Rhein II ou notas sobre a construção da visibilidade da fotografia na arte contemporânea

  • Fernando do Nascimento Gonçalves Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Palavras-chave: Fotografia, Arte, Produção de sentido

Resumo

O artigo trata do caso da fotografia Rhein II, do artista alemão Andreas Gursky, vendida em um leilão de arte por cerca de quatro milhões de dólares e considerada até recentemente como a fotografia mais cara do mundo. Apoiado metodologicamente na Teoria do Ator-Rede, o texto analisa os processos de construção de sentido e de valor conferido à Rhein II, buscando evidenciar como estes não dizem respeito apenas à arte e seus objetos, mas também à questão da representação no campo das imagens e às mudanças nas funções e nos modelos de produção, circulação e legitimação da fotografia na arte e nos modos de organização de nossa experiência sensível nesse contexto.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernando do Nascimento Gonçalves, Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ)
Mestre e Doutor em Comunicação pela UFRJ. Realizou pesquisa de Pós-Doutorado em Sociologia do Cotidiano na Universidade Paris V- Sorbonne (2008) com apoio da Capes. Em 2002 foi pesquisador visitante na Tisch School of the Arts (New York University) com apoio do CNPq. Atualmente é professor associado da Faculdade de Comunicação Social da UERJ e pesquisador do CNPq. É artista visual, fotógrafo e líder do grupo de pesquisa Comunicação, Arte e Redes Sociotécnicas. Suas pesquisas têm como temas principais arte, fotografia, tecnologia, sociabilidade e produção subjetiva.

Referências

C4 – Contemporary art. Los Angeles, [2011]. Profile: Andreas Gursky. Disponível em: <http://c4gallery.com/artist/database/andreas-gursky/andreas-gursky.html>. Acesso em: 17 set. 2015.

CHRISTIE’S. Andreas Gursky. Nova York, 8 nov. 2011. Disponível em: . Acesso em: 17 set. 2015.

BOURDIEU, Pierre. Regras da arte. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

COTTON, Charlotte. A Fotografia como arte contemporânea. São Paulo: Martins Fontes, 2010.

CRARY, Jonathan. Suspensões da percepção. São Paulo: Cosac Naify, 2013.

________. Técnicas do Observador. Rio de Janeiro: Contraponto, 2012.

DIDI-HUBERMAN, G. O que vemos, o que nos olha. Rio de Janeiro: Ed. 34, 2010.

FOTO mais cara do mundo é vendida por US$ 4,3 milhões, em Nova York. G1, São Paulo, 11 nov. 2011. Disponível em: <http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2011/11/ foto-mais-cara-do-mundo-e-vendida-por-us-43-milhoes-em-nova-york.html>. Acesso em: 17 set. 2015.

FONTCUBERTA, Joan. A câmera de Pandora. Gustavo Gili: Barcelona, 2012.

FRIED, Michael. Why Photography matters as art as never before. 4th ed. New Haven and London: Yale University Press, 2012.

GALASSI, Peter. Andreas Gursky. The Museum of Modern Art, New York, 2001.

LATOUR, Bruno. Reagregando o social. Salvador/Bauru: UDUFBA/EDUSC, 2012.

LE MARCHÉ de l’art pour les nuls. Quoi, Paris, 5 abr. 2013. Disponível em: . Acesso em: 17 set. 2015.

LUHMAN, Niklas. Art as social system. Stanford, California: Stanford University Press, 2000.

MAYNARD, Patrick. The engine of visualization: thinking through photography. Ithaca: Cornel University Press, 1997.

MORAIS, Angélica. Valorações do transitório. In: COUTO, Ronaldo (Org.). O Valor da obra de arte. São Paulo: Metalivros, 2014.

OLIVEIRA, Emerson e COUTO, Maria de Fátima. (Org.) Instituições de arte. Porto Alegre: Zouk, 2012.

PFAB, Robert. Perception and Communication: Thoughts on New Motifs by Andreas Gursky. In SYRING, Marie Luise (ed.). Andreas Gursky: Photographs from 1984 to the Present. Düsseldorf: Te Neues Publishing Company, p. 9, 1998.

POIVERT, Michel. La Photographie Contemporaine. Paris: Flammarion, 2010.

RICOEUR, Paul. Tempo e Narrativa (tomo I). Campinas: Papirus, 1994.

RANCIERE, Jacques. A partilha do sensível. 2. ed., Rio de Janeiro: Ed. 34, 2009.

Publicado
2016-07-07
Como Citar
Gonçalves, F. do N. (2016). Rhein II ou notas sobre a construção da visibilidade da fotografia na arte contemporânea. Revista FAMECOS, 23(3), ID22531. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2016.3.22531
Seção
Ciências da Comunicação