A inteligência possível do século XXI

  • Pierre Lévy Universidad de Ottawa
Palavras-chave: Ciberespaço, Filosofia, Memória digital

Resumo

O autor pensa que um dos principais problemas que se coloca aos intelectuais do século XXI é o de encontrar as melhores maneiras de explorar o serviço de inteligência coletiva, o desenvolvimento desta imensa memória comum e esta nova potência de análise e de simulação oferecida pelo cálculo automático. “É um novo problema, o da inteligência possível, que não foi colocado para qualquer geração antes da nossa”, escreveu Lévy.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pierre Lévy, Universidad de Ottawa

Lévy é um reconhecido pesquisador das tecnologias da inteligência e investiga as interações entre informação e sociedade. Mestre em História da Ciência e Ph.D. em Comunicação e Sociologia e Ciências da Informaçãopela Universidade de Sorbonne, é um dos mais importantes defensores do uso do computador, em especial da internet, para a ampliação e ademocratização do conhecimento humano. Sua vocação para a pesquisa surgiu durante um curso com o filósofo francês Michel Serres, e seu foco de estudo se concentrou na área da cibernética e da inteligência artificial. Em 1987, lançou seu primeiro livro,A máquina Universo – Criação, cognição e cultura informática. Também é autor de A inteligência coletivaO que é virtualCibercultura. Tornou-se mundialmente conhecido a partir de 1994 com a difusão de sua tese sobre a “árvore do conhecimento", sistema criado junto com Michel Authier que é composto por um software de cartografia e pelo intercâmbio de conhecimentos entre comunidades, gerando uma enciclopédia virtual em constante transformação. Atualmente, é professor de Inteligência Coletiva na Universidade de Ottawa. 

Publicado
2008-04-14
Como Citar
Lévy, P. (2008). A inteligência possível do século XXI. Revista FAMECOS, 14(33), 13-20. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2007.33.3429
Seção
Os Intelectuais e as Novas Tecnologias