O efeito da anterioridade e da altura na identificação das vogais médias altas e médias baixas do Português Brasileiro por falantes de espanhol.

  • Juliana Andrade Feiden Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ubiratã Kickhöfel Alves Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ingrid Finger Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Anterioridade, altura, Identificação das vogais médias altas e médias baixas, Português como L2.

Resumo

Falantes de espanhol como língua materna geralmente apresentam dificuldade em identificar as vogais médias altas e baixas [e], [E], [o], [O] do Português Brasileiro (PB). O objetivo deste estudo é verificar os efeitos de anterioridade e de altura na percepção dessas vogais, através de um teste de identificação, aplicado a 16 falantes do espanhol Rioplatense, com idades entre 16 e 18 anos, utilizando-se pares mínimos do PB. Os resultados mostraram que, tanto nas vogais anteriores quanto nas posteriores, os participantes obtiveram índice mais elevado de acerto nos itens que continham vogais médias altas comparados aos itens contendo vogais médias baixas. Os resultados confirmam a dificuldade de identificação das médias do PB por argentinos, bem como evidenciam que os aprendizes em questão se encontram em um estágio de formação das novas categorias fonético-fonológicas da L2, apesar da dificuldade da delimitação dos aspectos acústico-articulatórios que caracterizam tais
categorias.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Andrade Feiden, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Licenciada em Letras - Língua Inglesa - UFRGS.

Mestranda do Programa de Pós Graduação em Letras da UFRGS, Estudos da Linguagem - Linguística Aplicada.

Ubiratã Kickhöfel Alves, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor adjunto do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Bolsista de Produtividade - CNPq.

Ingrid Finger, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Professor adjunto do Instituto de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Bolsista de Produtividade - CNPq.

Referências

ALBANO, Eleonora Cavalcante. O gesto e suas bordas: esboço da onologia acústico-articulatória do Português Brasileiro. Campinas: Mercado de Letras, FAPESP, 2001.

ALBANO, Eleonora Cavalcante. A pulsação sob a letra: pela quebra de um silêncio histórico no estudo de som de fala. Cadernos de Estudos Linguísticos, v. 1, n. 42, p. 7-20, 2002.

ALBANO, Eleonora Cavalcante. Perspectivas recentes no estudo da aquisição e do desenvolvimento fonológico. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 39, n. 3, p. 75-77, 2004.

ALBANO, Eleonora Cavalcante. Uma introdução à dinâmica em fonologia, com foco nos trabalhos desta coletânea. Revista da Abralin, n. esp. 2, p. 1-30, 2012.

ALLEGRO, Fernanda. A percepção das vogais do português por ispanofalantes: um estudo envolvendo paulistanos e rioplatenses. Revista Intercâmbio, São Paulo, v. 22, p. 56-71, 2010.

ALVES, Ubiratã Kickhofel.; SCHARTZHAUPT, Bruno Morais.; BARATZ, Ana Hemmons. Percepção e produção dos padrões de VOT do inglês (L2) por aprendizes brasileiros. In: FERREIRA-GONÇALVES, Giovana; BRUM-DE-PAULA, Miriam Rose; KESKE-SOARES, Márcia (Org.). Estudos em Aquisição Fonológica. Pelotas: Editora da UFPel, 2011. v. 4. p. 179-190.

ALVES, Ubiratã Kickhofel; ZIMMER, Márcia Cristina. The dynamics of perception and production of VOT patterns in English by Brazilian learners. In: MELLO, Heliana; PETTORINO, Massimo; RASO, Tommaso (Ed.). Proceedings of the VIIth GSCP International Conference: Speech and Corpora. Firenze, Itália: Firenze University Press, 2012. p. 223-227.

BEHLAU, Mara Suzana; PONTES, Paulo Augusto de Lima; TOSI, Oscar; GANANÇA, Maurício Malavasi. Análise espectrográfica de formantes das vogais do português brasileiro falado em São Paulo. In: ACTA AWHO, v. 7, p. 67-73, 1988,

BEST, Catherine. T. A direct realist view of cross-language speech perception. In: STRANGE, Winifred (Ed.). Speech perception and linguistic experience: issues in cross-language research. Timonium, MD: York Press, 1995. p. 171-204.

BEST, Catherine. T.; McROBERTS, Gerald W.; GOODELL, Elizabeth. American listeners’ perception of nonnative consonant contrasts varying in perceptual assimilation to English phonology. Journal of the Acoustical Society of America, p. 775-794, 2001.

BLANK, Cíntia Avila. A influência grafo-fônico-fonológica na produção oral e no processamento de priming em multilíngues: uma perspective dinâmica. 2013. 225fls. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, 2013.

