Práticas ciberjornalísticas em Realidade Virtual: inovação e impacto nos processos de produção

  • Raquel Ritter Longhi Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
  • Alexandre Lenzi Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Palavras-chave: Processos de produção, Realidade Virtual (RV), inovação

Resumo

A produção de conteúdos em Realidade Virtual (RV) marcou o ano de 2016 no ciberjornalismo. Definida também como jornalismo imersivo, esta tendência, que inclui imagens estáticas e em movimento em 360 graus, terceira dimensão e realidade aumentada, entre outros recursos, deve ser incrementada em 2017, em um direcionamento para a inovação nos conteúdos expressivos. Isto é o que apontam várias experiências que têm sido conduzidas nas redações por jornais de referência. A partir de um estudo em duas redações de periódicos de língua espanhola e suas produções inaugurais nesse tipo de conteúdo, este artigo discute o caráter inovador da RV para o jornalismo e suas implicações nos processos de produção. A metodologia inclui uma breve revisão de literatura sobre inovação, jornalismo imersivo e em RV, entrevistas com profissionais e descrição de conteúdos selecionados, procurando refletir sobre de que forma o crescimento deste tipo de jornalismo pode transformar os métodos de trabalho e produção nas redações.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raquel Ritter Longhi, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)

Doutora em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2004), com mestrado em Comunicação e Informação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1985).

Professora no Curso de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC, onde atua na Graduação e no Programa de Pós-Graduação em Jornalismo. De setembro de 2013 a agosto de 2014, realizou estágio pós-doutoral junto ao CIMJ - Centro de Investigação em Mídia e Jornalismo da Universidade Nova de Lisboa, investigando os formatos expressivos hipermidiáticos e audiovisuais no jornalismo online. Faz parte da Rede de Pesquisa Aplicada em Jornalismo e Tecnologias Digitais/Jortec, credenciada à SBPJor - Sociedade Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo.

Coordenadora do Nephi-Jor - Núcleo de Estudos e Produção em Hipermídia aplicados ao Jornalismo e líder do Grupo de Pesquisa Hipermídia e Linguagem, registrado no CNPq.

Alexandre Lenzi, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC)
Doutorando em Jornalismo pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), com pesquisa sobre a prática da reportagem multimídia. Tem mestrado em Jornalismo e experiência profissional na área de reportagem e edição de jornal impresso e on-line e em comunicação institucional. Atua, também, como professor de ensino superior desde 2013.

Referências

BEM-VINDOS ao jornalismo imersivo. El País, Madri, 29 abr. 2016. Disponível em: https://goo.gl/bFx9pr. Acesso em: 10 nov. 2016.

BROCK, George. Out of print: newspapers, journalism and the business of news in the digital age. Londres e Filadélfia: Kogan Page, 2013.

CHALEZQUER, Charo Sádaba. Innovación en el sector de los medios. In: SALAVERRÍA, Ramón (Org.). Ciberperiodismo en Iberoamérica. Barcelona e Madri: Editorial Ariel e Fundación Telefónia, p. 423-434, 2016.

COSTA, Caio Tulio. Um modelo de negócios para o jornalismo digital. Revista de Jornalismo ESPM, São Paulo, v. 9, p. 51-115, abr./maio/jun. 2014.

D’ATRI, Darío. Depoimento do editor-chefe do Clarín. [10 nov. 2016]. Entrevista por e-mail aos autores.

______. Periodismo, sin importar la plataforma. Clarín, Buenos Aires, 3 abr. 2016. Disponível em: http://www.clarin.com/sociedad/Periodismo-importar-plataforma_0_1550845186.html. Acesso em: 12 nov. 2016.

DOYLE, Patrick; GELMAN, Mitch; GILL, Sam. Viewing the future? Virtual reality in journalism. Miami (EUA): Knight Foundation, 2016.

“ESMA: sobrevivientes del infierno”. Publicado por Clarín em 10 abril de 2016. Disponível em: http://www.clarin.com/sociedad/ESMA-realidad-virtual-Clarin-VR_0_1555644718.html. Acesso em: 22 nov. 2016.

