Linguagem na Construção Matemática

  • Vera Lucia Felicetti Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Resumo

Este artigo é resultado de uma inquietação em relação ao processo de ensino e aprendizagem da Matemática, e à formação do sentimento de Matofobia . Uma breve interlocução teórica permitiu identificar importantes aspectos em relação à metodologia utilizada pelo professor de Matemática, a importância da linguagem atribuída durante o processo de ensino e aprendizagem dessa disciplina, e a diferença entre um Professor de Matemática e um Matemático. A metodologia adotada neste trabalho foi naturalístico-construtiva. Apresenta uma atividade realizada com alunos de uma 3ª série do Ensino Fundamental de uma escola pública de Porto Alegre. Conclui-se que um diálogo direcionado, com uma linguagem significativa, possibilita a comunicação do pretendido pelo professor, como também permite a este, perceber os conhecimentos prévios dos seus alunos, oportunizando a reconstrução, ou construção de idéias, mantendo um elo entre a realidade do aluno e o conteúdo escolar. A atividade apresentada evidencia a possibilidade de construção matemática, do desenvolvimento da idéia intuitiva, bem como das bases cognitivas, o que permite uma maior e melhor complexificação e abstração em futuros estudos matemáticos. Palavras-chave: Ensino e aprendizagem da Matemática. Metodologia. Linguagem. Matofobia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vera Lucia Felicetti, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Doutoranda no Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Educação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Bolsista CAPES
Publicado
2010-08-19
Como Citar
Felicetti, V. L. (2010). Linguagem na Construção Matemática. Educação Por Escrito, 1(1). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/porescrito/article/view/7121
Seção
Artigos