50 anos da pedagogia do oprimido: o legado de Paulo Freire na educação de jovens e adultos

Palavras-chave: Pedagogia do Oprimido, Legado de Paulo Freire, Educação de Jovens e Adultos

Resumo

O livro Pedagogia do Oprimido de Paulo Freire tem sido a principal referência na disseminação da educação freireana em diferentes países no mundo. O objetivo deste artigo é tecer reflexões sobra a Pedagogia do Oprimido e sua importância na construção do pensamento educacional de Paulo Freire, bem como apresentar o legado de Paulo Freire na Educação de Jovens e adultos em diferentes contextos de sua andarilhagem pelo mundo. Consiste em uma pesquisa bibliográfica, envolvendo obras de Paulo Freire e de autores que estudam e pesquisam sobre Paulo Freire, entre outros. Em relação aos resultados destaca-se que o legado de Paulo Freire cresce em todo o mundo, e em especial, no número de Cátedras, Institutos e Grupos de Pesquisas, que se voltam para estudos sobre a teoria e as práticas da educação freireana, além da realização da formação de educadores/as, publicações e eventos acadêmicos e culturais.

 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ivanilde Apoluceno de Oliveira, Universidade do Estado do Pará, Belém, PA.

Pós-doutora em Educação pela PUC-Rio. Doutora em Educação pela PUC-SP/ UNAM/UAM-México. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação e Coordenadora do Núcleo de Educação Popular Paulo Freire da Universidade do Estado do Pará (UEPA).

Referências

ARAÚJO-OLIVEIRA, Sonia Stella. Paulo Freire: pedagogo crítico. México: Universidad Pedagógica Nacional; Dirección de Difusión y Extensión Universitaria. Fomento Editorial, 2002.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Andarilhagem. In: STRECK, Danilo; REDIN, Euclides; ZITKOSKI, Jaime José. Dicionário Paulo Freire. 2e. Revista e ampliada. Belo Horizonte: Autêntica, 2010. Pág. 41-42.

CASALI, Alípio. A pedagogia do oprimido: de clandestina a universal. In: MAFRA, Jason; ROMÃO, José Eustáquio; SCOCUGLIA, Afonso Celso (Orgs.) Globalização, Educação e Movimentos Sociais: 40 anos da Pedagogia do Oprimido. São Paulo: Instituto Paulo Freire; Editora Esfera, 2009. Pág. 124 a 132.

CHABALGOITY, Diego. Ontologia do oprimido: construção do pensamento filosófico em Paulo Freire. Jundiaí: Paco Editorial, 2015.

DUSSEL, Enrique. Ética da libertação na idade da globalização e da exclusão. Petrópolis: Vozes, 2000.

FÁVERO, Osmar. Educação de Jovens e Adultos: passado de histórias; presente de promessas. In.: RIVERO, José; FÁVERO, Osmar. Educação de Jovens e Adultos: direito e desafio de todos. São Paulo: Moderna, 2009.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: um reencontro com a Pedagogia do oprimido. 2e. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

FREIRE, Paulo Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 12e. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

FREIRE, Paulo. SHÖR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1986.

FREIRE, Paulo. Conscientização: teoria e prática da libertação. Uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. 4r. São Paulo: Moraes, 1980.

FREIRE, Paulo. Liberdade cultural na América Latina. In: STRECK, Danilo R. (Org.) Fontes da Pedagogia Latino-Americana: uma antologia. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

HERNÁNDEZ, Isabel. Educação e sociedade indígena: uma aplicação bilingue do método Paulo Freire. São Paulo: Cortez, 1981.

JERIA, Jorge.La influencia del pensamento de Paulo Freire em Chile y los Estados Unidos. In: LIMA, Maria Nayde dos Santos e ROSAS, Argencina (Orgs.) Paulo Freire: quando as ideias e os afetos se cruzam. Recife: Editora Universitária -UFPE; Prefeitura do Recife, 2001. Pág. 217 a 234.

PONTUAL, Pedro. Prefácio. In: FREIRE, Paulo. Pedagogia do Compromisso: América Latina e Educação Popular. Indaiatuba-SP: Villa das Letras, 2008.

PELANDRÉ, Nilcéa Lemos. Ensinar e aprender com Paulo Freire: 40 horas, 40 anos depois. 3e. revista. Florianópolis: Editora da UFSC, 2009.

MACLAREN, Peter. Paulo Freire é o mais importante educador crítico lido nos EUA. Revista do Instituto Humanitas. Unisinos On line. N.223. Ano VII, de 11 de junho de 2007. Disponível: http://www.ihuonline.unisinos.br. Acesso em 14/08/2013.

SCOCUGLIA, Alfonso Celso. La progresión del pensamiento político pedagógico de Paulo Freire. In: DELGADO, Martha, SARDUY, Maria Isabel; VALDEZ, josé Ramon (Orgs.) ¿Que és la Educación popular? La Habana: Editorial Caminos, 2012. Pág. 53 a 86.

SILVA, Lívia Sonalle do Nascimento; SILVA, Eduardo Jorge Lopes da. O pensamento de Paulo Freire para a educação de jovens e adultos: ainda aprendemos com a experiência de Angicos/RN. In: LOPES, Eduardo Jorge; AMORIM, Roseane Maria de. Paulo Freire: culturas, ética e subjetividades no ensinar e aprender.João Pessoa: CCTA, 2018. Pág.71 a 84.

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Oliveira, I. A. de. (2019). 50 anos da pedagogia do oprimido: o legado de Paulo Freire na educação de jovens e adultos. Educação, 42(3), 417-425. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2019.3.33610
Seção
Dossiê - ALFAEEJA