Docência na Educação Superior: a professoralidade em construção

  • Maria Isabel da Cunha UFPel
Palavras-chave: Professor. Educação Superior. Professoralidade. Identidade docente.

Resumo

O texto analisa as condições da docência e, em especial, a que tem a Educação Superior como cenário. Afirma que o papel social da escola, em diferentes tempos e contextos, produz o perfil desejado para o professor. Toma a perspectiva epistemológica e seus efeitos sobre as práticas pedagógicas e sobre os currículos acadêmicos. Sustenta a importância de uma ruptura com as bases da ciência moderna para poder responder às exigências da sociedade contemporânea. Analisa a identidade docente como pressuposto da professoralidade, compreendida como a profissão em ação. Relaciona a satisfação docente que envolve as dimensões organizacionais e pessoais. Defende a responsabilidade das instituições e das políticas públicas na produção de uma docência sustentada na formação profissional e coletiva, no contexto de uma pedagogia universitária que responda às demandas emergentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Isabel da Cunha, UFPel

 

 

Referências

ALTBACH, Philip. The decline of the Guru: The academic profession in the third world. New York: Palgrave Macmillan, 2003.

BRITES, Rui et al. A (in)satisfação dos acadêmicos no ensino superior. In: Educação, Sociedade & Culturas, Porto, p. 129- 149, 2012.

BARNETT, Ronald. Los limites de la competencia. El conocimiento, la educación superior y la sociedad. Barcelona: Gedisa, 2001.

CASTANHO, Maria Eugênia. Sobre professores marcantes. In: CASTANHO, Sérgio; CASTANHO, Maria Eugênia. Temas e textos em metodologia do Ensino Superior. Campinas, SP: Papirus, 2001.

CORDERO ARROYO, Graciela. El asesor en la escuela: una mirada interpretativa a la construcción de su rol como formador del profesorado. In: IMBERNON, Francisco et al. Série Formación y Desarollo del Profesorado. 3. ed. Barcelona: Editorial Graó, 2007. p. 103-117.

CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. Campinas, SP: Papirus, 1989.

CUNHA, Maria Isabel da. In: MOROSINI, Marilia (Org.). Enciclopédia da Pedagogia Universitária, MEC/Inep/Ries, 2006. v. 2.

CUNHA, Maria Isabel da (Org.). Trajetórias e lugares da formação universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara/SP: Capes/CNPq/Junqueira & Marins Editores, 2008.

KÜSKÜ, Fatma. Dimensions of employee satisfaction: a state university example. Metu Studies en Development, v. 28, n. 2, p. 399-430, 2001.

KÜSKÜ, Fatma. Employee satisfaction in higher education: The case of academic administrative staffen Turkey. Career Development International, v. 8, n. 7, p. 347-356, 2003.

LUCARELLI, Elisa. El asesor pedagógico em la universidad. De la teoria pedagógica a la práctica en la formación. Buenos Aires: Paidos, 2000.

NÓVOA, António. O regresso dos professores. 2011. Disponível em: <http://pt.scribd.comcom/doc68387246/>. Acesso em: 2 jul. 2017.

TAYLOR, James et al. Strategic enrollment management: improving student satisfaction and sucess in Portugal. Higth Education Manegement and Policy, v. 20, n. 1, p. 120-137, 2007.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. Petrópolis: Vozes, 2002.

ROMAÑA, Teresa; GROS, Begoña. La profesión del docente universitário del siglo XXI: cambios superficiales o profundos? In: Revista de Enseñanza Universitária, Sevilha, n. 21, p. 7-35, 2003,

Publicado
2018-05-29
Como Citar
da Cunha, M. I. (2018). Docência na Educação Superior: a professoralidade em construção. Educação, 41(1), 6-11. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.1.29725
Seção
Dossiê: A construção de profissionalidade: a pessoa em formação