A construção do usuário na cultura audiovisual do YouTube

  • Sonia Montaño Universidade do Vale do Rio dos Sinos
Palavras-chave: Usuário, Plataformas de vídeo, YouTube

Resumo

O artigo apresenta uma cartografia inicial dos modos em que o usuário é construído no YouTube e formula problemas de conhecimento para os estudos contemporâneos da imagem e do audiovisual na web. Ao longo dos dez anos de existência, a plataforma foi construindo o usuário associado a sentidos diversos,
valorizando sua condição de amador ou, mais recentemente sua condição de criador, desenvolvedor e empreendedor. Essas relações são problematizadas em diálogo com autores como Benjamin e Certeau, que discutem o lugar da técnica na cultura e nas relações entre produção e consumo e os modos de produção por apropriações e usos no cotidiano. As contradições entre um usuário programado pela interface e um usuário que a reprograma demonstra um estágio transitório e complexo da técnica e, por isso, fértil para os estudos do audiovisual e da comunicação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sonia Montaño, Universidade do Vale do Rio dos Sinos

Professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Doutora em Ciências da Comunicação. Autora do livro “Plataformas de vídeo, apontamentos para uma ecologia do audiovisual da web” (2015).

Referências

ARAÚJO, Cleber. Atividade intelectual na modernidade em Walter Benjamin. Dissertação (Mestrado em Filosofia) – Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes da Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2008.

BENJAMIN, Walter. Obras escolhidas I. Magia e técnica, arte e política. São Paulo: Brasiliense, 1996.

BERGSON, Henri. Matéria e Memória. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BRUNO, Fernanda. Dispositivos de vigilância no ciberespaço: duplos digitais e identidades simuladas. Revista Fronteiras – estudos midiáticos, v. 8, n. 2, p. 152-159, mai/ago 2006.

BURGUESS, Jean; GREEN, Joshua. YouTube e a revolução digital. São Paulo: Aleph, 2009.

CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano, as artes do fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

DAWKINS, Richard. O gene egoísta. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

EISENSTEIN, Sergei. O sentido do filme. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

FLUSSER, Vilém. Filosofia da caixa preta. São Paulo: Relume Dumará, 2002.

FOUCAULT, Michel. De los espacios otros. Conferencia pronunciada por Foucault no Cercle des études architecturals, em 14 de março de 1967. Architecture, Mouvement, Continuité, n. 5, out. 1984. Disponível em: http://www.scribd.com/doc/18767939/De-los-spacios-otros-Michel-Foucault Acesso em: 16 set. 2016.

GROSSMAN, Lev. Person of the year. Time. December 25, 2006, v. 168, n. 26. Disponível em: http://content.time.com/time/magazine/article/0,9171,1570810,00.html Acesso em: 25 set. 2015.

JOHNSON, Steven. Cultura da interface. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

KILPP, Suzana. A traição das imagens. Porto Alegre: Entremeios Editora, 2010.

MANOVICH, Lev. A prática da vida (midiática) diária. Revista Lugar Comum, Rio de Janeiro, n. 28, p. 284-296, dez. 2011. Disponível em: http://uninomade.net/wpcontent/files_mf/111102120410lugarcomum_28_completa.pdf Acesso em: 4 nov. 2012.

MANOVICH, Lev. El software toma el mando. Barcelona: UOC Press, 2014.

O’REILLY, Tim. O que é web 2.0? Padrões de design de modelos de negócios para a nova geração software. 2005. Disponível em: https://pressdelete.files.wordpress.com/2006/12/o-que-e-web-20.pdf Acesso em: 29 out. 2015.

PRIMO, Alex. Enfoques e desfoques no estudo da interação mediada por computador. LIMC, Porto Alegre, n. 45, 2005. Disponível em: http://www.ufrgs.br/limc/PDFs/enfoques_desfoques.pdf Acesso em: 2 jan. 2010.

SANTAELLA, Lucia. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2007.

SILVA, Cícero Inácio da. A era da Infoestética. Entrevista com Lev Manovich. Revista Tropico. São Paulo, 2007. Disponível em: http://www.revistatropico.com.br/tropico/html/textos/2928,1.shl Acesso em: 12 set. 2016.

TOFFLER, Alvin. A terceira onda. Rio de Janeiro: Record, 1980.

Publicado
2017-03-24
Como Citar
Montaño, S. (2017). A construção do usuário na cultura audiovisual do YouTube. Revista FAMECOS, 24(2), ID25256. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2017.2.25256
Seção
Cibercultura