As políticas de inclusão e a educação escolar: contrapontos necessários

  • Eliane Brunetto Pertile Universidade Estadual de Maringá
  • Elisabeth Rossetto Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Políticas de inclusão. Contradição. Educação. Consciência de classe.

Resumo

Por meio das políticas de inclusão, tem se apresentado frequentemente a defesa dos direitos de grupos minoritários e a proposta de resolução de problemas sociais pela via da educação. Assim, aborda-se a temática da inclusão com a intenção de problematizar essa proposição no contexto excludente da sociedade capitalista. Para tanto, realizouse uma pesquisa bibliográfica e documental que priorizou documentos que exercem interferência nas políticas a partir da década de 1990, no país. E buscou-se apoio em atores que permitem compreender as contradições que envolvem as políticas na sociedade de classes. Considerou-se que a proposta de inclusão escolar é coerente com a manutenção dessa lógica social na medida em que não prevê mudanças estruturais. Apontou-se para a relevância de pensar a função da escola para além dos propósitos divulgados por meio das políticas, tendo em vista a formação da consciência de classe que supera a fragmentação presente na focalização de grupos sociais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Brunetto Pertile, Universidade Estadual de Maringá
Doutoranda em Educação pela Universidade Estadual de Maringá, Programa de Pós- Graduação em Educação/PPE. Mestre em Educação pela UNIOESTE, Cascavel- Pr. Professora da rede estadual de Educação do Paraná. Membro do Grupo de Pesquisa em Educação Especial, GEPEE.
Elisabeth Rossetto, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Professora efetiva da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE), do programa de Pós-Graduação em Educação. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS). Coodernadora do Grupo de Pesquisa em Educação Especial GEPEE.

Referências

CASTANHA, André Paulo. O uso da legislação educacional como fonte: orientações a partir do marxismo. Revista HISTEDBR [online], Campinas, n. esp., p. 309-331, abr. 2011.

CHESNAIS, François. A mundialização do capital. São Paulo: Xamã, 1996.

DAL RI, Neusa Maria; VIEITEZ, Candido Giraldez. Trabalho como princípio educativo e práxis político-pedagógica. In: MENDONÇA, Sueli Guadalupe de Lima; SILVA, Vandei Pinto da; MILLER, Stela (orgs.). Marx Gramsci e Vigotski: aproximações. 2. ed. Araraquara, SP: Junqueira e Marin, 2012. p. 253-306.

DELORS, Jacques (org.). Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez/Brasília: MEC: UNESCO, 1998.

FALEIROS, Vicente de Paula. A política social do estado capitalista: as funções da previdência e assistências sociais. 3. ed. São Paulo: Cortez, 1983. FONTES, Virgília. Capitalismo, exclusões e inclusão forçada. Tempo, Rio de Janeiro, v. 2, n. 3, p. 34-58, 1996.

GARCIA, Rosalba Maria Cardoso. Discursos políticos sobre inclusão: questões para as políticas públicas de educação especial no Brasil. S/d. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/27/gt15/t1510.pdf. Acesso em: 23 maio 2013.

______. Discursos políticos sobre inclusão: questões para políticas públicas de educação especial no Brasil. In: Reunião Anual da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação, Caxambu, 2004. Disponível em: http://www.anped.org.br/reunioes/27/gt15/t1510.pdf. Acesso em: 06 jun. 2013.

LEHER, Roberto. Educação no capitalismo dependente ou exclusão educacional? In: MENDONÇA, Sueli Guadalupe de Lima; SILVA, Vandei Pinto da; MILLER, Stela (orgs.). Marx Gramsci e Vigotski: aproximações. 2. ed. Araraquara, SP: Junqueira e Marin, 2012. p. 223-252.

MARX, Karl e ENGELS, Friedrich. A ideologia alemã. 6. ed. São Paulo: Editora Hucitec, 1987.

NAGEL, Lizia Helena. O estado brasileiro e as políticas educacionais a partir dos anos 80. In: NOGUEIRA, Francis Mary Guimarães (org.). Estado e políticas sociais no Brasil: conferências do seminário estado e políticas sociais no Brasil e textos do relatório parcial do projeto de pesquisa – programas nas áreas de educação e saúde no estado do Paraná: sua relação com as orientações do BID e BIRD e sua contribuição na difusão das propostas liberalizantes em nível nacional. Cascavel: EDUNIOESTE, 2001. p. 99-122.

NETTO, José Paulo. Economia política: uma introdução crítica. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2007.

OLIVEIRA, Avelino da Rosa. A exclusão nas ciências humanas: para a construção de um referencial teórico marxista, s/d. Disponível em: http://www.unicamp.br/cemarx/anais_v_coloquio_arquivos/arquivos/comunicacoes/gt2/sessao3/Avelino_Oliveira.pdf. Acesso em: 16 nov. 2013.

OLIVEIRA, Dalila Andrade; DUARTE, Adriana. Política educacional como política social: uma nova regulação da pobreza. Perspectiva, Florianópolis, v. 23, n. 2, p. 255- 78, jul./dez. 2005.

SAES, Décio. A evolução do Estado no Brasil (uma interpretação marxista). In: ______. República do capital: capitalismo e processo político no Brasil. São Paulo: Boitempo Editorial, 2001.

SAVIANI, Dermeval. Da nova LDB ao FUNDEB: por uma política educacional. 2. ed. rev. e ampl. Campinas. SP: Autores Associados, 2008.

______. Da Nova LDB ao Novo Plano Nacional de Educação: por uma outra política educacional. 5. ed. Campinas, São Paulo: Autores Associados, 2004. (Coleção Educação Contemporânea).

SEVERINO, Joaquim. Políticas educacionais: o ensino nacional em questão. Campinas, SP: Papirus, 2003.

SHIROMA, Eneida Oto; MORAES, Maria Célia Marcondes de; EVANGELISTA, Olinda. Política educacional. 4. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.

UNESCO. Coordenadoria Nacional para a Integração da

Pessoa Portadora de Deficiência (CORDE). Declaração de Salamanca: princípios, política e prática para as necessidades educativas especiais. Brasília, 1994.

______. Declaração mundial sobre educação para todos. Plano de ação para satisfazer as necessidades básicas de aprendizagem. Tailândia, 1990.

XAVIER, Maria Elizabete Sampaio Prado; DEITOS, Roberto Antonio. Estado e política educacional no Brasil. In: DEITOS, Roberto Antonio; RODRIGUES, Rosa Maria (orgs.). Estado, desenvolvimento, democracia & políticas sociais. Cascavel: EDUNIOESTE, 2006. p. 67-86.

Publicado
2016-12-22
Como Citar
Pertile, E. B., & Rossetto, E. (2016). As políticas de inclusão e a educação escolar: contrapontos necessários. Educação, 39(3), 334-343. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2016.3.19998
Seção
Outros Temas