O consumo da representação da qualidade de vida

  • Ricardo Ferreira Freitas UERJ
  • Daniela Menezes Neiva Barcellos UERJ
Palavras-chave: Qualidade de vida, consumo, alimentação

Resumo

Este artigo analisa aspectos do consumo e da qualidade de vida, inspirados pela massiva influência da mídia na construção de uma atmosfera de equilíbrio das emoções e bem-estar, afetando o consumo material e imaterial no contexto das metrópoles. O propósito principal deste artigo é discutir a representação da qualidade de vida pela comunicação, através do consumo na cidade, e sua relação com as narrativas difundidas pela mídia sobre a alimentação saudável. Para exemplificar tal temática, apresentamos ao longo deste estudo citações com base numa pesquisa sobre a representação da qualidade de vida na revista Vida Simples, da editora Abril, com foco na alimentação, referente aos textos da seção Comer, no período de janeiro a junho de 2010.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

CAMPBELL, Colin. A ética romântica e o espírito do consumismo moderno. Tradução de Mauro Gama. Rio de Janeiro: Rocco, 2001.

BAUMAN, Zygmunt. Medo Líquido. Tradução de Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2008.

BURKE, Peter. O que é história cultural? Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

FEATHERSTONE, Mike. Cultura de consumo e pós-modernismo. Tradução Julio Assis Simões. São Paulo: Studio Nobel, 1995.

FREITAS, Ricardo Ferreira. Comunicação e espaços urbanos: relação essencial à contemporaneidade. Revista Logos, Rio de Janeiro: Ed. UERJ, v. 5, p. 3-4, 1996.

GIDDENS, Anthony. Modernidade e identidade. Tradução de Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2002.

GORZ, André. O imaterial: Conhecimento, valor e capital. Tradução de Celso Azzan Júnior. São Paulo: Annablume, 2005.

MAFFESOLI, Michel. A parte do diabo. Tradução de Clóvis Marques. Rio de Janeiro: Record, 2004.

______. O tempo das tribos: o declínio do individualismo nas sociedades de massa. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Comunicação e cidade: entre meios e medos. Novos Olhares, Grupo de estudos sobre Práticas de Recepção a Produtos Mediáticos, São Paulo: ECA/USP, n. 1, p. 5-9, 1998.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis: Ed. Vozes, 2009.

______. In: GUARESCHI, Pedrinho A.; JOVCHELOVITCH, Sandra (Org.). Textos em representações sociais. Petrópolis: Vozes, 2002.

SIMMEL, Georg. A metrópole e a vida mental. O fenômeno urbano. Tradução Sérgio Marques dos Reis. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1979.

VIDA SIMPLES. Para quem quer viver mais e melhor. São Paulo: Ed. Abril, jan./jun. 2010.

Como Citar
Freitas, R. F., & Barcellos, D. M. N. (2012). O consumo da representação da qualidade de vida. Revista FAMECOS, 19(1), 168-188. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2012.1.11346
Seção
Consumo