Abordagem da violência familiar pelos serviços de saúde: contribuições do pensamento sistêmico

  • Beatriz Schmidt Universidade Federal de Santa Catarina
  • Daniela Ribeiro Schneider Universidade Federal de Santa Catarina
  • Maria Aparecida Crepaldi Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Violência na família, serviços de saúde, pensamento sistêmico.

Resumo

A violência familiar, considerada um importante problema de saúde pública, acarreta impactos na trajetória de desenvolvimento e na saúde daqueles que a vivenciam. O presente trabalho tem o objetivo de caracterizar o fenômeno da violência familiar e avaliar a aplicabilidade da teoria sistêmica na compreensão das dinâmicas familiares violentas. São apresentadas, brevemente, as origens históricas e epistemológicas do pensamento sistêmico. Discutem-se características dos serviços atualmente disponíveis para atendimento de famílias cujas relações são permeadas pela violência, analisando-se possibilidades de atuação profissional pautadas na perspectiva sistêmica. Aponta-se a importância da intervenção interdisciplinar, realizada de maneira integrada entre distintas instituições, considerando a integralidade enquanto princípio do SUS. Ressalta-se a necessidade de dirigir a atenção para além do usuário e da queixa, buscando incluir dados do contexto familiar e social. Enfatiza-se a relevância de produções científicas sobre o tema, visando a oferecer subsídios para elaboração de programas de assistência à clientela e de capacitação profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Beatriz Schmidt, Universidade Federal de Santa Catarina
Beatriz Schmidt: Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina; Psicóloga; Especialista em Saúde da Família. E-mail: [email protected] Endereço para correspondência: Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Psicologia. Laboratório de Psicologia da Saúde, Família e Comunidade (LABSFAC). Campus Universitário – Trindade. CEP 88040-970 – Florianópolis, SC – Brasil.
Daniela Ribeiro Schneider, Universidade Federal de Santa Catarina
Daniela Ribeiro Schneider: Professora do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina; Psicóloga; Mestre em Educação; Doutora em Psicologia Clínica.
Maria Aparecida Crepaldi, Universidade Federal de Santa Catarina
Maria Aparecida Crepaldi: Professora do Departamento de Psicologia e do Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal de Santa Catarina; Psicóloga; Mestre em Psicologia Clínica; Doutora em Saúde Mental.
Publicado
2011-08-29
Como Citar
Schmidt, B., Schneider, D. R., & Crepaldi, M. A. (2011). Abordagem da violência familiar pelos serviços de saúde: contribuições do pensamento sistêmico. Psico, 42(3). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistapsico/article/view/8411
Seção
Artigos