Relevância e conciliação de metas: adequação lógica e plausibilidade empírica

  • Suelen Francez Machado Luciano Universidade do Sul de Santa Catarina.
  • Fábio José Rauen Universidade do Sul de Santa Catarina.
Palavras-chave: Pragmática cognitiva, Teoria da relevância, Teoria de conciliação de metas, Adequação lógica, Plausibilidade empírica.

Resumo

Wilson (2004) concebe um exemplo para explicar a noção de efeitos cognitivos empregando três suposições como contexto cognitivo inicial: (1) “Eu (provavelmente) pegarei o ônibus”, (2) “Se eu pegar o ônibus, eu irei à conferência”, e (3) “Se eu não pegar o ônibus, eu perderei a conferência”; e duas possibilidades de realização: caso A, no qual o indivíduo pega o ônibus e vai à conferência, e caso B, no qual o indivíduo não pega o ônibus e perde a conferência. No exemplo, Wilson (2004) tem de prever pelo menos duas alternativas opostas de consecução no contexto cognitivo inicial para utilizar como regra dedutiva de eliminação unicamente a regra de modus ponens, sugerindo que esta providência é necessária em todos os usos de condicionais. Nós argumentamos neste artigo que a arquitetura bicondicional pode ser aplicada ao exemplo, diminuindo o custo de processamento inicial e mantendo a adequação lógica. Nós também argumentamos que a arquitetura de conciliação de metas pode explicar não apenas situações nas quais opções de tipo sim/não podem ser antecipadas, mas também situações nas quais opções de tipo sim/não alternativas são viáveis, aumentando a plausibilidade empírica da análise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Suelen Francez Machado Luciano, Universidade do Sul de Santa Catarina.
Mestre em Ciências da Linguagem pela Universidade do Sul de Santa Catarina. Estudante de Doutorado do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem.
Fábio José Rauen, Universidade do Sul de Santa Catarina.
Doutor em Letras/Linguística pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pós-doutorado em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Docente e Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ciências da Linguagem da Universidade do Sul de Santa Catarina (PPGCL/UNISUL).

Referências

HEIMBECK, R. S. Theology and Meaning: a Critique of Metatheological Skepticism. Stanford: Stanford University Press, 1969.

LINDSAY, R; GORAYSKA, B. Relevance, Goal Management and Cognitive Technology. In: GORAYSKA, B; MEY, J. Cognition and Technology: Co existence, Convergence, and Co-evolution. Amsterdam: J. Benjamins, p. 63-107, 2004. http://dx.doi.org/10.1075/z.127.05lin

LUCIANO, S. F. M. Relevância e conciliação de metas: adequação lógica e plausibilidade empírica, 2014. 96 p. Dissertação (Mestrado em Ciências da Linguagem). Programa de Pós-Graduação em Ciências da Linguagem, Universidade do Sul de Santa Catarina, 2014.

RAUEN, F. J. For a Goal Conciliation Theory: Ante-factual Abductive Hypotheses and Proactive Modeling. Linguagem em (Dis)curso, Tubarão, v. 14, n. 3, p. 595-615, Sept./Dec. 2014. http://dx.doi.org/10.1590/1982-4017-140309-0914

RAUEN, F. J. Avaliação da habilidade de inferência em leitura: estudo de caso com uma questão da Provinha Brasil. Linguagem em (Dis)curso, v. 11, n. 2, p. 217-240, May/Aug. 2011. http://dx.doi.org/10.1590/S1518-76322011000200002

SPERBER, D.; WILSON, D. Relevance: communication and cognition. 2nd ed. Londres: Blackwell, 1995.

TOMASELLO, M.; CARPENTER, M.; CALLS, J.; BEHNE, T.; MOLL, H. Understanding and Sharing Intentions: The Origins of Cultural Cognition. Behavioral and Brain Sciences, v. 28, p. 675-735, 2005. http://dx.doi.org/10.1017/S0140525X05000129

WILSON, D. Pragmatic Theory. London: UCL Linguistics Department, 2004. Available at: . Accessed in: 15 Mar. 2005.

Publicado
2015-07-15
Como Citar
Luciano, S. F. M., & Rauen, F. J. (2015). Relevância e conciliação de metas: adequação lógica e plausibilidade empírica. Letrônica, 8(1), 74-90. https://doi.org/10.15448/1984-4301.2015.1.19622