BOERSMA, Paul; WEENINK, David. Praat – Doing Phonetics by Computer – Version 5.3.32. 2012. Disponível em: . Acesso em: 17 out. 2012.

BROWMAN, Catherine; GOLDSTEIN, Louis. Articulatory gestures as phonological units. Phonology, v. 6, p. 201-251, 1989.

BOERSMA, Paul; WEENINK, David. Articulatory phonology: an overview. Phonetica, v. 49, p. 155-180, 1992.

CARVALHO, Márcio Palacios; BUENO, Elza Sabino da Silva. Neutralização do timbre aberto nas vogais médias no português falado como L2 em escolas públicas de fronteira. Interletras, Mato Grosso do Sul, v. 3, n. 17, p. 1-18, 2013.

FLEGE, James Emil. Second language speech learning: Theory, findings and problems. In: STRANGE, Winifred (Ed.). Speech perception and linguistic experience: Theoretical and methodological issues. Timonium, MD: York Press, 1995. p. 233-277.

FLEGE, James Emil. Interactions between the native and second-language phonetic systems. In: BURMEISTER, Petra; PIRSKE, Thorsten; RHODE, Andreas (Ed.). An integrated view of language development: papers in honor of Henning Wode. Trier: Wissenschaftliger Verlag, 2002. p. 217-243.

GARCÍA JURADO, Maria Amalia; ARENAS, M. La fonética del español. Análisis e investigación de los sonidos del habla. Buenos Aires: Quórum/Universidad del Museo Social Argentino, 2005.

GUIMARÃES, Flávia Isabel da Silva. Aquisição do português como L2 por falantes de espanhol: uma experiência com o modelo de ontogenia. 2011. 134fls. Dissertação (Mestrado em Filologia e Língua Portuguesa) – Universidade de São Paulo, 2011.

KENT, Raymond D.; READ, Charles. The acoustic analysis of speech. Los Angeles, CA: Singular/Thomson Learning, 2002. v. 2.

KUHL, Patricia; IVERSON, Paul. Linguistic experience and the ‘language magnet effect’. In: STRANGE, Winifred (Ed.). Speech Perception and Linguistic Experience: Issues in Cross-Language Research. Baltimore: York Press, 1995. p. 121-154.

KUHL, Patricia. A new view of language acquisition. Proceedings of the National Academy of Science, v. 97, p. 11850-11857, 2000.

LADO, Robert. Linguistics across cultures. Ann Arbor: University of Michigan Press, 1957.

MACHRY, Susiele da Silva. Percepção e produção das vogais médias do português (L2) por falantes nativos do Espanhol. Tese (Doutorado em Letras) – Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. (no prelo)

MARTÍNEZ-CELDRÁN, Eugenio; FERNÁNDEZ-PLANAS, Ana Mª; CARRERA-SABATÉ, Josefina. Castillan Spanish. Journal of the International Phonetic Association, v. 33. n. 2. p. 255-259, 2003.

ORTEGA, Lourdes. Understanding Second Language Acquisi-

tion. London: Hodder Arnold, 2009.

QUINTANILHA-AZEVEDO, Roberta. A epêntese no Português Brasileiro (L2), em segmentos plosivos em codas mediais, por falantes nativos do Espanhol Colombiano (L1): uma análise via Teoria da Otimidade Estocástica e Gramática Harmônica. 2011. 180fls. Dissertação (Mestrado em Letras) – Universidade Católica de Pelotas, Pelotas, 2011.

RAE – Real Academia Española. Nueva Gramática de la lengua española – Fonética y Fonología. Barcelona: Espasa Libros, 2011.

TOMÁS, Tomás Navarro. Manual de pronunciación española. Madrid: Consejo Superior de Investigaciones Científicas. Ministerio de Educación y Ciencia, 2004.

ZIMMER, Márcia Cristina; ALVES, Ubiratã Kickhofel. A produção de aspectos fonético-fonológicos da segunda lingual: instrução explícita e conexionismo. Linguagem & Ensino, v. 9, n. 2, p. 101-143, 2006.

ZIMMER, Márcia Cristina; ALVES, Ubiratã Kickhofel. Uma

visão dinâmica da produção da fala em L2: o caso da Dessonor-

zação Terminal. Revista da Abralin, n. esp. 2, p. 221-272, 2012.

Publicado
2014-05-08
Como Citar
Feiden, J. A., Alves, U. K., & Finger, I. (2014). O efeito da anterioridade e da altura na identificação das vogais médias altas e médias baixas do Português Brasileiro por falantes de espanhol. Letras De Hoje, 49(1), 85-94. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2014.1.14715
Seção
Fonética e Fonologia: interface