Aquisição fonológica do português brasileiro por crianças ouvintes bilíngues bimodais e surdas usuárias de implante coclear

  • Carina Rebello Cruz UFRGS e UFSC
  • Ingrid Finger UFRGS
Palavras-chave: Aquisição fonológica, bilinguismo bimodal, Libras, Implante coclear

Resumo

O presente estudo investiga a aquisição fonológica do Português Brasileiro (PB) por 24 crianças ouvintes bilíngues bimodais, com acesso irrestrito à Língua Brasileira de Sinais (Libras), e por 6 crianças surdas que utilizam implante coclear (IC), com acesso restrito ou irrestrito à Libras. Para a avaliação do sistema fonológico das crianças em PB, foi utilizada a Parte A, Prova de Nomeação, do ABFW – Teste de Linguagem Infantil (ANDRADE et al. 2004). Os resultados revelaram que as crianças ouvintes bilíngues bimodais e a criança surda usuária de IC com acesso irrestrito à Libras apresentaram processo de aquisição fonológica esperada (normal) para a sua faixa etária. Considera-se que a aquisição precoce e o acesso irrestrito à Libras podem ter sido determinantes para o desempenho dessas crianças no teste oral utilizado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carina Rebello Cruz, UFRGS e UFSC
F
Ingrid Finger, UFRGS
Professora Adjunto no Departamento de Línguas Modernas e no PPG-Letras na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).
Publicado
2013-09-10
Como Citar
Cruz, C. R., & Finger, I. (2013). Aquisição fonológica do português brasileiro por crianças ouvintes bilíngues bimodais e surdas usuárias de implante coclear. Letras De Hoje, 48(3), 389-398. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/12621
Seção
Parte 3 – Estudos Sobre a Aquisição Bilíngue