A "geração podcasting" e os novos usos do rádio na sociedade do espetáculo e do entretenimento

Micael Herschmann, Marcelo Kischinhevsky

Resumo


Buscou-se repensar a importância da espetacularização e da alta visibilidade como fatores que permitiriam aos atores sociais “negociar” sentidos e significados na sociedade contemporânea. Considera-se as apropriações das novas tecnologias um estudo de caso que permite avaliar as possibilidades de construção de linhas de fuga na sociedade atual, marcada por uma forte presença dos media e do entretenimento. Analisou-se o novo nicho de produção e consumo midiático viabilizado pela convergência tecnológica – especificamente o podcasting, modalidade de rádio sob demanda –, repensando a atuação dos usuários no estabelecimento de formas inovadoras de sociabilidade e mediação socioculturais.

Palavras-chave


Comunicação; rádio; podcasting

Texto completo:

PDF

Referências


ANTOUN, Henrique, PECINI, André Custódio (2007). A web e a parceria: Projetos colaborativos e o problema da mediação na Internet. Anais do 16º Encontro da Compós, realizado na UTP.

ANTOUN, Henrique (2002). Comunidades virtuais, ativismo e combate pela informação In: Lugar Comum. Rio: CNPq/NEPCOM-ECO-UFRJ, n. 15-16.

BAUDRILLARD, Jean (1991). Simulacro e simulações. Lisboa: Relógio D'Água.

CALLEJA, Aleida e SOLÍS, Beatriz (2005). Con permiso. La radio comunitaria en México. Cidade do México: Fundación Friedrich Ebert.

CASTELLS, Manuel (1999). A sociedade em rede. Rio: Paz e Terra.

CASTRO, Gisela G. S. (2005). Podcasting e consumo cultural. E-Compós. Brasília: Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, edição 5.

CEBRIÁN HERREROS, Mariano (2001). La radio en la convergencia multimedia. Barcelona: Gedisa.

DEBORD, Guy (1997). A sociedade do espetáculo. RJ:Contraponto. DELEUZE, Gilles e GUATTARI, Felix (1998). Mil platôs. São Paulo: Ed. 34, v. 1-5.

DYER, Richard (2002). Only Entertainment. N Y: Routledge.

FOUCAULT, Michel (2004). Microfísica do poder. Rio: Graal.

FREIRE FILHO, João (2005). Usos (e abusos) do conceito de espetáculo na teoria social e na crítica cultural. In: FREIRE FILHO, João e HERSCHMANN, Micael (orgs). Comunicação, cultura & consumo. A (des)construção do espetáculo. RJ: E-Papers, pp. 13-44.

GABLER, Neal (1999). Vida, o filme. Como o entretenimento conquistou a realidade. São Paulo: Cia. das Letras.

GUATTARI, Felix (1981). Revolução molecular: pulsações políticas do desejo. São Paulo: Brasiliense.

GUATTARI, Felix e ROLNIK, Suely (2005). Micro-política: cartografias do desejo. Petrópolis: Vozes.

HARDT, Michael e NEGRI, Antonio (2001). Império. RJ: Record.

HERSCHMANN, Micael (2007). Alguns apontamentos sobre a reestruturação da indústria da música in: FREIRE FILHO, João e HERSCHMANN, Micael (orgs). Novos Rumos da Cultura da Mídia. RJ: Mauad X, pp. 161-188.

HERSCHMANN, Micael (2005). Espetacularização e alta visibilidade: a politização do hip-hop no Brasil Contemporâneo. In: FREIRE FILHO, João e HERSCHMANN, Micael (orgs). Comunicação, cultura & consumo. A (des)construção do espetáculo. RJ: E-Papers, pp. 153-168.

HERSCHMANN, Micael e PEREIRA, Carlos Alberto M. (orgs.) (2005). Mídia, memória & celebridades. RJ: EPapers. KISCHINHEVSKY, Marcelo e HERSCHMANN, Micael. A indústria da música brasileira hoje – Riscos e oportunidades. In: FREIRE FILHO, João e JANOTTI JUNIOR, Jeder (orgs.). Comunicação & música popular massiva. Salvador: EDUFBA, pp. 87-110.

KISCHINHEVSKY, Marcelo (2007a). O rádio sem onda – Convergência digital e novos desafios na radiodifusão. RJ: E-Papers.

_____ (2007b). Os portais e a segmentação no rádio via Internet. In: FREIRE FILHO, João e HERSCHMANN, Micael (orgs.). Novos rumos da cultura da mídia: indústrias, produtos, audiências. RJ: Mauad X, pp. 189-211.

KISCHINHEVSKY, Marcelo (2006). Manguebit e novas estratégias de difusão diante da reestruturação da indústria fonográfica. Ciberlegenda. Niterói: PPGCOM/ UFF, n. 16.

LEMOS, André (2005). Podcast: emissão sonora, futuro do rádio e cibercultura. 404nOtF0und, v. 1, n. 46, Salvador.

LÉVY, Pierre (1999). Cibercultura. São Paulo: Ed. 34. MARTÍN-BARBERO, Jesús (1997). Dos meios às mediações. Rio: Ed. UFRJ.

NOVAES, Adauto (2005). Muito além do espetáculo. São Paulo: Ed. SENAC.

PEREIRA, Carlos Alberto M.; HERSCHMANN, Micael (2002). Comunicação e novas estratégias organizacionais na Era da Informação e do Conhecimento. In: Comunicação & Sociedade. São Bernardo: Umesp, n.

, pp. 27-42.

PINE, B. Joseph e GILMORE, James. O espetáculo dos negócios. RJ: Campus, 2001.

PRIMO, Alex Fernando Teixeira (2005). Para além da emissão sonora: As interações no podcasting. Intexto, n. 13, Porto Alegre.

REIN, Irving; KOTLER, Philip (1999). Marketing de alta visibilidade. São Paulo: Makron Books.

SANTINI, Rose Marie (2006). Admirável chip novo: A música na era da internet. RJ: E-Papers.

SUBIRATIS, Eduardo (1989). A cultura do espetáculo. São Paulo: Nobel.

TRIGO, Luiz Gonzaga G. (2003). Entretenimento. São Paulo: Ed. SENAC.

TURKLE, Sherry (1997). A vida no ecrã. A identidade na era da Internet. Lisboa: Relógio D'Água.




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1980-3729.2008.37.4806

Métricas do Artigo

Carregando métricas...

Métricas por PLOS ALM. Dados disponíveis somente após 12/2014.



 


 This journal is a member of, and subscribes to the principles of, the Committee on Publication Ethics (COPE) http://www.publicationethics.org

 


Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 


ISSN-L: 1415-0549 | e-ISSN: 1980-3729 | Copyright: © 2017 EDIPUCRS

Avaliação do Qualis CAPES | ÁREA CAPES - Ciências Sociais Aplicadas | CLASSIFICAÇÃO - A2

REVISTA FAMECOS: publicação do Programa de Pós-Graduação da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PPGCOM/PUCRS
Av. Ipiranga, 6681, Prédio 7 | Bairro Partenon - CEP: 90619-900 | Porto Alegre, RS, Brasil
tel/fax: 55 51 3320.3658
e-mail: revistadafamecos@pucrs.br