Propriedades Psicométricas da Escala de Autoeficácia Geral Percebida (EAGP)

  • Juliana Burges Sbicigo UFRGS
  • Marco Antônio Pereira Teixeira UFRGS
  • Ana Cristina Garcia Dias UFSM
  • Débora Dalbosco Dell’Aglio UFRGS
Palavras-chave: Autoeficácia, escala de avaliação, psicometria.

Resumo

Este estudo analisou as propriedades psicométricas da Escala de Autoeficácia Geral Percebida (EAGP) em adolescentes do Rio Grande do Sul, Brasil. Participaram 1.007 estudantes (60,5% meninas) com idades entre 12 e 18 anos, de escolas públicas. Conforme esperado, resultados de análises fatoriais exploratórias e confirmatórias, realizadas com subconjuntos independentes da amostra total, indicaram a unidimensionalidade da medida. A fidedignidade do instrumento nesta amostra, avaliada pelo alpha de Cronbach, foi de 0,85, sendo considerada alta. Da mesma forma, todos os itens apresentaram correlações item-restante satisfatórias. Os resultados indicam que a versão brasileira da EAGP apresenta evidências de validade e de confiabilidade para avaliar autoeficácia geral em adolescentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Sbicigo, J. B., Teixeira, M. A. P., Dias, A. C. G., & Dell’Aglio, D. D. (2012). Propriedades Psicométricas da Escala de Autoeficácia Geral Percebida (EAGP). Psico, 43(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/11691
Seção
Artigos