Estudantes africanos em universidades brasileiras: os desafios da internacionalização “às avessas” no cotidiano universitário

Maria Isabel da Cunha, Gildo Volpato, Maria Aparecida Marques Rocha, Marinalva Moog Pinto

Resumo


O objetivo da pesquisa foi compreender o processo de internacionalização da educação superior e os impactos dele advindo a partir da presença de estudantes estrangeiros africanos em duas universidades brasileiras. A abordagem foi qualitativa e foi utilizado o questionário e a entrevista semiestruturada. Dentre os motivos de estudar no Brasil destaca-se o maior reconhecimento do diploma estrangeiro e o diferencial na formação profissional e inclusão no mercado. Como desafios ressaltam a adaptação às variações linguísticas e dificuldades com conteúdo que não possuem base. Pretendem retornar à Angola para ajudar a reconstruir o país. Os gestores revelaram conhecer as estratégias institucionais de internacionalização, destacando a sustentabilidade e a divulgação das ações institucionais como forma de dar maior visibilidade e fortalecer a imagem institucional. Apoiam este processo, recebendo e acolhendo os estudantes estrangeiros.


Palavras-chave


Internacionalização. Educação Superior. Estudantes africanos.

Texto completo:

PDF

Referências


ALTACH, Philip G.; KNIGHT, Jane. The internationalizacion of higher education: motivations and realities. Journal of studies in internacional education, v. 11, n. 3-4, p. 290-305, 2007.

BARTELL, Marvin. Internacionalização of universities: a university-culture-based framework. Higher Education. Manitoba: Winnipeg, 2003. p. 37-52.

BOURDIEU. Pierre. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Trad. de Mariza Corrêa. Campinas: Papirus, 1996.

BRAGANÇA, Ângela. Com a palavra, Secretária de Estado Ângela Bragança. AngolaYetu, Publicação do Consulado Geral de Angola em São Paulo. 40 – 1975-1015 – Independência Nacional, São Paulo, ano 3, n. 09, p. 12-15, dez. 2015.

CASTRO, Alda Araújo; NETO, Antonio Cabral. O ensino superior: a mobilidade estudantil como estratégia de internacionalização na América Latina. Revista Lusófona de Educação, v. 21, p. 69-96, 2012.

CONSTANTINO, Graciane Mondardo. Educação e identidade cultural: experiência de acadêmicos angolanos, BRASIL. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) – Criciúma: Ed. do Autor, 2012.

DIAS Sobrinho, José. Educação Superior, globalização e democratização. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, ANPED, v. 28, p. 164-173, 2005.

DIAS Sobrinho, José. Universidade e novos modos de produção, circulação e produção do conhecimento. Avaliação, Campinas, Sorocaba, v. 19, n. 3, p. 643-662, nov. 2014.

KNICHT, Jane. Internacionalização remodeled: definition, approaches, and rationales. Journal of Studies in Internacional Education. Sage Publications, v. 8, n. 1, p. 5-32, spring 2004.

MERCADO, Roxana. Histórias de legados familiares, mandatos encubiertos y elecciones negociadas. Cuadernos de Edución, Córdoba, ano III, n. 3, p. 175-181, dec. 2004.

MOROSINI, Marília Costa. Estado do conhecimento sobre internacionalização da educação superior – conceitos e práticas. Editora da UFPR. Educar, Curitiba, n. 28. p. 107-127, 2006.

WEWA, Muleka. Sobre a integração social entre desiguais. In: MWEWA, Muleka; FERNANDES, Gleiciani; GOMES, Patrícia (Org.). Sociedades desiguais: gênero, cidadania e identidades. São Leopoldo: Nova Harmonia, 2009. p. 7-28.

PEÑA, Daniel. Internacionalização. Que metas? A que ritmo? Que estratégias? Universidade Carlos III de Madri, Espanha. III Encontro Universia de Reitores. Debate 10. Rio de Janeiro, 2014. p. 01-09.

SILVA, Tomaz Tadeu da. A produção social da identidade e da diferença. In: SILVA, Tomaz Tadeu da (Org.). Identidade e diferença: a perspectiva dos Estudos Culturais. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2005. p. 73-101.

SOUSA SANTOS, Boaventura. Dilemas do nosso tempo: Globalização, multiculturalismo e conhecimento. Educação & Realidade, Porto Alegre, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Faculdade de Educação, v. 26, n. 1, p. 13-32, 2001.

SOUSA SANTOS, Boaventura. Por uma concepção multicultural de direitos humanos. In: SOUSA SANTOS, Boaventura de (Org.). Reconhecer para libertar: os caminhos do cosmopolitismo cultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003. p. 429-461.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2017.3.24240

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2017 EDIPUCRS