Instrumento de Avaliação da Fluência de Leitura Textual: da decodificação à compreensão de leitura

Palavras-chave: Avaliação de leitura. Fluência de leitura. Estudo de validade.

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar o instrumento AFLeT (Avaliação de Fluência de Leitura Textual) e um dos estudos de validade do instrumento (baseado na correlação com outros testes que avaliam construtos teoricamente relacionados). A sua principal característica é a abrangência na avaliação da leitura, que considera tanto a fluência de leitura em todas as suas dimensões, desde o processamento da decodificação, prosódia e velocidade, quanto a compreensão de leitura. A amostra normativa foi composta de 200 crianças brasileiras, com idades entre 7 e 10 anos, estudantes do 2º ao 4º ano escolar do Ensino Fundamental de escolas públicas e privadas do Rio Grande do Sul. Os resultados de um dos estudos psicométricos mostraram que os escores no AFLeT estão significativamente correlacionados com o desempenho em tarefas que medem conceitos teoricamente relacionados à fluência de leitura (leitura de palavras/pseudopalavras isoladas e nomeação seriada rápida).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiane Puntel Basso, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

Doutora em Ciências da Linguagem pela Université de Grenoble-França. Pós-doutora em Psicologia (UFRGS) e em Educação (PUCRS/UFPel). Fonoaudióloga e mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Integrante do Núcleo de Estudos em Neuropsicologia Cognitiva (NEUROCOG).

Luciane Rosa Piccolo, New York University School of Medicine, New York, NY

Doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), psicóloga, especialista em Neuropsicologia (CFP). Pesquisadora no Departamento de Pediatria do Desenvolvimento e Comportamental da New York University School of Medicine. Pesquisadora colaboradora do Núcleo de Estudos em Neuropsicologia Cognitiva (NEUROCOG).

Camila Schorr Miná, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

Psicóloga pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Mestranda em Neurociências (ICBS-UFRGS) e integrante do Núcleo de Estudos em Neuropsicologia Cognitiva (NEUROCOG). Diretora Executiva na Integra NúcleoPsi Ensino, Psicologia e Interdisciplinaridade Ltda.

Jerusa Fumagalli de Salles, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS

Doutora e Mestre em Psicologia do Desenvolvimento pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Fonoaudióloga e professora Associada do Instituto de Psicologia, Programa de Pós Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Coordenadora do Núcleo de Estudos em Neuropsicologia Cognitiva (NEUROCOG). Bolsista produtividade do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Referências

ANGELINI, A. L. et al. Matrizes Progressivas Coloridas de Raven: Escala especial. Manual. São Paulo: CETEPP, 1999.

AVILA, Clara Brandão De; SALLES, Jerusa Fumagalli De; MALUF, Maria Regina. Alfabetização Infantil, Fluência de leitura e Competências Linguísticas. Rede Nacional de Ciência para Educação – CpE. Documento temático 4, p. 20, 2016. Disponível em: http://cienciaparaeducacao.org/wpcontent/uploads/2016/12/Conteúdo-Livreto-4.compressed.pdf

BASSO, Fabiane Puntel; MINÁ, Camila Schorr; PICCOLO, Luciane da Rosa; SALLES, Jerusa Fumagalli. Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Editora Vetor, 2018a. 155 p. (Coleção ANELE, 5.)

BASSO, Fabiane Puntel; ALVES, Luciana Mendonça; MINÁ, Camila Schorr; PICCOLO, Luciane da Rosa; SALLES, Jerusa Fumagalli. Pressupostos teóricos que embasaram o desenvolvimento do instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Editora Vetor, 2018. b. p. 19-34.

BASSO, F. P. et al. Construção do instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018. c. p. 35-50.

BASSO, F. P. et al. Contribuições do AFLeT na prática clínica: um estudo de caso. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018. d. p. 121-138.

BATISTA, Luana Teixeira et al. Contribuições do aflet na compreensão das dificuldades de aprendizagem da leitura: um estudo de caso no contexto de pesquisa. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018. p. 139-146.

