Mídias locativas: a internet móvel de lugares e coisas

  • Lúcia Santaella Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: Mídias locativas, mobilidade, espaço

Resumo

Chamando atenção para a impressionante aceleração nas transformações dos meios tecnológicos de produção de linguagens, que, em menos de dois séculos, da invenção da fotografia já chega hoje até a internet móvel, este artigo se detém na cultura da mobilidade, uma variação avançada da cibercultura, baseada nos dispositivos móveis aliados ao sistema de posicionamento global (CPS). Uma das práticas mais relevantes que essa nova aliança vem trazendo é a das mídias locativas, fazendo emergir novas espacialidades de acesso, presença e interação que reconstituem os modos como nossos encontros com lugares específicos, suas bordas e nossas respostas a eles estão fundadas social e culturalmente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Santaella, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Professora titular da Pontifícia Universidade Católia de São Paulo e livre-docência em Ciências da Comunicação na Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo

Referências

CASTELLS, Manuel. The rise of the network society. Malden, MA: Blackwell Publishers, 2000.

CERTEAU, Michel de. The practice of everyday life. Berkeley, CA: University of California Press, 1984.

DOCTOROV, Cory. Resenha. In BoingBoing-A directory of Wonderful Things. 2005. Disponível em: http://www.boingboing.net/2005/10/26/bruce-sterlingsdesi.html Acesso em: 15 jan. 2008.

DOURISH, Paul. Re-space-ing place: ‘place’ and ‘space’ ten

years on. 2006. Disponível em: http://www.ics.uci.edu/~jpd/publications/2006/cscw2006-space.pdf Acesso em: 15 jan. 2008.

FERRAZ, Maria Cristina Franco. Tecnologias, memória e esquecimento: da modernidade à contemporaneidade. Revista Famecos, Porto Alegre, n. 27, p. 49-56, ago. 2005.

GIBSON, James J. The ecological approach to visual perception. Hillsdalle, New Jersey: Lawrence Erlbaum, 1986.

HARRISON, Steve e DOURISH, Paul. Re-place-ing space: The roles of place and space in collaborative systems. 1996. Disponível em: http://www.ics.uci.edu/~jpd/publications/place-paper.html Acesso em: 15 jan. 2008.

LEMOS, André. Mídias locativas e territórios informacionais. In: SANTAELLA, L; ARANTES, P. (eds.). Estéticas tecnológicas. Novos modos de sentir. São Paulo: Educ, no prelo.

MCCULLOUGH, Malcolm. On urban markup: frames of reference in location models for participatory urbanism. 2006. Disponível em: http://leoalmanac.org/journal/Vol_14/lea_v14_n03-04/mmccullough.asp

Acesso em: 10 jan. 2008.

RUSSELL, Ben. Headmap manifesto. 1999. Disponível em http://www.headmap.org/headmap.pdf Acesso em: 22 jun. 2006.

SANTAELLA, Lucia. Culturas e artes do pós-humano. Da cultura das mídias à cibercultura. São Paulo: Paulus, 2003.

_____. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

_____. A estética política das mídias locativas. Revista Nómadas, Colômbia, no prelo.

SHEPARD, Mark. Locative media as critical urbanism. 2007. Disponível em: http://transition.turbulence.org/blog/2007/09/04/locative-media-art/ Acesso em: 10 jan. 2008.

STERLING, Bruce. Shaping Things. Cambridge, Mass.: Mit Press, 2005.

TAYLOR, Elanor. You know your place – Headmap manifesto and the specialized internet revolution. Social Issues Research Centre. Disponível em: http://www.sirc.org/articles/know_your_place.shtml Acesso em: 12 jan. 2008.

TUTERS, Marc e VARNELIS, Kazys. Beyond locative media. Disponível em: http://networkedpublics.org/locative_media/beyond_locative_media Acesso em: 11 dez. 2007.

Publicado
2008-09-13
Como Citar
Santaella, L. (2008). Mídias locativas: a internet móvel de lugares e coisas. Revista FAMECOS, 15(35), 95-101. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2008.35.4099
Seção
Mobilidades Tecnológicas