O rádio na ficção latino-americana: imaginários do século XX

  • Dóris Haussen Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul
Palavras-chave: Rádio, Imaginários, América Latina

Resumo

A história da América Latina do século XX remete ao papel do rádio nessas sociedades. Quais imaginários circulavam a respeito do veículo e que foram apreendidos pela ficção? Responder a esta questão é a proposta deste artigo através da análise de quatro romances e um conto latino-americanos, onde é feita uma reflexão sobre o imaginário e, também, sobre o papel do rádio. Conclui-se que o imaginário circulante nos diferentes contextos do período era captado e registrado pelos escritores de ficção que, ao produzirem as suas histórias, traçavam um panorama da realidade dos diferentes países da América Latina. E o rádio, ao difundir as suas mensagens traduzindo realidades locais mostrava que certos imaginários eram recorrentes: os relacionamentos afetivos, a solidão, a atividade profissional no rádio latino-americano e, também, a situação das mulheres nesse mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dóris Haussen, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul

Referências

CATÁ, Alfonso Hernandez. Sintonia. Revista Para Todos, Santiago, p. 16-17, 53-55, 3 dez. 1934.

GIARDINELLI, Mempo. Luna Caliente. Três noites de paixão. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1997.

LISPECTOR, Clarice. A Hora da Estrela. 23. ed. Rio de Janeiro, Editora Rocco: 1998.

MARTIN BARBERO, Jesus. Ofício de Cartógrafo. Travessias latino-americanas da comunicação na cultura. São Paulo: Loyola, 2002.

______. Procesos de comunicación y matrices de cultura. Itinerarios para salir de la razón dualista. Mexico, Felafacs/Gustavo Gili, s.d.

MORIN, Edgar. Cultura de massas no século XX. O espírito do tempo – 1. Neurose. 6. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1984.

ORTIZ, Renato. Um outro território. Ensaios sobre a mundialização. São Paulo: Editora Olho d´Agua, 1996.

REY, Marcos. Café na Cama. São Paulo: Companhia das Letras, 1960.

SILVA, Juremir Machado da. As tecnologias do imaginário. Porto Alegre: Sulina, 2003.

VARGAS LLOSA, Mario. Tia Júlia e o Escrevinhador. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1977.

WOLTON, Dominique. Internet y después? Una teoria crítica de los nuevos medios de comunicación. Barcelona: Gedisa Editorial, 2000.

______. Elogio do grande público. Uma teoria crítica da televisão. Porto: Edições ASA, 1994.

Publicado
2014-01-13
Como Citar
Haussen, D. (2014). O rádio na ficção latino-americana: imaginários do século XX. Revista FAMECOS, 20(3), 634-647. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2013.3.15554
Seção
Linguagem