resumo

O artigo apresenta elementos para análise e possíveis pesquisas sobre o campo da Didática no Ensino Superior a partir de periódicos educacionais que circularam no Brasil entre 1931 e 1944. Para tanto, selecionamos 28 artigos de colaboradores de revistas que tratam sobre alguns aspectos da Didática. As análises foram realizadas à luz das contribuições de Garcia (2000), principalmente, no que se refere ao momento de constituição e institucionalização do campo da Didática. A Didática, no Brasil, era embasada nas teorias advindas dos testes psicológicos, principalmente, no que diz respeito aos momentos de Garcia (2000) entre 1930 e 1950, um momento em que o magistério brasileiro passava por discussões e mudanças efervescentes, acerca de quais métodos de ensino eram melhores de serem aplicados e, de modo geral, com a infância, principalmente, com os primeiros anos de vida – Psicologia Infantil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Karina Cássia Oliveira Reis, Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP), Marília, SP, Brasil.

Doutora em Educação, pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP) em Marília, SP, Brasil. Professora de Língua Portuguesa na rede pública de ensino do Estado de São Paulo.

Rosane Michelli de Castro, Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP), Marília, SP, Brasil.

Professora livre-docente na Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP), em Marília, SP, Brasil. Professora Universitária da Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP), em Marília, SP, Brasil, no Departamento de Didática. 

Jonas Rangel de Almeida , Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP), Marília, SP, Brasil.

Doutor em Educação pelo Programa de Pós-Graduação da Universidade Estadual de “Júlio Mesquita Filho” (UNESP), em Marília, SP, Brasil. Professor de Sociologia na rede pública de ensino do Estado de São Paulo. 

Referências

ABS, Urbana. O desenho como fator educativo nas escolas primárias. Revista de Educação, São Paulo, v. 30, n.40/41, p.70-72, jun./dez. 1943.

ALVES, Luís Alberto Marques. República e Educação: Dos princípios da Escola Nova ao Manifesto dos Pioneiros da Educação. Revista da Faculdade de Letras, Porto-PT, v. 11, p. 165-180, 2010.

ALVES, Maria Cardoso. Como selecionar os problemas de aritmética para a escola primária. Educação, São Paulo, v. 31, p. 142-144, jan./jun.1944.

ANTUNES, Francisco. Longicidades. Revista de Educação, São Paulo, v. 6, n. 6, p.171-179, jun., 1934.

BARRETO, Hortencia Pereira. Educação pré-escolar. Revista de Educação, São Paulo, v. 13/14, n. 13/14, p. 43-52, mar./jun. 1936.

BELLOTTO, Heloísa Liberalli. Os instrumentos de pesquisa no processo historiográfico. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ARQUIVOLOGIA, 4., 1979. Anais [...]. [S. l.: s. n.], 1979. p. 133-147.

BERNARDI, Francisco. Trabalhos manuais como necessidade do ensino. Revista de Educação, São Paulo, v. 38, n. 55-58, p. 29-37, mar./dez. 1937.

BUSCH, Reinaldo Kuntz. Aulas Ativas. Revista de Educação, São Paulo, v. 6, n. 6, p. 180-185, jun., 1934.

CARVALHO, Marta Maria Chagas de. Reformas da instrução pública. In: LOPES, Eliana Maria Teixeira; FARIA FILHO, Luciano Mendes de; VEIGA, Cynthia Greive (org). 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. 1 reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. v. 1, p. 225-251.

CUNHA, Luiz Antônio. Ensino superior e universidade no Brasil. In: LOPES, Eliane marta Teixeira; FILHO, Luciano Mendes de Farias; VEIGA, Cynthia Greive (org). 500 anos de educação no Brasil. 3. ed. 1 reimp. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. p. 151-204. v. 1.

DUTRA, Antonio de Padua. O desenho infantil e sua evolução. Revista de Educação, São Paulo, v. 7/8, n. 11/12, p. 75-84, set./dez. 1935.

EM CLASSE (parte escolar). Educação, São Paulo, v. 4, n. 1 e 2, p. 74-111, ago./set.1932.

ESCOBAR, José Ribeiro. Demonstrações por syllogismos. Educação, São Paulo, v. 5, n. 10-11, p. 81-108, out./nov. 1932.

FLEURY, Luiz Gonzaga. O ensino da taboada no 2° anno. Revista de Educação, São Paulo, v. 13/14, n. 13/14, p. 39-42, mar./jun. 1936.

FLEURY, Luiz Gonzaga. Os métodos de projetos e os métodos tradicionais – Programa e horários. Revista de Educação, São Paulo, v. 27, n. 27/28, p. 25-64, set./dez. 1939.

FERRAZ, Anna Nogueira; BOLLIGER, Olga. Organização de classes selecionadas e applicação dos Testes A.B.C. Revista de Educação, São Paulo, v. 15/16, n. 15/16, p. 52-55, set./dez. 1936.

GARCIA, Maria Manuela Alves. A Didática no Ensino Superior. São Paulo: Editora Papirus, 2000.

GINZBURG, C. Mitos, emblemas e sinais morfologia e história. Rio de Janeiro: Companhia as Letras 1989.

JULIÁ, Dominique. A cultura escolar como objeto histórico. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, n. 1, p. 9-44, jan./jun. 2001.

