Comunicação, Comida e Território: A capacidade distintiva da gastronomia na reputação de cidades brasileiras

  • Ernani Coelho Neto Universidade Federal da Bahia
  • Rosana De Freitas Boulhosa Universidade Federal da Bahia
Palavras-chave: Reputação, Gastronomia, Culinária, Comunicação, Singularidade

Resumo

Esse artigo foi concebido com dois objetivos. Em primeiro lugar, construir a partir dos dados do Projeto Caminhos do Sabor uma primeira experiência na direção de uma escala de medição para o efeito de singularidade da reputação gastronômico-culinária de territórios. Em segundo lugar, o exame de o seguinte pressuposto: o efeito de singularidade é reforçado pela percepção de especialização da oferta de comida dos restaurantes e bares locais. Os resultados não foram conclusivos, mas levantam indícios em sentido contrário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ernani Coelho Neto, Universidade Federal da Bahia
Professor Adjunto da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia - Núcleo de Pós-Graduação em Administração. Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas pela Universidade Federal da Bahia.
Rosana De Freitas Boulhosa, Universidade Federal da Bahia
Professor Adjunto da Escola de Administração da Universidade Federal da Bahia - Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento e Gestão Social/ (PDGS/CIAGS). Doutora em Políticas Públicas pela Università IUAV di Venezia.

Referências

BALOGLU, Seyhmus; MCCLEARY, Ken W. A model of destination image formation. Annals of Tourism Research, Elsevier, v. 26, n. 4, p. 868-897, out. 1999.

CASARE, Sara Jane; SICHMAN, Jaime Simão. Towards a functional ontology of reputation. In: Proceedings of the Fourth International Joint Conference on Autonomous Agents and Multi Agent Systems. Nova York, v. 2, p. 505-511, 2005.

CHRISTIE, David John. A trilateral model for the management of corporate image: an examination of the interrelationship between an organization’s self image, its projected image and its perceived image. 2002. 2v. Thesis (Ph.D), Griffith University, School of Management, Gold Coast, 2002.

CONTE, Rosaria; PAOLUCCI, Mario. Reputation in artificial societies: social beliefs for social order. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 2002.

CORNER, Dolores M. R. A gastronomia como atrativo no turismo cultural. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA EM TURISMO DO MERCOSUL, 5./SEMINÁRIO DA ANPTUR, 3., 2006, Caxias do Sul, RS. Caxias do Sul: Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo, 2006.

DESOUCEY, Michaela. Gastronationalism: food traditions and authenticity politics in the european Union. American Sociological Reveiw, v. 75, p. 432-455, 2010.

DOUGLAS, Mary. Decifrare un pasto. In: DOUGLAS, Mary. Antropologia e simbolismo: religione, cibo e denaro nella vita sociale. Bologna: Il Mulino, 1985.

FERNÁNDEZ, Gabriel; AGRELO, Gastón. La Cultura Gastronómica: un factor clave en el diseño de estrategias de imagen urbana – el caso de la ciudad de Bernal. In: JORNADAS DE PATRIMONIO GASTRONÔMICO: lo que revelan las cocinas en la mesa gastronomía y turismo cultural, 2., Buenos Aires, 2003.

GAIO, Sofia; GOUVEIA, Luís Borges. O branding territorial: uma abordagem mercadológica à Cidade. Revista A Obra Nasce, Porto, UFP, p. 27-36, 2007.

GRBAC, Bruno; MILOHANOVIĆ, Ana. Contribution of food products in creating cultural identity of tourist destination. In: International Conference on Cultural Heritage and Tourism. Creta, 2008.

IASBECK, Luiz Carlos Assis. Imagem e reputação na gestão da identidade organizacional. Organicom: Revista Brasileira de Comunicação Organizacional e Relações Públicas, São Paulo, GESTCORP/ECA/USP, v. 4, n. 7, p. 85-97, 2007.

KARIM, Shahrim Ab. Culinary tourism as a destination attraction: an empirical examination of the destination’s food image and information sources. 2006. 177 f. Tese (Doutorado em Filosofia) – Oklahoma State University, Stillwater, 2006.

KRAUSE, Wendhausen Rodolfo. A gastronomia como fator de influência na escolha de destinações turísticas e de sua hotelaria: base do estudo Balneário Camboriú no ano 2006/2007. 2007. 210 f. Tese (Doutorado em Turismo e Hotelaria) – Pós-Graduação em Turismo e Hotelaria, Universidade do Vale do Itajaí, Balneário Camboriú, 2007.

MONTANARI, Massimo. Comida como cultura. São Paulo: SENAC São Paulo, 2008.

RAFFESTIN, Claude. Por uma geografia do poder. São Paulo: Ática, 1993.

RAND, Gerrie Du; HEATH, Ernie; ALBERTS, Nic. The role of local and regional food in destination marketing: a South African situation analysis. Journal of Travel & Tourism Marketing, v. 14, n. 3-4, p. 97-112, nov. 2003.

RATIER, Michel. L’image en marketing: cadre théorique d’un concept multidimentionnel. Cahier de Recherche du Centre de Recherche en Gestion, n. 152, 2003. Disponível em: http://w3.univtlse1.fr/IAE/files/154_pdf.pdf. Acesso em: 24 mar. 2003.

SCHOLLIERS, Peter. Inovação e tradição: o novo cenário da gastronomia. In: FREEDMAN, Paul. A história do sabor. São Paulo: SENAC, 2009.

STILES, Kaelyn; ALTIOK, Özlem; BELL, Michael M. The ghosts of taste: food and the cultural politics of authenticity. Agriculture and Human Values. Columbia, v. 28, p. 225-236, jun. 2011. Disponível em: http://www.springerlink.com/index/10.1007/s10460-010-9265-y. Acesso em: 24 mar. 2010.

WOOD, Julia T. Mosaicos da comunicação: uma introdução aos estudos da comunicação. São Paulo: Ática, 2009.

Publicado
2013-09-17
Como Citar
Neto, E. C., & Boulhosa, R. D. F. (2013). Comunicação, Comida e Território: A capacidade distintiva da gastronomia na reputação de cidades brasileiras. Revista FAMECOS, 20(2), 521-539. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2013.2.12140
Seção
Subjetividades