FUKUSHIMA, vidas contaminadas. El País, Madri, 10 maio 2016. Disponível em: http://elpaissemanal.elpais.com/documentos/fukushima-vidas-contaminadas/#leer. Acesso em: 25 nov. 2016.

HUNGER in Los Angeles. Direção: Nonny De La Peña. Nova Iorque (EUA): Emblematic Group, 2012. (3min.), son., color., arquivo digital. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=SSLG8auUZKc. Acesso em: 20 jan. 2017.

ISAACSON, Walter. Os inovadores: uma biografia da revolução digital. São Paulo: Companhia das Letras, 2014.

KOULOPOULOS, Thomas M. Inovação com resultado: o olhar além do óbvio. São Paulo: Editora Gente/Editora Senac, 2011.

LONGHI, Raquel Ritter. O turning point da grande reportagem multimídia. Revista Famecos, Porto Alegre, v. 21, n. 3, p. 897-917, set./dez. 2014.

LONGHI, Raquel Ritter. Narrativas imersivas no webjornalismo: entre interfaces e Realidade Virtual. In: XIV Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, 2016, Palhoça. Anais... Palhoça: Unisul, 2016. v. 1. p. 108. Disponível em: http://migre.me/vX7yH. Acesso em: 23 nov. 2016.

LONGHI, Raquel Ritter; PEREIRA, Sílvio da Costa. Do panorama à Realidade Virtual: como o ciberjornalismo está criando narrativas imersivas. In: XIII Congreso Latinoamericano de Investigadores de la Comunicación, 2016, Cidade do México. Anais... Cidade do México: Universidad Autónoma Metropolitana, 2016, p. 165-172. Disponível em: https://goo.gl/ZktXXp. Acesso em: 23 nov. 2016.

MARÍN, Bernardo. Depoimento do subdiretor de canais digitais do El País [19 out. 2016]. Entrevista aos autores.

MCLUHAN, Marshall. Os meios de comunicação como extensões do homem. 5 ed. São Paulo: Cultrix, 1979.

MEYER, Philip. Os jornais podem desaparecer? São Paulo: Contexto, 2007.

ORIHUELA, José Luis. Los medios después de internet. Barcelona: Editorial UOC, 2015.

PAVLIK, John. The rise of virtuality: transforming cyberjournalism through experiential journalism. In: XVII Congresso Internacional de Ciberjornalismo, Campo Grande, 2016 (informação verbal).

PÉREZ-LATRE, Francisco J.; SÁNCHEZ-TABERNERO, Alfonso. Innovación en los medios: la ruta del cambio. Navarra (Espanha): Ediciones Universidad de Navarra (EUNSA), 2012.

RIO de Lama. Direção: Tadeu Jungle. São Paulo: Academia Filmes, Beenoculos e Maria Farinha Filmes, 2016. (9min.), son., color., arquivo digital. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=7zQZqqSkJq0. Acesso em: 20 jan. 2017.

SAAD, Beth. A impermanência do jornalismo diante da inovação. Observatório da Imprensa, ed. 927, dez. 2016, s/n. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/imprensa-em-questao/impermanencia-do-jornalismo-diante-da-inovacao. Acesso em: 1 dez. 2016.

SALAVERRÍA, Ramón, professor e pesquisador na Universidade de Navarra, Pamplona, Espanha. Entrevista aos autores. Concedida em 3 nov. 2016.

SER, Guiomar del. Depoimento do chefe de Inovação do El País [19 out. 2016]. Entrevista aos autores.

VERDÚ, Daniel. Depoimento do repórter do El País [19 out. 2016]. Entrevista aos autores.

Publicado
2017-08-01
Como Citar
Longhi, R. R., & Lenzi, A. (2017). Práticas ciberjornalísticas em Realidade Virtual: inovação e impacto nos processos de produção. Revista FAMECOS, 24(3), ID26828. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.3.26828
Seção
Jornalismo