‘Tres status mundi propter tres Personas Divinitatis’: Teologia como história trinitário-apocalítica em Joaquim de Fiore

  • Vanderson de Sousa Silva PUC-RJ
Palavras-chave: Joaquim de Fiore. Teologia como história. Trindade.

Resumo

O presente artigo intenta perquirir a posição do abade e místico medieval Joaquim de Fiore acerca da teologia como história trinitário-escatológica. Joaquim sente-se autorizado a superar o absolutismo crístico, favorecendo uma concepção mais trinitária da história com acentos escatológicos e apocalípticos. Por fim, o artigo busca contribuir positivamente no retorno aos escritos joaquinistas que muito podem contribuir para a teologia como história humano-trinitária.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanderson de Sousa Silva, PUC-RJ
Mestrando em Teologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro PUC-RJ, Programa de Pós-Graduação em Teologia. Possui graduação em Teologia pelo Centro de Ensino Superior de Juiz de Fora - CES/JF (2010) e graduação em Filosofia pelo Instituto de Filosofia e Teologia VI (2006). Graduado em Pedagogia pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro - UNIRIO e em Ciências Sociais pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Desenvolve pesquisa na área de Teologia: o pensamento teológico dos teólogos alemães - Josef Ratzinger e Has Urs von Balthasar, bem como, do escritor patrístico do século III - Hipólito de Roma, principalmente sua obra - "Traditio Apostolica" e Teologia das Orações Eucarísticas. Em Filosofia pesquisa o pensamento de Sören Kierkegaard e seu possível diálogo com Josef Ratzinger e os fundamentos filosóficos da Educação. Em Educação pesquisa: a Qualidade em Educação Infantil. Em antropologia pesquisa a Antropologia do culto.
Publicado
2013-06-21
Seção
Artigos