BIGOZZI, Lucia et al. Reading Fluency As a Predictor of School Outcomes across Grades 4-9. Frontiers in psychology, v. 8, p. 200, 2017. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28261134. Acesso em: 9 nov. 2017. https://doi.org/10.3389/fpsyg.2017.00200

CATTS, Hugh W.; ADLOF, Suzanne M.; WEISMER, Susan Ellis. Language Deficits in Poor Comprehenders: A Case for the Simple View of Reading. Journal of Speech Language and Hearing Research, v. 49, n. 2, p. 278, 2006. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16671844.

Acesso em: 7 nov. 2018. https://doi.org/10.1044/1092-4388(2006/023)

CARDOSO-MARTINS, Cláudia; NAVAS, Ana Luiza. O papel da fluência de leitura de palavras no desenvolvimento da compreensão da leitura: um estudo longitudinal. Educar em Revista, n. 62, p. 17-32, 2016. https://doi.org/10.1590/0104-4060.48307

FERNANDES, Sandra et al. Fluência na Leitura Oral de Texto e de Palavras: Estudo Transversal com Adolescentes Portugueses. Revista Iberoamericana de Diagnóstico y Evaluación Psicológica, v. 1, n. 39, p. 113-124, 2015. Disponível em: http://www.aidep.org/03_ridep/R39/Art10.pdf

FLETCHER, Jack M. Dyslexia: The evolution of a scientific concept. v. 15, n. 4, p. 501-508, 2009. https://doi.org/10.1017/S1355617709090900

FRICKE, Silke et al. Preschool Predictors of Early Literacy Acquisition in German-Speaking Children. Reading Research Quarterly, v. 51, n. 1, p. 29-53, 2015.

HUDSON, Roxanne F.; LANE, Holly B.; PULLEN, Paige C. Reading Fluency Assessment and Instruction: What, Why, and How? The Reading Teacher, v. 58, n. 8, p. 702-714, 2005. Disponível em: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1598/RT.58.8.1/abstract. https://doi.org/10.1598/RT.58.8.1

JOHNSTON, Amber M.; BARNES, Marcia A.; DESROCHERS, Alain. Reading comprehension: Developmental processes, individual differences, and

interventions. Canadian Psychology/Psychologie canadienne, v. 49, n. 2, p. 125-132, 2008. Disponível em: http://doi.apa.org/getdoi.cfmdoi=10.1037/0708-5591.49.2.125. Acesso em: 7 nov. 2018. https://doi.org/10.1037/0708-5591.49.2.125

JUSTI, Cláudia Nascimento Guaraldo; ROAZZI, Antonio. A Contribuição de Variáveis Cognitivas para a Leitura e a Escrita no Português Brasileiro. Reflexão e Crítica, v. 25, n. 3, p. 605-614, 2012. Disponível em: www.scielo.br/prc. https://doi.org/10.1590/S0102-79722012000300021

KIM, Young Suk Grace. Developmental, component-based model of reading fluency: An investigation of predictors of word-reading fluency, text-reading fluency, and reading comprehension. Reading Research Quarterly, Newark, v. 50, n. 4, p. 459-481, 2015. https://doi.org/10.1002/rrq.107

KUHN, Melanie R. et al. Aligning Theory and Assessment of Reading Fluency: Automaticity, Prosody, and Definitions of Fluency. Reading Research Quarterly, Newark, v. 45, n. 2, p. 230-251, 2010. Disponível em: http://doi.wiley.com/10.1598/RRQ.45.2.4. https://doi.org/10.1598/RRQ.45.2.4

LABERGE, David; SAMUELS, S. Jay. Toward a theory of automatic information processing in reading. Cognitive Psychology, v. 6, n. 2, p. 293-323, 1974. Disponível em: http://linkinghub.elsevier.com/retrieve/pii/0010028574900152. Acesso em: 18 set. 2017. https://doi.org/10.1016/0010-0285(74)90015-2

LOGAN, Gordon D. Automaticity and reading: perspectives from the instance theory of automatization. Reading & Writing Quarterly, v. 13, n. 2, p. 123-146, 1997. Disponível em: http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/1057356970130203. Acesso em: 18 set. 2017. https://doi.org/10.1080/1057356970130203

MINÁ, Camila Schorr et al. Normas de aplicação e de pontuação do instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual – AFLeT – versão completa. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018a. p. 77-94.

