Capacidade de memória de trabalho e atenção à forma e significado em leitura de inglês como língua estrangeira

  • Cyntia Bailer UFSC
  • Lêda Maria Braga Tomitch UFSC
  • Raquel Carolina Souza Ferraz D'Ely UFSC
Palavras-chave: Memória de trabalho, Atenção à forma e significado, Leitura

Resumo

Este artigo reporta um estudo de mestrado que teve por objetivo investigar, em uma população de estudantes de ensino médio de inglês como língua estrangeira, a relação entre diferenças individuais na capacidade de memória de trabalho (CMT) e a atenção desses aprendizes à forma e significado em leitura. Sessenta e um participantes foram submetidos a cinco sessões de coleta de dados que compreenderam dois testes de memória de trabalho, três questionários retrospectivos, uma atividade usada para avaliar atenção à forma e significado, outro questionário e uma sessão de feedback. Os dados revelaram, em termos gerais, que a atenção à forma e ao significado em leitura em L2 é afetada pelas diferenças individuais na CMT, já que essas diferenças parecem determinar o desempenho eficiente na atividade de prestar atenção à forma e ao significado durante a leitura de uma população de estudantes de ensino médio de inglês como língua estrangeira.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cyntia Bailer, UFSC
Concluí meu mestrado em 2011 em Língua Inglesa e Literatura Correspondente no Programa de Pós-Graduação em Letras/Inglês da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Atualmente sou aluna de Doutorado em Linguística Aplicada no mesmo programa. Tenho experiência no ensino de inglês a todos os níveis em escolas regulares e escolas de idiomas, bem como em tradução e revisão textual. Como pesquisadora, tenho interesse na área de aquisição de segunda língua, com foco nos aspectos cognitivos envolvidos no processamento de linguagem e compreensão, particularmente na área de leitura e implementação dos processos de leitura no cérebro.
Lêda Maria Braga Tomitch, UFSC
Possui mestrado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) (1988) e doutorado em Letras (Linguística Aplicada) (1995), ambos pela Universidade Federal de Santa Catarina. Realizou pós-doutoramento na área de psicologia cognitiva, no Center for Cognitive Brain Imaging, na Carnegie Mellon University, nos EUA. Atualmente é professor associado III da Universidade Federal de Santa Catarina. Seus interesses de pesquisa incluem os seguintes temas: relação entre a capacidade da memória de trabalho e a compreensão e produção escritas; a implementação dos processos componenciais da leitura no cérebro humano; e o ensino da leitura.
Raquel Carolina Souza Ferraz D'Ely, UFSC
Possui graduação em Licenciatura em Letras/Inglês (1979), Mestrado em Letras Inglês e Literatura Correspondente (1983), e Doutorado em Inglês e Linguística Aplicada (2006) pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. É professora adjunta dessa instituição desde março de 2010, atuando nos cursos de graduação e pós graduação em Letras-Inglês e Letras - Secretariado Executivo em Inglês, junto ao Departamento de Língua e Literaturas Estrangeiras (DLLE). Também foi bolsista Recém-Doutor da CAPES (ProDoc) nessa mesma instituição, no período de janeiro de 2008 a maio de 2009. Atuou como presidente da APLISC (Associação dos Professores Língua Inglesa de Santa Catarina) no ano de 2008, e como vice-presidente no ano de 2007. Possui também experiência no ensino a distância, tendo atuado no período de 2008 à 2009 como tutora e 2010 até o presente momento como professora. Também faz a coordenação pedagógica da equipe de tutores do curso de Espanhol na modalidade a distância. Foi colaboradora do PECPISC (Programa de Formação Continuada de Professores de Santa Catarina), e tem se engajado em ações pedagógicas na área de formação de professores de língua estrangeira desde 2002, no momento atuando em um curso de formação continuada a distância em parceria com a Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina. Tem experiência nas áreas de Letras e Lingüística, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino e aprendizagem de L2, produção oral em L2, tarefas e processos metacognitivos no desempenho oral em L2, formação de professores e ensino na modalidade a distancia.
Publicado
2013-04-11
Como Citar
Bailer, C., Tomitch, L. M. B., & D’Ely, R. C. S. F. (2013). Capacidade de memória de trabalho e atenção à forma e significado em leitura de inglês como língua estrangeira. Letras De Hoje, 48(1), 139-147. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/fale/article/view/11944