Ética na escola: por uma abordagem argumentativa

  • Renato Jose de Oliveira UFRJ
Palavras-chave: Ética. Ensino fundamental. Escola pública. Argumentação.

Resumo

Este artigo reflete acerca do trabalho com a ética na escola, focalizando o contexto do ensino fundamental. Tendo em vista a ocorrência de situações de violência (física e psicológica), muitas vezes atribuídas às mudanças de valores morais e de formas de comportamento por parte dos alunos, são examinadas duas questões: 1) Como pensar a ética sob um ponto de vista argumentativo e não dogmático? 2) Que desafios é preciso enfrentar na formação ética dos alunos no contexto da escola atual? A primeira questão é discutida a partir das contribuições de Kant, Habermas e Perelman. A segunda é desenvolvida por meio de reflexões feitas sobre relatos de gestores de escolas públicas municipais da cidade do Rio de Janeiro, colhidos em um curso de extensão ministrado no ano de 2008.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Renato Jose de Oliveira, UFRJ
possui graduação em Engenharia Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1982), graduação em Licenciatura Em Química pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (1984), mestrado em Educação pela Fundação Getúlio Vargas - RJ (1990) e doutorado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1996). Atualmente é professor Associado II da Universidade Federal do Rio de Janeiro, Coordenador do Grupo de Pesquisas sobre a Ética na Educação (GPEE) e pesquisador do Observatório da Laicidade do Estado (OLÉ). Suas principais áreas de atuação são Filosofia da Educação e Currículo, atuando principalmente nos seguintes temas: relações entre ética, laicidade, argumentação e educação, análise retórica do discurso e questões epistemológicas da educação.

Referências

ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

BEAUDOIN, Marie-Nathalie; TAYLOR, Maureen. Bullying e desrespeito: como acabar com essa cultura na escola. Porto Alegre:

Artmed, 2006.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: terceiro e quarto ciclos. Apresentação dos temas transversais. Brasília: MEC/SEF, 1998a.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental. Diretrizes curriculares nacionais do ensino fundamental. Relatório. Brasília: MEC/SEF, 1998b. Disponível em: http://www.portal.mec.gov.br/index.php?Itemid=&gid=852&option=com - Acesso em: 19 dez. 2012.

CORTINA, Adela. Ética de la razón cordial: educar en la ciudadanía en el siglo XXI. Oviedo: Nobel, 2007.

DINIZ, Débora. Bioética e gênero. Série Anis 51. Brasília, p. 1-8, dez. 2007. Disponível em: http://www.anis.org.br/serie/artigos/sa51_diniz_genero.pdf - Acesso em 19 dez. 2012.

GOERGEN, Pedro. Educação para a responsabilidade social: pontos de partida para uma nova ética. In: SEVERINO, Francisca Eleodora Santos (Org.). Ética e formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011. p. 93-129.

HABERMAS, Jürgen. Moral consciousness and communi-

cative action. Cambridge: Polity Press, 1990.

HABERMAS, Jürgen. A ética da discussão e a questão da verdade. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

IMBERT, Francis. A questão da ética no campo educativo. Petrópolis: Vozes, 2001.

KANT, Immanuel. Réflexions sur l’éducation. Paris: Vrin, 1989.

KANT, Immanuel. Crítica da razão prática. Lisboa: Edições 70, 1997a.

KANT, Immanuel. Fundamentação da metafísica dos costumes. Lisboa: Edições 70, 1997b.

MEYER, Michel. Questões de retórica, linguagem, razão e sedução. Lisboa: Edições 70, 1998.

MEYER, Michel. Petite métaphysique de la différence. Paris: Librairie Générale Française, 2000.

OLIVEIRA, Manfredo Araújo de. Ética e práxis histórica. São Paulo: Ática, 1995.

PERELMAN, Chaïm. Argumentação. In: Enciclopédia Einaudi. Lisboa: Casa da Moeda, 1987. v. 11, p. 234-265.

PERELMAN, Chaïm. L’empire rhétorique. Paris: Vrin, 1988.

PERELMAN, Chaïm. Ética e direito. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

PERELMAN, Chaïm; OLBRECHTS-TYTECA, Lucie. Tratado da argumentação. A nova retórica. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

ROUANET, Sérgio Paulo. Ética iluminista e ética discursiva. Tempo Brasileiro, Rio de Janeiro, n. 98 (especial): Jürgen Habermas: 60 anos, p. 23-78, jul.-set. 1989.

SEVERINO, Antônio Joaquim. Formação e atuação dos professores: dos seus fundamentos éticos. In: SEVERINO, Francisca Eleodora Santos (Org.). Ética e formação de professores. São Paulo: Cortez, 2011. p. 130-148.

UNESCO. Educação: um tesouro a descobrir. Relatório para a UNESCO da Comissão de Educação para o século XXI. 1996. Disponível em: http://www.microeducacao.com.br/concurso/ConcursoPEBII2009/B-Delors-Educacao-Um%20Tesouro%20a%20Descobrir.pdf - Acesso em: 19 dez. 2012.

WALZER, Michael. Da tolerância. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

Publicado
2014-12-16
Como Citar
de Oliveira, R. J. (2014). Ética na escola: por uma abordagem argumentativa. Educação, 37(3), 454-462. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2014.3.12862