Casar e ser feliz: mapeando a mensuração da satisfação conjugal

Fabio Scorsolini-Comin, Manoel Antônio dos Santos

Resumo


Compreendendo a satisfação conjugal como uma avaliação subjetiva da relação conjugal, o objetivo deste trabalho é apresentar um panorama da literatura acerca do tema, focalizando os instrumentos e métodos utilizados pelos estudos para mensurar a satisfação dos casais. Para operacionalizar a revisão integrativa da literatura utilizou-se o unitermo satisfação conjugal nas bases LILACS e SciELO (1970-2008). Foram recuperados 11 artigos indexados. Destaca-se a prevalência da Escala de Ajustamento Diádico – DAS (Dyadic Adjustment Scale), desenvolvida por Spanier em 1976. Outros instrumentos utilizados foram: Questionário de Avaliação de Estratégias de Resolução de Conflitos e Comunicação (HSP - Health and Stress Profile); Escala de Avaliação da Relação de Hendrick e Escala Fatorial de Satisfação em Relacionamento de Casal (EFS-RC), esta última desenvolvida no Brasil e com índices psicométricos satisfatórios. Destaca-se a premência de desenvolvimento de escalas nacionais, além da validação da Escala de Ajustamento Diádico (DAS) para o contexto brasileiro, a fim de agregar conhecimentos qualificados à área e subsidiar o diálogo com estudos transculturais.

Palavras-chave


satisfação conjugal; revisão integrativa; casamento; escalas

Texto completo:

PDF




e-ISSN: 1980-8623 | ISSN-L: 0103-5371


Exceto onde especificado diferentemente, aplicam-se à matéria publicada neste periódico os termos de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional, que permite o uso irrestrito, a distribuição e a reprodução em qualquer meio desde que a publicação original seja corretamente citada.