A efetividade da gestão social e a prática do assistente social na Proteção Social Especial de Média Complexidade / The effectiveness of social management and the practice of the social worker in the Special Social Protection of Medium Complexity

  • Mariane Sauer Prefeitura de Jaraguá do Sul
  • Vera Maria Ribeiro Nogueira Universidade Católica de Pelotas e CNPQ
Palavras-chave: Gestão Social, Serviço Social, Prática Profissional do Assistente Social, Proteção Social Especial de Média Complexidade

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o Serviço de Proteção e Atenção Especializado a Famílias e Indivíduos (PAEFI), que compõe a Proteção Social Especial de Média Complexidade da Política de Assistência Social, enfatizando aspectos relacionados à gestão social e à ação do assistente social. Foi construído a partir de uma revisão teórica e observação empírica da experiência de trabalho desenvolvida no PAEFI em Jaraguá do Sul (SC). A pertinência do tema surge a partir da observância da incipiente produção de referências sobre a correlação entre gestão social e a prática profissional nos Serviços de Média Complexidade. Ao realizar esta análise, busca-se identificar como se efetiva a gestão social na prática, que é aqui analisada enquanto um ato de governança das políticas sociais, em seu aspecto ampliado, abarcando a participação dos diversos atores sociais envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mariane Sauer, Prefeitura de Jaraguá do Sul

Graduada em Serviço Social pelo Centro SocioEconomico da Universidade Federal de Santa Catarina

Pós-graduanda em Políticas Públicas pela Universidade Regional de Blumenau

Assistente Social do Centro de Referência Especializado de Assistência Social na Prefeitura de Jaraguá do Sul

Vera Maria Ribeiro Nogueira, Universidade Católica de Pelotas e CNPQ

Vera Maria Ribeiro Nogueira, graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mestrado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina e pós-doutorado em Seminário de Análise de Políticas Públicas pela Universidade Autônoma de Barcelona. Professora adjunta da Universidade Católica de Pelotas e Pesquisadora do CNPQ.

Referências

ALCÂNTARA, Norma. Lukács: ontologia e alienação. São Paulo: Instituto Lukács, 2014.

Araújo, E.T. (In)consistência da gestão social e seus processos de formação: um campo em construção. 2012. 257 fl. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2012.

AZEVEDO, Sérgio. Políticas públicas e governança em Belo Horizonte. Cadernos Metrópole, n. 3. São Paulo: EDUC, 2000. Disponível em: http://revistas.pucsp.br/index.php/metropole/article/viewFile/9328/6923. Acesso em: 09 jun. 2015.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Orientações Técnicas: Centro de Referência Especializado de Serviço Social. Brasília: MDS, 2011.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Tipificação Nacional de Serviços Socio-Assistenciais. Brasília: MDS, 2009.

BRASIL Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Assistência Social: Política de Direitos à Seguridade Social. Capacita SUAS Caderno 1, Centro de Estudos e Desenvolvimento de Projetos Especiais da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Brasília: 2013.

CANÇADO, A.C.; TENÓRIO, F. G. PEREIRA, J. R. Gestão social: reflexões teóricas e conceituais. Cad. EBAPE.BR, v. 9, n. 3, artigo 1, Rio de Janeiro, set. 2011.

CHAUÍ, Marilena de Sousa. Cultura e democracia: o discurso competente e outras falas. São Paulo: Ed. Moderna, 1981.

CHIARA, M. VIRGILIO, M. Gestión de la política social: conceptos y herramientas. Buenos Aires: Prometeo Libros, 2008. Prólogo e Parte 1.

CONSELHO Federal de Serviço Social – CFESS. Código de Ética do Assistente Social. Brasília: CFESS, 1993.

FAGNANI, Eduardo. Fragmentação da luta política e agenda de desenvolvimento. Revista SER Social, v.16, n. 35, Brasília, 2014.

FALEIROS, Vicente de Paula. A violência sexual contra crianças e adolescentes e a construção de indicadores: a crítica do poder, da desigualdade e do imaginário. Revista SER Social, n. 2, Brasília, 1998.

IAMAMOTO, Marilda. Projeto profissional, espaços ocupacionais e trabalho do(a) assistente social na atualidade. In: CFESS, Conselho Federal de Serviço Social. Atribuições privativas do assistente social em questão. Edição Ampliada, 2012.

LARA, Ricardo. Os fundamentos ontológicos dos processos investigativos e o serviço social. Trabalho apresentado à Comissão Examinadora do Concurso Público. Florianópolis: 2008.

LOTTA, Gabriela Spanghero. O papel das burocracias do nível da rua na implementação de políticas públicas: entre o controle e a discricionariedade. In: FARIA, Carlos Aurélio P. (Org.). Implementação de políticas públicas: teoria e prática. Belo Horizonte: PUC/MG, 2012, p. 20-49.

MAIA, M. Gestão social – reconhecendo e construindo referenciais. Textos & Contextos (Porto Alegre), n. 4. Porto Alegre, 2005. http://revistaseletronicas.pucrs.br/fass/ojs/index.php/fass/article/view/1010/790.

MOTA, Ana Elizabete. Serviço social brasileiro: profissão e área do conhecimento. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 16, p. 17-27, 2013.

https://doi.org/10.1590/S1414-49802013000300003

Netto, J.P. A construção do projeto ético-político contemporâneo. In: ABEPSS/CFESS. Capacitação em serviço social e política social. Módulo 1 – Brasília: CEAD/ABEPSS/CFESS, 1999.

PMCid:PMC2195690

OLIVEIRA, Antonio. Burocratas da linha de frente: executores e fazedores das políticas públicas. Rev. Adm. Pública, Rio de Janeiro, v. 46, n. 6, p. 1551-73, nov./dez. 2012.

SANTOS, Maria Helena de Castro. Governabilidade, governança e democracia: criação de capacidade governativa e relações executivo-legislativo no Brasil pós-constituinte. Revista Dados, Rio de Janeiro, v. 40, n. 3, 1997. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0011-52581997000300003.

SIMIONATTO, Ivete. Estado, sociedade civil e espaços públicos: uma análise do "Plano Plurianual – 2004/2007". Revista Serviço Social e Sociedade, São Paulo: Cortez, n. 88, 2006.

WORLD BANK. Governance and development. The World Bank. Washington, 1992. Disponível em: http://www-wds.worldbank.org/external/default/WDSContentServer/WDSP/IB/1999/09/17/000178830_98101911081228/Rendered/PDF/multi_page.pdf. Acesso em: 09 jun.2015.

Publicado
2016-12-19
Como Citar
Sauer, M., & Nogueira, V. M. R. (2016). A efetividade da gestão social e a prática do assistente social na Proteção Social Especial de Média Complexidade / The effectiveness of social management and the practice of the social worker in the Special Social Protection of Medium Complexity. Textos & Contextos (Porto Alegre), 15(2), 450 - 458. https://doi.org/10.15448/1677-9509.2016.2.22604
Seção
Proteção Social Especial e Atendimento Socioeducativo