Movimentos (auto)formadores por entre a pesquisa e a escrita de si

  • Lúcia Maria Vaz Peres Universidade Federal de Pelotas
Palavras-chave: histórias de vida, formação, imaginário, escolhas profissionais

Resumo

O texto tem como intuito visibilizar alguns fragmentos referentes ao processo (auto)formativo da pessoa na pesquisadora, implicada na pesquisa e na escrita de si. Numa espécie de exercício hermenêutico de si e do outro, o texto vai mostrando os processos pelos quais nos tornamos o que somos e como vamos sendo, a partir dos estudos das histórias de vida em formação, com alguns aportes do imaginário. As problematizações aparecem num duplo movimento: Por que pesquisamos? O que pesquisamos? Desse modo, vai compondo os achados da pesquisa história de vida em formação, realizada com oito alunas do Curso de Pedagogia da Universidade Federal de Pelotas, no período de quatro anos, para mostrar as matrizes existenciais e simbólicas que regem as escolhas profissionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lúcia Maria Vaz Peres, Universidade Federal de Pelotas
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Católica de Pelotas (1982) e doutorado em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999). Atualmente é professora na categoria Associado nível I, Faculdade de Educação, na Universidade Federal de Pelotas. Desenvolve atividades de docência na graduação e no Programa de Pós-graduação em Educação. Na graduação do Curso de Pedagogia trabalha na área da Psicologia e Tópicos Específicos. Na Pós, nível Mestrado e Doutorado, desenvolve estudos e pesquisas na temática do Imaginário, processos relativos a (auto)formação e Representações. Neste programa participa da Linha de Pesquisa Cultura Escrita: linguagens e aprendizagem, tendo como foco a autobiografia, a pesquisa-formação e processos humanos (auto)formadores. É lider do grupo de pesquisa: Imaginário, Educação e Memória (GEPIEM), sediado no CNPq e vice-lider do GEPEIS ( Imaginário Socila e Educação). Também participa como pesquisadora do grupo Photographein. É representante da Associação Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica - BIOgraph, na Região Sul.
Como Citar
Vaz Peres, L. M. (2011). Movimentos (auto)formadores por entre a pesquisa e a escrita de si. Educação, 34(2). Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/8702