MINÁ, Camila Schorr et al. Normas de aplicação e de pontuação do instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual – AFLeT – versão reduzida. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018b. p. 95-100.

NATIONAL READING PANEL. Teaching children to read: An evidence-based assessment of the scientific research literature on reading and its implications for reading instruction. Washington, DC: National Institute of Child Health and Human Development, 2000. v. 7

PASQUALI, Luiz. Técnicas de exame psicológico – TEP. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2001.

PETSCHER, Yaacov; KIM, Young-Suk. The utility and accuracy of oral reading fluency score types in predicting reading comprehension. Journal of school psychology, v. 49, n. 1, p. 107-29, 2011. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21215838. Acesso em: 30 out. 2017. https://doi.org/10.1016/j.jsp.2010.09.004

PICCOLO, Luciane da Rosa et al. Evidências de validade baseadas na relação com outras variáveis e com construtos conceitualmente relacionados ao instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018a. p. 51-68.

PICCOLO, Luciane da Rosa et al. Dados normativos do instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018b. p. 101-120.

PIKULSKI, John J.; CHARD, David J. Fluency: Bridge Between Decoding and Reading Comprehension. The Reading Teacher, v. 58, n. 6, p. 510-519, 2005. Disponível em: http://doi.wiley.com/10.1598/RT.58.6.2. Acesso em: 3 nov. 2017. https://doi.org/10.1598/RT.58.6.2

PRIMI, Ricardo; MUNIZ, Monalisa; NUNES, Carlos Henrique Sancineto. Definições contemporâneas de validade de Testes Psicológicos. In: C. S. HUTZ (ed.). Avanços e polêmicas em avaliação psicológica: Em homenagem a Jurema Alcides Cunha. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2009. p. 223-265.

RASINSKI, T. Assessing Reading Fluency. Honolulu, HI: Pacific Resources for Education and Learning, 2004.

ROEHRIG, Alysia D. et al. Accuracy of the DIBELS Oral Reading Fluency Measure for Predicting Third Grade Reading Comprehension Outcomes. Journal of School Psychology, [S. l.], v. 46, n. 3, p. 343-366, 2008. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/19083363. Acesso em: 30 out. 2017. https://doi.org/10.1016/j.jsp.2007.06.006

SALLES, Jerusa Fumagalli; PICCOLO, Luciane Rosa; MINÁ, Camila Schorr. LPI avaliação da Leitura de palavras e pseudopalavras isoladas para crianças de 1º ao 7º ano do EF. 1. São Paulo: Vetor, 2017.

SBICIGO, Juliana Burges et al. Evidências de fidedignidade do instrumento Avaliação da Fluência de Leitura Textual. In: BASSO, Fabiane Puntel et al. (eds.). Avaliação da Fluência de Leitura Textual (AFLeT). São Paulo: Vetor, 2018. p. 69-76.

TORGESEN, J. K.; HUDSON, R. F. Reading fluency: critical issues for struggling readers. Florida State University: Tallahassee, 2006. p. 130-158.

URBINA, Susana. Fundamentos da testagem psicológica. Porto Alegre: Artes Médicas, 2007.

VAN DER SLUIS, Sophie; DE JONG, Peter F.; LEIJ, Aryan Van der. Inhibition and shifting in children with learning deficits in arithmetic and reading. Journal of Experimental Child Psychology, v. 87, n. 3, p. 239-266, 2004. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14972600. Acesso em: 7 nov. 2018. https://doi.org/10.1016/j.jecp.2003.12.002

WOLF, Maryanne; KATZIR-COHEN, Tami. Reading Fluency and Its Intervention. Scientific Studies of Reading, v. 5, n. 3, p. 211-239, 2001. https://doi.org/10.1207/S1532799XSSR0503_2

Publicado
2019-11-06
Como Citar
Basso, F. P., Piccolo, L. R., Miná, C. S., & de Salles, J. F. (2019). Instrumento de Avaliação da Fluência de Leitura Textual: da decodificação à compreensão de leitura. Letras De Hoje, 54(2), 146-153. https://doi.org/10.15448/1984-7726.2019.2.32519
Seção
Processamento da decodificação e da compreensão da leitura: