Margens do mundo: a periferia nas teorias do contemporâneo

  • Angela Prysthon Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Estudos Culturais, contemporaneidade, cultura periférica

Resumo

O propósito deste trabalho é discutir o conceito de periferia a partir da moldura teórica dos Estudos Culturais contemporâneos. Se na contemporaneidade não há mais dentro e fora, em que lugar ficaria a periferia? Pode-se, ainda, falar de fronteiras, de lugares, de identidades? Se é certo que há uma crise de centralidade, que há um processo de descentramento em curso, é certo também que essa crise afeta e modifica a própria idéia de periferia. Temos, pois, uma crise (ou um conjunto de crises) que precipita um jogo de graus e intensidades, de hibridismo, e artificialidade. A cultura contemporânea compõe a operacionalização do jogo. Este artigo vai, precisamente, discutir alguns dos mecanismos e reflexos dessa operacionalização no âmbito do que se convenciona chamar de “cultura periférica”.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angela Prysthon, Universidade Federal de Pernambuco
Professora da Universidade Federal de Pernambuco

Referências

BHABHA, Homi K. O local da cultura. Belo Horizonte: Edi to ra

da UFMG, 1998.

DIRLIK, Arif. “The Postcolonial Aura: Third World Criticism

in the Age of Global Capitalism”, Critical Inquiry 20 (1994),

pp.328-356.

CANCLINI, Néstor Garcia. Culturas Híbridas: Estrategias para

en trar y salir de la modernidad. Mexico D.F.: Grijalbo, 1990.

HARDT, Michael. “A sociedade mundial de controle” in ALLIEZ,

Éric (org.), Gilles Deleuze: Uma vida fi losófi ca. São Pau lo:

Editora 34, 2000.

MOREIRAS, Alberto. A exaustão da diferença. A política dos

es tu dos cul tu rais latino-americanos. Belo Horizonte: Editora

da UFMG, 2001.

PRAKASH, Gyan. “Postcolonial Criticism and Indian

Historiography”, Social Text 31-32 (1992), pp.6-18.

ROWE, William e SCHELLING, Vivian. Memory and Modernity.

Po pu lar Culture in Latin America. London: Verso, 1992.

SANTIAGO, Silviano. “Nas malhas da letra. São Paulo:

Com pa nhia das Letras, 1989.

_______. Uma literatura nos trópicos. São Paulo: Pers pec ti va,

_______. Vale quanto pesa. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1982.

YOUNG, Robert. Colonial Desire. Hybridity in Theory, Culture

and Race. London/New York: Routledge, 1995.

_______. White Mythologies. Writing History and the West.

London/New York: Routledge, 1990.

Publicado
2008-04-11
Como Citar
Prysthon, A. (2008). Margens do mundo: a periferia nas teorias do contemporâneo. Revista FAMECOS, 10(21), 43-50. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2003.21.3212
Seção
Comunicação e Cultura