Uso de drogas na família e avaliação do relacionamento com os pais segundo adolescentes do ensino médio

  • Elisângela Maria Machado Pratta PUCRS
  • Manoel Antonio dos Santos
Palavras-chave: uso de drogas, adolescência, família, relacionamento.

Resumo

A literatura aponta um aumento considerável, e cada vez mais precoce, do uso de substâncias psicoativas por adolescentes. Assim este estudo objetivou identificar os tipos de substâncias mais consumidos pelas pessoas próximas aos adolescentes usuários e não usuários de drogas e verificar como os adolescentes de cada um destes grupos (usuários e não usuários) avaliam seu relacionamento cotidiano com os pais. Participaram deste estudo 568 adolescentes que responderam um questionário anônimo de auto-preenchimento. As análises envolveram: a) descrição da distribuição das variáveis; b) teste qui-quadrado. Verificou-se que o consumo de substâncias como álcool e tabaco por familiares foi significantemente maior no grupo de usuários do que no de não usuários. Por outro lado em relação ao uso de drogas pelos amigos, as diferenças estatisticamente significativas mostraram uma tendência maior ao uso de determinadas substâncias como álcool, tabaco, maconha, moderadores de apetite e anabolizantes. Os dados revelaram ainda que tanto os adolescentes usuários quanto os não usuários de drogas avaliam o relacionamento com a mãe como sendo “ótimo”. Estes dados demonstram a importância da avaliação de fatores familiares que podem estar associados ao uso de drogas na adolescência.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2009-04-16
Como Citar
Pratta, E. M. M., & Santos, M. A. dos. (2009). Uso de drogas na família e avaliação do relacionamento com os pais segundo adolescentes do ensino médio. Psico, 40(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/1460
Seção
Artigos