Interesse público no jornalismo: uma justificativa moral codificada

  • Rogério Christofoletti Universidade Federal de Santa Catarina
  • Guilherme Longo Triches Ministério Público do Estado de Santa Catarina
Palavras-chave: Interesse público, Códigos de ética, Deontologia jornalística

Resumo

O interesse público é um argumento frequentemente usado por jornalistas e veículos de informação para explicar todo tipo de ação, inclusive violações de condutas. Neste artigo, discutimos o conceito de “interesse público”, e observamos como ele se apresenta em trinta códigos de ética na África, Ásia, Europa, América e Oceania. Para compor a amostra da pesquisa, recorremos a características demográficas, buscando proporcionalidade, legitimidade e antiguidade dos documentos. Adotamos a análise de conteúdo (Krippendorff, 1990; Bardin, 1977) para interpretar os dados. Ao salientar como o interesse público é evocado nesses documentos, podemos alcançar uma compreensão melhor de como os jornalistas sustentam suas tomadas de decisão cotidianas e como se orientam eticamente.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Christofoletti, Universidade Federal de Santa Catarina
Professor do Departamento de Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina, onde também atua como coordenador de pesquisa. Jornalista, mestre em Linguística e doutor em Ciências da Comunicação. 
Guilherme Longo Triches, Ministério Público do Estado de Santa Catarina
Mestre em Jornalismo pelo Programa de Pós-Graduação em Jornalismo da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Florianópolis, SC, Brasil.

Referências

BARDIN, Lawrence. Análise de Conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BERTRAND, Claude-Jean. A deontologia das mídias. Bauru: Edusc, 1999.

CHRISTIANS, C.G. “The ethics of Universal Being”. In: WARD, Stephen J. A; WASSERMAN, Herman. Media Ethics Beyond Borders: a global perspective. New York/London: Routledge, 2010.

COLEÇÃO OBJETHOS DE CÓDIGOS DEONTOLÓGICOS. Florianópolis: Observatório da Ética Jornalística (objETHOS), 2012. Disponível em: http://zip.net/bsnxMZ. Acesso em: 20 maio 2014.

CORREIA, Fernando. Os jornalistas e as notícias. Lisboa: Editorial Caminho, 1997.

DENHARDT, Robert B. & DENHARDT, Janet V. The new public service: serving, not steering. New York: Sharpe, 2007.

GOMIS, Lorenzo. Do importante ao interessante – ensaio sobre critérios para a noticiabilidade no jornalismo. Pauta Geral – Revista de Jornalismo, Salvador: Calandra, ano 9, n. 4, 2002.

HAFEZ, Kai. “Journalism Ethics Revisited: A Comparison of Ethics Codes in Europe, North Africa, the Middle East, and Muslim Asia”. Political Communication, v. 19, p. 225-250, 2002.

HERRSCHER, R. “A Universal Code of Journalism Ethics: Problems, Limitations, and Proposals”. Journal of Mass Media Ethics, v. 17, 4. ed., p. 277-289, 2002.

HIMELBOIM, Itai; LIMOR, Yehiel. “Media perception of freedom of the press: a comparative international analysis of 242 codes of ethics”. Journalism, v. 9, 3. ed., p. 235-265, 2008.

INTERNATIONAL CENTER FOR JOURNALISTS. Journalism Ethics – The Global Debate. Washington: ICFJ, 2003.

KARAM, Francisco José Castilhos A ética jornalística e o interesse público. São Paulo: Summus, 2004.

KOVACH, Bill e ROSENSTIEL, Tom. Os elementos do jornalismo. São Paulo: Geração Editorial, 2003.

KRIPPENDORFF, Klaus. Metodología del análisis de contenido. Barcelona: Paidós Ibérica, 1990.

MCQUAIL, Denis. Atuação da mídia: comunicação de massa e interesse público. Porto Alegre: Penso, 2012.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. Curso de direito administrativo. 25. ed. rev. e atual. São Paulo: Malheiros, 2008.

STRENTZ, H. “Universal Ethical Standards?” Journal of Mass Media Ethics, v. 17, n. 4 , 263-276, 2002.

WARD, S. J. A; WASSERMAN, H. Media Ethics Beyond Borders: a global perspective. New York/London: Routledge, 2010.

WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. 5. ed. Lisboa: Presença: 1999.

Publicado
2014-09-10
Como Citar
Christofoletti, R., & Triches, G. L. (2014). Interesse público no jornalismo: uma justificativa moral codificada. Revista FAMECOS, 21(2), 484-503. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2014.2.17588
Seção
Jornalismo