Comunicação/educação nas organizações? Primeiro ato de uma metodologia de análise aplicada junto a startups

Palavras-chave: Comunicação, cultura, mídia

Resumo

Percebe-se um crescente registro de organizações que afirmam realizar a Educomunicação em suas práticas, o que nos motivou verificar de que forma se pode dizer que uma instituição é ou não, e em que medida, educomunicativa. Em estudo anterior, chegou-se a uma metodologia possível de análise, na inter-relação das perspectivas da Comunicação/Educação com as Organizações Aprendentes. Foram definidas categorias, que, por conseguinte, demandavam uma análise de campo. Assim, são apresentados aqui os primeiros resultados da verificação de uma provável “Educomunicação Organizacional”, realizada por empresas que demonstram articular novos modelos administrativos e que, possivelmente, se alinham às características listadas no estudo precedente: as startups[1].


[1]° Estudo desenvolvido com financiamento da FAPEMIG via convênio com o Centro Universitário de Belo Horizonte (UniBH).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Virgínia Borges Palmerston, Centro Universitário de Belo Horizonte
Ensino, Pesquisa e Extensão
Antônio Augusto Braighi, Centro Universitário de Belo Horizonte
Ensino, Pesquisa e Extensão

Referências

ASSMANN, Hugo. Reencantar a educação: rumo à sociedade aprendente. Petrópolis: Vozes, 1998.

BACCEGA, Maria Aparecida. Comunicação/educação e a construção de nova variável histórica. In: CITELLI, A. O.; COSTA, M. C. C. (org.). Educomunicação: construindo uma nova área de conhecimento. São Paulo: Paulinas, 2011.

BHATT, Ganesh. Organizing Knowledge in the knowledge development cycle. In: Jornal of Knowledge Management. V. 4, N. 1, p 15-28, 2000.

DOLABELLA, Ana Rosa Vidigal. Mídias, letramento e formação: construção de saberes sobre o discurso jornalístico na escola, 2010. Belo Horizonte, 348 f. Tese (Doutorado).PUC Minas: Belo Horizonte, 2010.

EASTERBY-SMITH, Mark; BURGOYNE, John; ARAÚJO, Luis. Aprendizagem organizacional e organização de aprendizagem: desenvolvimento na teoria e na prática. São Paulo: Atlas, 2001.

GARVIN, David Gerenciando a qualidade - A visão estratégica e competitiva. Rio de Janeiro: Qualitymark, 1992.

_______, Learning in Action. A guide to putting the learning organization to work. Boston, Mass.: Harvard Business School Press, 2000.

JAPIASSU, Hilton. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

KIM, Daniel. The link between individual and organizational learning. Sloan Management Review, v. 35, n.1, p. 37-50, 1993.

KOLB, David. A gestão e o processo de aprendizagem. In: STARKEY, Ken. (org.) Como as organizações aprendem: relatos de sucesso das grandes empresas. São Paulo: Futura, 1997.

MARQUARDT, Michael. Building the Learning Organization, New York: McGraw-Hill, 1996.

MARTINS, Ingrid Pecorelli. Aprendizagem organizacional na construção do projeto pedagógico escolar. 2014. Dissertação (mestrado) – UFPB/MPGOA, 2014.

MCGEE, James; PRUSAK, Laurence. Gerenciamento Estratégico da Informação. Rio de Janeiro: Campus, 1994.

PALMERSTON, Virgínia; BRAIGHI, Antonio Augusto; LOPES, Cíntia; GONÇALVES, Juliana. Startups no caminho de uma possível educomunicação organizacional. In: Seminário de Comunicação Organizacional: dimensões teóricas, humanas e discursivas, 2013, Belo Horizonte. Anais.... Belo Horizonte: FAFICH/ UFMG, dez. 2013.

PEDLER, Mike; BURGOYNE, John; BOYDELL, Tom. The Learning Company. A strategy for sustainable development. London: McGraw-Hill, 1996.

PORTER, Michael. Estratégia Competitiva – Técnicas para Analises de Indústrias e da concorrência. São Paulo: Editora Campus, 2001.

SENGE, Peter. A quinta disciplina: arte e prática da organização que aprende. Tradução de Gabriel Zide Neto. 25 ed. Rio de Janeiro: Best Seller, 2009.

SEQUEIRA, Bernadete. Aprendizagem Organizacional e a Gestão do Conhecimento: uma abordagem multidisciplinar. In: VI Congresso Português de Sociologia, 2008, Lisboa. Anais... Lisboa: jun. 2008.

SOARES, Ismar. Comunicação/Educação: A emergência de um novo campo e o perfil de seus profissionais. Revista Contato, Brasília, DF, ano 1, n. 2, p. 19-74, jan./mar. 1999.

______. Educomunicação: Um campo de Mediações. In: Revista Comunicação & Educação. São Paulo (19): p. 12 a 24 Set./Dez. 2004.

_______. Mas, afinal, o que é Educomunicação? In: Portal do Núcleo de Comunicação e Educação da Universidade de São Paulo – USP. Disponível em: http://migre.me/nBgFU Acesso em 19 dez. 2014.

VERONEZE, Ademir. Ismar Soares e a Educomunicação nas Corporações. S/C. 11. Nov. 2008. Disponível em: http://migre.me/nBgLI. Acesso em 7 set. 2013.

Publicado
2015-09-10
Como Citar
Palmerston, V. B., & Braighi, A. A. (2015). Comunicação/educação nas organizações? Primeiro ato de uma metodologia de análise aplicada junto a startups. Revista FAMECOS, 22(4), 155-172. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2015.4.21018
Seção
Ciências da Comunicação