LOURENÇO FILHO, Manoel Bergstrom. Testes ABC para verificação da maturidade necessária à aprendizagem da leitura e escrita. Brasília-DF: INEP, 2008.

LOURENÇO, Maria Aurora. A aritmética na escola primária. Educação, São Paulo, v. 31, p. 142-144, jan./jun.1944.

MATTOS, Anésia Martins. O ensino de aritmética. Educação, São Paulo, v. 35, n. 50/59, p. 118-123, jan./dez. 1937.

MOURA, Abner. Do desenho infantil. Revista de Educação, v. 4/5, n. 9/10, p. 219-220, mar./jun. 1934.

MOURÃO, Maria Aparecida Alves. Disciplina escolar. Educação, São Paulo, v. 31, p. 145, jan./jun. 1944.

MONARCHA, Carlos. Revista de Educação e Ensino em São Paulo (1892-1944). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO, 3., 2004, Paraná-PR. Anais [...] Campinas: Autores Associados, 2004.

MORAIS, Benedito Candido. Noções educativas de modelagem. Revista Educação, São Paulo, v. 5, n. 5, p. 146-170, mar. 1934.

MORAIS, Benedicto Candido. Noções educativas de modelagem. Revista de Educação, São Paulo, v. 7/8, n. 11/12, p. 76-102, set./dez. 1935.

MORAIS, Benedicto Candido. Noções educativas de modelagem. Revista de Educação, São Paulo, v. 9/10, n. 9/10, p. 118-131, mar./jun. 1935.

NERY, Ana Clara Bortoleto. A Sociedade de Educação de São Paulo embates no campo educacional (1922-1931). São Paulo: Editora UNESP, 2009.

OLIVEIRA, Ataliba. Como ensinar algarismos romanos. Educação, São Paulo, v. 7, n. 4/5, p. 35-43, abr./maio 1932.

PAGNI, Pedro Ângelo. Do manifesto de 1932 à construção de um saber pedagógico: ensaiando um diálogo entre Fernando de Azevedo e Anísio Texeira. Ijuí: UNIJUÍ, 2000.

PASTOR, Raimundo. A Escola Ativa. Revista de Educação, São Paulo, v. 3, n. 3, p. 26-35, set. 1933.

PENA, J. B. Damasco. Contribuições ao estudo dos testes A. B. C. Educação, São Paulo, v. 11, n. 12, p. 75-80, dez. 1932.

PENTEADO, Renato de Arruda. O ensino de arithmetica. Revista de Educação, São Paulo, v. 19/20, n. 19/20, p. 68-71, set./dez. 1937.

PEREIRA-JUNIOR, Melquiades. Fatores do retardamento da vitória completa da escola nova. Revista de Educação, São Paulo, v. 5, n. 5, p. 156-159, mar., 1934.

PIÈRON, Henri. O desenvolvimento mental e a inteligência. Educação, São Paulo, v. 5, n. 3/4/5, p. 48, out./dez. 1931.

RIOS, Fernando. O ensino no primeiro anno escolar. Revista de Educação, São Paulo, v. 17/18, n.17/18, p. 3-7, mar./jun. 1937.

SILVA, Júlio Fernando da. Didática no Ensino Superior: estratégias de ensino adequadas à arte de ensinar. Educação Por Escrito, v. 9, n. 2, p. 204-219, 11 jan. 2019.

SÃO PAULO (Estado). Orgão da Directoria do Ensino de São Paulo. Educação, São Paulo, SP, v. 5, n. 3/4/5, p. 86, 1931.

SÃO PAULO (Estado). Educação. São Paulo: Órgão da Directoria do Ensino de S. Paulo, 1931-1932.

SÃO PAULO (Estado). Revista de Educação. São Paulo: Departamento de Educação do Estado de S. Paulo, 1933-1944.

SAVIANI, Dermeval. História das idéias pedagógicas no Brasil. 2. ed. rev. Campinas, SP: Autores Associados, 2008.

SIQUEIRA, Eulália Alves. Testes de rendimento escolar. Revista de Educação, São Paulo, v. 21/22, n. 21/22, p. 76-82, mar./jun.1938.

TOLEDO, Adalivia. Escola Nova – O seu objetivo. Revista de Educação, São Paulo, v. 4, n. 4, p. 72-83, dez. 1933.

VALDEMARIN, Vera Teresa. Lições de coisas: concepção científica e projeto modernizador para sociedade. Cadernos Cedes, Campinas, v. 20, n. 52, nov. 2000.

VIÑAO, António. A história das disciplinas escolares. Revista Brasileira de História da Educação, Campinas, v. 8, n. 3[18], 2008.

VOLLET, Bruno. As classes selectivas do 1° grau e os Testes A. B. C. Revista de Educação, São Paulo, v. 9/10, n. 9/10, p.85-92, mar./jun. 1935.

Downloads

Publicado

2022-11-23

Como Citar

Reis, K. C. O., Castro, R. M. de, & Almeida , J. R. de. (2022). A didática no ensino superior: Um olhar a partir de periódicos educacionais entre 1931 e 1944. Educação Por Escrito, 13(1), e43559. https://doi.org/10.15448/2179-8435.2022.1.43559