O telejornalismo como lugar de referência e a função pedagógica

  • Alfredo Vizeu Universidade Federal de Pernambuco.
Palavras-chave: Telejornalismo, lugar de referência, função didática

Resumo

O objetivo deste artigo é propor algumas reflexões sobre o que denominamos de função pedagógica do telejornalismo. Entendemos que o noticiário televisivo através de operações/construções didáticas pode contribuir para que homens e mulheres possam compreender o mundo da vida, o cotidiano tenso e permeado por conflitos ao qual eles têm cada vez menos acesso. Para tanto partimos do pressuposto que o noticiário da televisão é um lugar de referência. Ou seja, ele nos mostra que o mundo existe, está presente na “telinha”. O que os jornalistas fazem diariamente é “organizar o mundo” procurando torná-lo mais compreensível para homens e mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alfredo Vizeu, Universidade Federal de Pernambuco.
Professor do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Federal de Pernambuco.

Referências

COGO, Denise e GOMES, Pedro Gilberto. Televisão, escola e juventude. Porto Alegre: Mediação, 2001.

CORNU. Daniel. Jornalismo e verdade. Lisboa: Piaget, 1999.

FAUSTO NETO, Antonio. Mortes em derrapagem: os casos Corona e Cazuza no discurso da comunicação de massa. Rio de Janeiro: Rio Fundo, 1991.

FREIRE, Paulo. Cartas a Cristina. Bauru: Unesp, 2003.

_____. Pedagogia da autonomia. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

_____. Educação na cidade. São Paulo: Cortez, 1995.

_____. Ação cultura para a liberdade e outros escritos. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1987.

GIDDENS, Anthony. A constituição da sociedade. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

GOMIS, Lorenzo. Teoria del periodismo: cómo se forma el presente. México: Paidós, 1991.

MANUAL GLOBO DE TELEJORNALISMO. Rio de Janeiro: Rede Globo, 1986.

MEDITSCH, Eduardo. O conhecimento do jornalismo. Florianópolis: EDUFSC, 1992.

MELUCCI, Alberto. A invenção do presente: movimento sociais nas sociedades complexas. Petrópolis: Vozes, 2001.

NOVO MANUAL GLOBO DE TELEJORNALISMO. Rio de Janeiro: Globo, 2001.

PATERNOSTRO, Vera I. O texto na tv: manual de telejornalismo. Rio de Janeiro: Campus, 1999.

PAULINO, Roseli. Comunicação e trabalho: estudo de recepção – o mundo do trabalho como mediação do mundo da comunicação. São Paulo: Roseli Fígaro/Fapes, 2001.

TRAVANCAS, Isabel. Juventude e televisão. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

TUCHMANN, Gaye. La producción de la noticia: estudo sobre la construcción de la realidad. Barcelona: Gili, 1983.

VERÓN, Eliseo. Il est là, je le vois, il me parle. Revue Communications, n. 38, Paris, p. 99-120, 1983.

VILCHES, Lorenzo. Manipulación de la información televisiva. Barcelona: Paidós, 1989.

VIZEU, Alfredo. O telejornalismo como lugar de referência a redução da complexidade nas sociedades contemporâneas. In: VI Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, 2008, São Paulo. Anais... São Paulo: SBPJor, 2008, p. 47.

VIZEU, Alfredo, CORREIA, João Carlos. A construção do real no telejornalismo: do lugar de segurança ao lugar de referência. In: VIZEU, Alfredo. A sociedade do telejornalismo. Petrópolis: Vozes, 2007.

VIZEU, Alfredo. O lado oculto do telejornalismo. Florianópolis: Editora Calandra, 2005.

WOLF, Mauro. Teorias da comunicação. Lisboa: Presença, 1994.

Como Citar
Vizeu, A. (2009). O telejornalismo como lugar de referência e a função pedagógica. Revista FAMECOS, 16(40), 77-83. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2009.40.6321
Seção
Perspectivas do Jornalismo