Pierre Bourdieu: mercados linguísticos e poder simbólico

Palavras-chave: Bourdieu, poder simbólico, mercado linguístico

Resumo

Neste artigo, são apresentadas algumas das principais categorias utilizadas por Bourdieu para pensar a complexidade do processo de comunicação, tais como: habitus linguístico, senso de aceitabilidade e de oportunidade, capital simbólico, mercado e poder simbólico. A partir delas, pretende-se demonstrar que a comunicação não se dá pela simples troca de signos - sujeitos a codificação e decodificação. Essa troca é envolvida por signos de autoridade (o valor que cada fala assume na situação) e signos de poder (relações de autoridade entre os falantes). A escolha das fontes jornalísticas - as vozes que ouvimos nos noticiários - e o modo pelo qual são formadas as esferas públicas dependem diretamente dessas condições.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Liráucio Girardi Jr, Faculdade Cásper Líbero; Midialogia - Instituto de Artes - Unicamp
Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), é mestre em Ciência Política pela mesma universidade. Doutorou-se em Sociologia na Universidade de São Paulo e sua tese foi publicada sob o título "Pierre Bourdieu: Questões de Sociologia e Comunicação", pela editora Annablume em co-edição com a FAPESP. Atualmente, leciona a disciplina "Sociologia" (gradução) e "Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura" (pós-graduação) na Faculdade Cásper Líbero; "Pensamento Crítico em Comunicação" (graduação) na Universidade Municipal de São Caetano do Sul e "Teorias da Comunicação", "Comunicação, Cultura e Sociedade" , "Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura" (graduação) na Midialogia - Instituto de Artes - Unicamp . Tem experiência na área de Comunicação, com ênfase em Sociologia da Comunicação, atuando principalmente nas seguintes áreas: Sociologia, Economia das trocas simbólicas, Estudos Culturais e Cultura do Consumo. Participou do Grupo de Pesquisa vinculado à pós-graduação, "Comunicação, Tecnologia e Cultura de Rede", na Faculdade Casper Líbero, de 2007 a 2010. Foi pesquisador do Centro Interdisciplinar de Pesquisa da Faculdade Cásper Líbero entre 2008 e 2012.

Referências

AUSTIN, John L. How to do Things with words. New York: Oxford University Press, 1965.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BAKHTIN, Mikhail (Volochinov). Marxismo e Filosofia da Linguagem. São Paulo: Hucitec, 1997.

BARROS FILHO, Clóvis; MARTINO, Luis Mauro Sá. O habitus na Comunicação. São Paulo: Paulus, 2003.

BOURDIEU, Pierre. Pierre Bourdieu. ORTIZ, Renato (org.). São Paulo: Ática, 1983.

______. O poder simbólico. Lisboa: Difel, Rio de Janeiro: Bertrand, 1989.

______. A economia das trocas lingüísticas. São Paulo: Editora da USP, 1996.

______. Esquisse d’une théorie de la pratique. Paris: Éditions du Seuil, 2000.

______. Meditações Pascalianas. Rio de Janeiro: Bertrand, 2001.

______. Coisas Ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004.

CASTORIADIS, Cornelius. Encruzilhadas do Labirinto. Rio de Janeiro: Paz & Terra, 1987.

EAGLETON, Terry. Teoria da Literatura: Uma Introdução. São Paulo: Martins Fontes, 1983.

FERREIRA, Jairo. Discurso, Mídia e Sociedade. 13º Encontro Anual da Associação Nacional dos Programas de Pós-graduação em Comunicação - Anais do XIII Encontro Anual da Compós, v. 1, p. 1-15, 2004.

______. Mídia, jornalismo e sociedade: a herança normalizada de Bourdieu. Estudos em Jornalismo e Mídia, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 35-44, jan. 2005.

FOUCAULT, Michel. Arqueologia do Saber. Rio de Janeiro: Forense, 1986.

______. Microfísica do Poder. 7. ed. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

______. A ordem do discurso. 13. ed. São Paulo: Loyola, 2006.

GIRARDI Jr, Liráucio. Poder Simbólico, Mídia e Cidadania. Communicare. São Paulo, v. 5, n. 1, 2005.

______. Pierre Bourdieu: questões de sociologia e comunicação. São Paulo: Annablume/FAPESP, 2007.

______. Trocas simbólicas no ciberespaço e o processo de construção de esferas públicas interconectadas. In: VVAA. Esfera Pública, Redes e Jornalismo. Rio de Janeiro: E-papers, 2009.

LAHIRE, Bernard. Homem plural. Petrópolis: Vozes, 1998.

LEVI-STRAUSS, Claude. Antropologia estrutural. 2. ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1985.

MARCONDES, Danilo. Filosofia, linguagem e comunicação. 4. ed., São Paulo: Cortez, 1992.

MAUSS, Marcel. Sociologia e Antropologia. São Paulo; Cosac & Naïf, 2003.

MEY, Jacob L. As vozes da sociedade: seminários de pragmática. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2001.

RAMOS, Graciliano. Vidas Secas. Rio de Janeiro: Record, 2003.

RODRIGUES, Adriano D. Estratégias de comunicação. Lisboa: Presença, 1990.

______ . Comunicação e cultura. Lisboa: Presença, 1994.

SAUSSURE, Ferdinand. Curso de Linguística Geral. 25. ed. São Paulo: Cultrix, 1996.

WITTGENSTEIN, Ludwig. Investigações Filosóficas. São Paulo: Nova cultural, 1989.

Publicado
2017-08-01
Como Citar
Girardi Jr, L. (2017). Pierre Bourdieu: mercados linguísticos e poder simbólico. Revista FAMECOS, 24(3), ID25978. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.3.25978
Seção
Epistemologia