Class conflicts, defense of rights and Social Work

Palavras-chave: Class struggle. Rights. Human emancipation. Social work.

Resumo

Based on Marxian and Marxist assumptions, in particular, the contributions of György Lukács to law as ideology, we try to elicit reflection on the current theoretical and practical challenges to social service to prevent the profession from seeing its ethico-political project capitulate in view of the intensification of the capital offensive against labor. In this paper, the contradictions of the social worker’s work in defending and extending rights vis-a-vis the own logic of bourgeois sociability are discussed. We address the challenges imposed by the limits of such sociability, which require, to be faced, an understanding of critical social theory, given its potential to contribute to professional work in line with the values and principles of the aforementioned project.

***Conflitos de classes, defesa de direitos e Serviço Social***

A partir de pressupostos marxianos e marxistas, em particular, das contribuições de György Lukács sobre o direito como ideologia, procura-se, aqui, instigar a reflexão sobre os desafios teóricos e práticos do serviço social no tempo presente, para que a profissão não veja seu projeto ético-político capitular em face da intensificação da ofensiva do capital sobre o trabalho. No presente artigo são abordadas, essencialmente, as contradições do trabalho do assistente social na defesa e ampliação dos direitos em face da lógica própria da sociabilidade burguesa. São situados os desafios impostos pelos limites dessa sociabilidade que exigem, para o seu enfrentamento, a compreensão da teoria social crítica, haja vista seu potencial de subsidiar o trabalho profissional em consonância com os valores e princípios contantes do projeto supracitado.

Palavras-chave: Luta de classes. Direitos. Emancipação Humana. Serviço social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jaime Hillesheim, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, SC
Department of Social Work by Federal University of Santa Catarina, Florianópolis, SC, Brazil.

Referências

BENSAÏD, Daniel. Os despossuídos: Karl Marx, os ladrões de madeira e o direito dos pobres. In: MARX, Karl. Os despossuídos. São Paulo: Boitempo, 2017.

FONTES, Virgínia. O Brasil e o capital-imperialismo: teoria e história. Rio de Janeiro: EPSJV, 2010.

GUERRA, Yolanda. A instrumentalidade do serviço social. 10. ed. São Paulo: Cortez, 2014.

LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social II. São Paulo: Boitempo, 2013.

MARX, Karl. A miséria da filosofia. São Paulo: Global, 1985.

MARX, Karl. Crítica da filosofia do direito de Hegel. São Paulo: Boitempo, 2010.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2013. (O Processo de Reprodução do Capital, Livro 1).

MARX, Karl. Os despossuídos: debates sobre a lei referente ao furto de madeira. São Paulo: Boitempo, 2017.

NETTO, José Paulo. O projeto ético-político profissional do serviço social brasileiro. Intervenção Social, Lisboa, n. 42/45, p. 229-242, 2015.

SARLET, Ingo Wolfgang. Notas sobre a assim designada proibição de retrocesso social no constitucionalismo latino-americano. Revista do Tribunal Superior do Trabalho, Brasília, v. 75, n. 3, p. 116-149, jul./set. 2009.

Publicado
2019-10-29
Como Citar
Hillesheim, J. (2019). Class conflicts, defense of rights and Social Work. Textos & Contextos (Porto Alegre), 18(1), 20-30. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2019.1.34024
Seção
Serviço Social, Educação e Luta de Classes