Autorregulação da aprendizagem

Construto e perspectivas de intervenção na escola

  • Andrea Dias Miglioransa Backes*
  • Sônia Maria de Souza Bonelli
Palavras-chave: Autorregulação, Aprendizagem, Desempenho escolar

Resumo

Este estudo bibliográfico tem como objetivo apresentar o construto da autorregulação da aprendizagem, os indicadores que influenciam o seu desenvolvimento e as perspectivas de intervenção da escola como ambiente de promoção de estudantes autorregulados. Verifica-se a estreita relação da autorregulação da aprendizagem e das crenças de autoeficácia e motivação com o desempenho acadêmico dos estudantes. Os desafios da escola na contemporaneidade passam pela construção de uma cultura da autorregulação da aprendizagem de estudantes, professores e gestores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Dias Miglioransa Backes*

Psicóloga, especialista em Psicologia Clínica pelo Instituto Fernando Pessoa e especialista em Gestão da Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Orientadora educacional dos Anos Finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio no Colégio Marista Rosário

Sônia Maria de Souza Bonelli

Coordenadora do curso de Pedagogia da Escola de Humanidades da PUCRS. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). 

Referências

FREIRE. Luiz Gustavo Lima. Auto-regulação da aprendizagem. Ciências& Cognição. v. 14, p. 276-286, jul. 2009.

JOLY, Maria Cristina Rodrigues Azevedo et al. Autoeficácia acadêmica e autorregulação da aprendizagem: rede de relacionamento em bases online.Avaliação Psicológica, Itatiba , v. 15,n. 1,p. 73-82,abr. 2016. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S167704712016000100009&lng=pt&nrm=iso>. Acessos em: 01 mar. 2017.

LINHARES, Maria Beatriz Martins; MARTINS, Carolina Beatriz Savegnago. O processo da autorregulação no desenvolvimento de crianças. Estudos de Psicologia, Campinas, v. 32, n. 2, p. 281-293, Jun. 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0103-166X2015000200281&script=sci_abstract>. Accesso em: 27 fev. 2017.

PERRENOUD, Philippe. Avaliação: da excelência à regulação das aprendizagens – entre duas lógicas. Porto Alegre: Artmed, 1999.

POLYDORO, Soely Aparecida Jorge; AZZI, Roberta Gurgel. Autorregulação da aprendizagem na perspectiva da teoria sociocognitiva: introduzindo modelos de investigação e intervenção. Psicologia da Educação, n. 29, p. 75-94, 2009.

RODRIGUES, Luciana Cantarino; BARRERA, Sylvia Domingos. Auto-eficácia e desempenho escolar em alunos do ensino fundamental. Psicologia em pesquisa, Juiz de Fora, v. 1, n. 2, p. 41-53, dez. 2007. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1982-12472007000200006&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 27 fev. 2017.

SIMÃO, Ana Margarida da Veiga; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo. Autorregulação da aprendizagem: abordagens teóricas e desafios para as práticas em contextos educativos. Cadernos de Educação, n. 45, p. 02-20, 2013.

UNIÃO MARISTA DO BRASIL. Projeto Educativo do Brasil Marista: nosso jeito de conceber a educação básica. Brasília, DF: Umbrasil, 2010.
Publicado
2020-11-23
Como Citar
Dias Miglioransa Backes*, . A., & de Souza Bonelli, . S. M. (2020). Autorregulação da aprendizagem: Construto e perspectivas de intervenção na escola. Caderno Marista De Educação, 10(1), e39596. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/index.php/caderno-marista-de-educacao/article/view/39596
Seção
Artigos