Possibilidades de um telejornal interativo: o caso do MGTV

  • Taís Marina Tellaroli Universidade Federal do Mato Grosso dos Sul
Palavras-chave: Telejornal, Interatividade, MGTV

Resumo

Este trabalho mostra a iniciativa desenvolvida pela Rede Integração, emissora afiliada à Rede Globo na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, de ser a pioneira no oferecimento de um telejornal interativo aos telespectadores. O recurso da interatividade indica novos caminhos de investimento na produção de conteúdo por parte das emissoras de TV, mas também apresenta desafios técnicos e de mercado que precisam ser subjugados para obter sucesso. A pesquisa apresenta a experiência da emissora na busca pela interatividade no telejornalismo através de relatos de funcionários envolvidos no processo de construção do telejornal interativo, da empresa desenvolvedora do software de interatividade, a HXD Interactive Television, pesquisadores e profissionais da área de televisão.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Taís Marina Tellaroli, Universidade Federal do Mato Grosso dos Sul
Doutora em Comunicação Social pela UMESP. É atualmente docente do Curso de Jornalismo e Pós-Graduação em Comunicação da UFMS.

Referências

AMARAL, Patrícia. Telejornalismo no Cerrado: do Triângulo à Integração, uma busca da audiência (Rede Integração – MG). 2008. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Cultura) – Universidade de Sorocaba, São Paulo, 2008.

BARROS, Raymundo. Entrevista concedida à autora. 24º Congresso de Engenharia de Televisão SET-2011. Centro de Convenções Imigrantes. São Paulo. 26 ago. 2011.

BECKER, Valdecir. Ginga. A interatividade em marcha lenta? Panorama Audiovisual, São Paulo, 23 maio 2011. Disponível em: http://www.panoramaaudiovisual.com.br/2011/05/23/ginga-a-interatividade-em-marchalenta/ Acesso em: 29 jan. 2012.

COLEN, Matheus. Panorama da produção de conteúdo interativo no mercado brasileiro de televisão aberta em 2011. Revista de Radiodifusão, set., v. 6, n. 6, 2012.

FAGUNDES, Salustiano. Entrevista concedida à autora. Congresso de Engenharia de Televisão. Pavilhão de Conferências – Centro de Exposições Imigrantes, São Paulo/SP, 24 ago. 2011.

FERES, Paulo. Entrevista concedida à autora. Rede Integração, Uberlândia, Minas Gerais, jan. 2012.

FERRAZ, Carlos. Análise e perspectivas da interatividade na TV digital. In: SQUIRRA, Sebastião; FECHINE, Yvana (Orgs.). Televisão digital: desafios para a comunicação. Porto Alegre: Sulina, 2009. p. 15-19.

FRANCO, Roberto. Entrevista – Roberto Franco. Concedida à Revista da SET, ed. 120, ano 21, 2011.

LEMOS, Guido. Entrevista concedida à autora. Rede Integração, Uberlândia, Minas Gerais, jan. 2012.

SOARES, Luiz Fernando Gomes. Televisão digital colaborativa: liberdade para a criação? In: PRETTO, Nelson; SILVEIRA, Amadeu. Além das redes de colaboração: internet, diversidade cultural e tecnologias do poder. Salvador: EDUFBA, 2008. p. 179-183.

_____. Entrevista concedida à autora. 23º Congresso de Engenharia de Televisão SET-2010. Centro de Convenções Imigrantes. São Paulo. 23 ago. 2010.

VIEIRA, Paulo Eduardo. Entrevista concedida à autora. Rede Integração, Uberlândia/Minas Gerais, jan. 2012.

Publicado
2015-05-27
Como Citar
Tellaroli, T. M. (2015). Possibilidades de um telejornal interativo: o caso do MGTV. Revista FAMECOS, 22(1), 165-183. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2015.1.19720
Seção
Televisão