Política do acontecimento

  • José Luiz Aidar Prado Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Palavras-chave: acontecimento, discurso, política

Resumo

Partindo de uma síntese das teorias do acontecimento, realizada por Vera França, proporemos uma releitura do acontecimento a partir da teoria de Alain Badiou, para quem esse conceito encarna uma ruptura nos estados das coisas, a partir da qual constitui-se um sujeito e um processo de verdade que não podem ser compreendidos sob as categorias dos saberes que presidem à situação. Nessa perspectiva, é possível considerar que o conceito pós-fundacional de acontecimento deve nos levar a colocar como parti pris que nem tudo é discurso, pois há algo da ordem do acontecimento, o que conduz a pensar numa configuração do político em processos que fazem romper o estado da situação e a propor uma teorização conceitual da relação entre discurso e acontecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

José Luiz Aidar Prado, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
Professor doutor do Programa de Estudos Pós-graduados em Comunicação e Semiótica da PUC-SP; editor da revista Galaxia; autor de "Convocações biopolíticas dos dispositivos comunicacionais" e coordenador e organizador da hipermídia "Regime de visibilidade em revistas".

Referências

AUSTIN, John Langshaw. How to do things with words. Oxford: Oxford University Press, 1962.

BADIOU, Alain. Lógicas de los mundos. Buenos Aires: Manantial, 2008.

______. O ser e o evento. Rio de Janeiro: UFRJ/Zahar, 1996.

______. Para uma nova teoria do sujeito. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1994.

BOSTEELS, Bruno. Lógicas del cambio: de la potencialidade a lo inexistente. In: CAMARENA, Carlos Gomez; OLLEROS, Angelina Uzín (Org.). Badiou fuera de sus limites. Buenos Aires: Imago Mundi, 2010.

BUTLER, Judith. Lenguaje, poder e identidad. Madri: Sintesis, 1997.

CAMARENA, Carlos Gomez; OLLEROS, Angelina Uzín (Org.). Badiou fuera de sus limites. Buenos Aires: Imago Mundi, 2010.

FAIRCLOUGH, Norman. Discurso e mudança social. Brasília: UnB, 2001.

FOUCAULT, Michel. Arqueologia do saber. 7. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2009.

FRANÇA, Vera Regina Veiga; OLIVEIRA, Luciana de (Org.). Acontecimento: reverberações. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

FRANÇA, Vera Regina Veiga. O acontecimento para além do acontecimento: uma ferramenta heuristica. In: FRANÇA, Vera Regina Veiga; OLIVEIRA, Luciana de (Org.). Acontecimento: reverberações. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

HALLWARD, Peter. Badiou a subject to truth. Minneapolis: U. Minnesota Press, 2003.

HOWARTH, David; NORVAL, Aletta; STAVRAKAKIS, Yannis (Org.). Discourse theory and political analysis. New York: Manchester University Press, 2000.

KATZ, Elihu; DAYAN, Daniel. Media events. Harvard, 1992.

MARCHART, Oliver. El pensamiento político posfundacional. Buenos Aires: Fondo de Cultura Econômico, 2009.

MORETZSOHN, Sylvia. Pensando contra os fatos. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

NORVAL, Aletta J. Trajectories of future research in discourse theory. In: HOWARTH, David; NORVAL, Aletta; STAVRAKAKIS, Yannis (Org.). Discourse theory and political analysis. New York: Manchester University Press, 2000.

PRADO, José Luiz Aidar. Habermas com Lacan. São Paulo: Educ, 2013.

______. A invenção do Mesmo e do Outro na mídia semanal. DVD. São Paulo: PUC-SP, Um dia sete dias – Grupo de Pesquisas em Mídia Impressa, 2008.

______. O leitor infiel diante dos mapas da mídia semanal performativa. Revista Fronteiras. São Leopoldo: Unisinos, v. 7, n. 1, p. 39-46, 2005.

QUERÉ, Louis. A dupla vida do acontecimento: por um realismo pragmatista. In: FRANÇA, Vera Regina Veiga; OLIVEIRA, Luciana de (Org.). Acontecimento: reverberações. Belo Horizonte: Autêntica, 2012.

ŽIŽEK, Slavoj. The tiklisch subject. London: Verso, 2000.

Publicado
2013-09-17
Como Citar
Prado, J. L. A. (2013). Política do acontecimento. Revista FAMECOS, 20(2), 495-520. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2013.2.14103
Seção
Subjetividades