A promoção da inclusão digital e a constituição do Homo oeconomicus accessibilis

Carine Bueira Loureiro, Maura Corcini Lopes

Resumo


A partir de resultados de pesquisa desenvolvida em uma perspectiva foucaultiana, bem como a partir das ferramentas teórico-metodológicas do discurso e da governamentalidade, o presente artigo problematiza discursos
que circulam em programas federais brasileiros sobre inclusão digital na educação. Especificamente, o artigo focaliza a constituição do Homo oeconomicus accessibilis, a partir de três tipos de ações mobilizadas por meio de tais
programas, quais sejam: a educação em todos os espaços, a conexão em rede e a disponibilidade para acessar e ser acessado.


Palavras-chave


Inclusão digital. Programas governamentais. Governamentalidade.

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, Stephen. Aprendizagem ao longo da vida, subjetividade e a sociedade totalmente pedagogizada. Educação, Porto Alegre, v. 36, n. 2, p. 144-155, 2013.

BARRETO, Raquel Goulart. A recontextualização das tecnologias da informação e da comunicação na formação e o trabalho docente. Educação & Sociedade, Campinas, v. 33,n. 121, p. 985-1002, out.-dez. 2012. ttp://dx.doi.org/10.1590/S0101-73302012000400004

BRASIL. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Governo Eletrônico. Disponível em: . Acesso em: 07 dez. 2012.

CORRÊA, Rômulo de Amorim. A construção social dos - programas públicos de inclusão digital. 2007. 168 f. Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Instituto de Ciências Sociais, Universidade de Brasília, Brasília, 2007.

FAGUNDES, Léa da Cruz; SATO, Luciane Sayuri; MAÇADA, Débora Laurino. Aprendizes do futuro: as inovações começaram. São Paulo: USP, 1999 (Coleção Informática para a Mudança na Educação).

FOUCAULT, Michel. Segurança, território, população. São Paulo: Martins fontes, 2008a.

FOUCAULT, Michel. O nascimento da biopolítica. São Paulo: Martins fontes, 2008b.

KAMPFF, Adriana Justin Cerveira. Tecnologias da informação e comunicação na educação. Curitiba: IESDE Brasil, 2009. LAGASNERIE, Geoffrey de. A última lição de Foucault. São Paulo: Três Estrelas, 2013.

LOPES, Maura Corcini. Norma, inclusão e governamentalidade neoliberal. In: CASTELO BRANCO, Guilherme; VEIGANETO, Alfredo (Org.). Foucault: filosofia & política. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

LOPES, Maura Corcini; FABRIS, Eli Henn. Inclusão & educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2013.

LOPES, Maura Corcini; RECH, Tatiana Luíza. Inclusão, biopolítica, educação. Educação. Porto Alegre, v. 36, n. 2, p. 201-219, 2013.

LOPES, Maura Corcini; LOCKMANN, Kamila; HATTGE, Morgana Domênica; KLAUS, Viviane. Inclusão e Biopolítica. Cadernos IHU Ideias, v. 1, p. 3-36, 2010.

MEDEIROS, Paulo Henrique Ramos. Governo eletrônico do Brasil: aspectos institucionais e reflexos na governança. 2004. 315 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, Universidade de Brasília, Brasília, 2004.

MORAES, Antônio Luiz de; VEIGA-NETO, Alfredo. Disciplina e controle na escola: do aluno dócil ao aluno flexível. In: COLÓQUIO LUSO-BRASILEIRO SOBRE QUESTÕES CURRICULARES, 4., 2008, Florianópolis. Anais do IV Colóquio Luso-Brasileiro sobre Questões Curriculares. Florianópolis: UFSC/NUP, 2008.

NOGUERA-RAMIREZ, Carlos Ernesto. Pedagogia e governamentalidade: ou da modernidade educativa como uma sociedade educativa. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.

PROGRAMA NACIONAL DE INFORMÁTICA EDUCATIVA – PRONINFE. Documento orientador. Brasília: Ministério da Educação e do Desporto, 1989.

PROGRAMA NACIONAL DE INFORMÁTICA NA EDUCAÇÃO – PROINFO. Diretrizes. Brasília: Ministério da Educação e do Desporto, 1997.

PROGRAMA UM COMPUTADOR POR ALUNO – PROUCA. Manual. Disponível em: . Acesso em: 04 dez. 2010a. PROGRAMA UM COMPUTADOR POR ALUNO – PROUCA. Cartilha Projeto UCA. Cartilhas Projeto UCA: Redes sem fio, 2010b.

PROGRAMA UM COMPUTADOR POR ALUNO – PROUCA. Resolução/FNDE/CD/nº 17 de 10 de junho de 2010c. SARAIVA, Karla; VEIGA-NETO, Alfredo. Modernidade líquida, capitalismo cognitivo e educação contemporânea. Revista Educação e Realidade, Porto Alegre, v. 1, n. 1, p. 187-201, Maio/Ago. 2009.

SENNETT, Richard. A corrosão do caráter: consequências pessoais do trabalho no novo capitalismo. Rio de Janeiro: Record, 2012.

SIBILIA, Paula. Redes ou paredes: a escola em tempos de dispersão. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

VALENTE, José Armando. A escola como geradora e gestora de conhecimento: o papel das tecnologias de informação e comunicação. In: GUEVARA, Arnoldo José de Hoyos; ROSINI, Alessandro Marco (Org.). Tecnologias emergentes: organizações e educação. São Paulo: Cengage Learning, 008.

VALENTE, José Armando. Informática na educação no Brasil. In: VALENTE, José Armando (Org.). O computador na sociedade do conhecimento. São Paulo: USP, 1999a. (Coleção informática para a mudança na educação)

VALENTE, José Armando. Mudanças na sociedade, mudanças na educação: o fazer e o compreender. In: VALENTE, José Armando (Org.). O computador na sociedade do Conhecimento. São Paulo: USP, 1999b. (Coleção informática para a mudança na educação)




DOI: http://dx.doi.org/10.15448/1981-2582.2015.3.21772

Este periódico é membro do COPE (Committee on Publication Ethics) e adere aos seus princípios. http://www.publicationethics.org


Apoio Institucional – fev./dez. 2012 referente ao Edital MCTI/CNPq/MEC/CAPES Nº. 15/2011.




Educação

e-ISSN 1981-2582
ISSN-L 0101-465X


Avaliação do Qualis CAPES - 2014 
ÁREA CAPES - Educação
CLASSIFICAÇÃO - A2

E-mail: reveduc@pucrs.br



Licença Creative Commons
Exceto onde especificado diferentemente, a matéria publicada neste periódico é licenciada sob forma de uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

 

Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras.

Disponibilidade para depósito: Azul

 

Copyright: © 2006-2019 EDIPUCRS