História oral e estudos de comunicação e cultura

  • Mônica Pegurer Caprino Universidade Municipal de São Caetano do Sul
  • Priscila Ferreira Perazzo Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Palavras-chave: História oral, comunicação e cultura, estudos de recepção

Resumo

O artigo pretende discutir questões relacionadas às possibilidades de utilização dos métodos da história oral nas pesquisas empíricas em Comunicação. Também se propõe a discutir os atributos que tais pesquisas devem apresentar para que sejam pertinentes para o uso dessa metodologia. Uma das principais questões abordadas é sobre quais objetos ou fenômenos da Comunicação podem ser estudados tendo em vista a metodologia da História Oral. A partir dessa discussão, apontam-se quais as pesquisas de Comunicação que se abrem a essa possibilidade: aquelas que tenham preocupações relacionadas aos universos multiculturais, às identidades locais, às comunidades e às relações existentes entre as pessoas e os processos de comunicação, bem como usos e consumos midiáticos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mônica Pegurer Caprino, Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Doutora em Comunicação Social. Trabalhou de 2012 a 2014 como pesquisadora, num estágio pós-doutoral, na Universitat Autònoma de Barcelona (Espanha), onde também cursou um Master em Comunicação e Educação (2011). 
Priscila Ferreira Perazzo, Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Doutora em História Social pela Universidade de São Paulo (2002). Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (USCS).

Referências

ALBERTI, Verena. História Oral. A experiência do CPDOC. Rio de Janeiro: FGV, 1990.

______ . Manual de História Oral. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

AMADO, Janaína; FERREIRA, Marieta de Moraes (Orgs.). Usos & abusos da história oral. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2002.

CAMARGO, Aspásia. Prefácio. In: ALBERTI, Verena. História Oral. A experiência do CPDOC. Rio de Janeiro: FGV, 1990.

CASTELLS, Manuel. A sociedade em rede – a era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, v. 1, 2005.

_____. O poder da identidade – a era da informação: economia, sociedade e cultura. São Paulo: Paz e Terra, v. 2, 2002.

FREITAS, Sônia Maria de. História oral: possibilidades e procedimentos. São Paulo: Imprensa Oficial, 2002.

GONDAR, Jô; BARRENECHEA, Miguel. Memória e espaço: trilhas do contemporâneo. Rio de Janeiro: 7 Letras, 2003.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. São Paulo: Vértice/Ed. Revista dos Tribunais, 1990.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Rio de Janeiro: DP&A, 2005.

JAKCS, Nilda; ESCOSTEGUY, Ana Maria. Comunicação e recepção. São Paulo: Hacker Editores, 2005.

MARTÍN-BARBERO, Jesus. Dos meios às mediações. Comunicação, cultura e hegemonia. Rio de Janeiro: Ed. UFRJ, 2003.

______. Globalização comunicacional e transformação cultural. In: MORAES, Denis (Org.). Por uma outra comunicação. Mídia, mundialização cultural e poder. Rio de Janeiro/São Paulo: Record, 2003.

MARTINS, José de Souza. O subúrbio – vida cotidiana e história no subúrbio da cidade de São Paulo: São Caetano, do fim do Império ao fim da República Velha. São Caetano do Sul/São Paulo: Prefeitura Municipal/Hucitec, 1992.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Manual de História Oral. São Paulo: Loyola, 1996.

MENDONÇA, Maria Luiza. Comunicação e cultura: um novo olhar. In: SOUZA, Mauro Wilton de (Org.). Recepção mediática e espaço público. Novos olhares. São Paulo: Paulinas, 2006.

MONTENEGRO, Antonio Torres. História oral, caminhos e descaminhos. Revista Brasileira de História – Memória, História, Historiografia, São Paulo, v. 13, n. 25/26, set. 1992/ago 1993.

SOUZA, Mauro Wilton de (Org.). Recepção mediática e espaço público. Novos olhares. São Paulo: Paulinas, 2006.

Como Citar
Caprino, M. P., & Perazzo, P. F. (2011). História oral e estudos de comunicação e cultura. Revista FAMECOS, 18(3), 801-815. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2011.3.10385
Seção
Teorias da Comunicação