Homenagem a Baudrillard, o paroxista diferente

2017-07-14

“Diante da questão, por que as pessoas veem o Big Brother?, Baudrillard sugeriu a hipótese da ‘democracia radical’. Numa democracia convencional, o preço da fama era o mérito. Big Brother instaura a ‘democracia radical’: todos podem ser famosos sem mérito algum, a não ser o de se tornar visível. Triunfo da mediocridade na era das celebridades descartáveis” (Juremir Machado da Silva).

http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/view/3407