As contribuições das pesquisas acadêmicas sobre Inclusão Escolar e Educação de Jovens e Adultos

Palavras-chave: Educação de jovens e Adultos, Inclusão, Pesquisa.

Resumo

Este artigo aborda o estado das pesquisas que discutem a inclusão e a Educação de Jovens e Adultos (EJA), através das seguintes proposições: as contribuições das teses e dissertações sobre inclusão escolar e EJA; levantamento das instituições que essas pesquisas acadêmicas se destacam com maior volume de produções; e em quais regiões do Brasil há um investimento nessa temática. Tem como objetivo mapear as teses e dissertações que abordam concomitantemente inclusão escolar e EJA, bem como as suas contribuições para o desenvolvimento de novos estudos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria da Conceição Conceição Alves Ferreira, Universidade do Estado da Bahia, Salvador, BA.

Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Salvador/BA, Brasil. Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Natal, Rio Grande do Norte, Brasil. Professora adjunta da Universidade do Estado da Bahia. Professora e orientadora do Programa de Mestrado Profissional de Educação de Jovens e Adultos da UNEB. Salvador, Bahia.

Julimar Santiago Rocha Santiago Santigo Rocha, Secretaria Municipal de Educação de Salvador, BA.

Secretaria Municipal de Educação de Salvador. Salvador/BA – Brasil. Mestre em Educação de Jovens e Adultos – MPEJA pela Universidade do Estado da Bahia (UNEB). Gestora na EJA na Rede Municipal de Salvador, Membro do Grupo de
Pesquisa Gestão, Organização e Políticas Públicas em Educação – GEPE.

 

Referências

ANDRÉ, Marli Eliza Damaso Afonso de (org.). Formação de professores no Brasil (1990-1998). Série Estado do Conhecimento. Brasília: MEC/INEP/COMPED, 2002.

BARBOSA, Josilene Souza Lima; ALVES, Márcia Mesquita Cardoso; SOUZA, Rita de Cácia Santos. Escolas inclusivas e capacitação dos professores. In: NASCIMENTO, Eliane de Sousa; CORREIA, Patrícia Carla da Hora; PORTELA, Cláudia Paranhos de Jesus. Dialogando com a inclusão II: Curso de Formação de Professores. Recife: Liceu, 2014. p. 98-108.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Especial. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: DF, 2008. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/arquivos/pdf/politicaeducespecial.pdf. Acesso em 25 abr. 2017.

CHAUÍ, Marilena. A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, v. 1, n. 24, p.5-15, dez. 2003. Trimestral.

FERREIRA, Norma Sandra de Almeida. As pesquisas denominadas “estado da arte”. Educação & Sociedade, São Paulo, ano 23, n. 79, p.257-272, ago. 2002.

IBGE. Censo Demográfico 2010 – Características Gerais da População, religião e pessoas com deficiência. Rio de Janeiro: IBGE, 2012. Acompanha 1 CD-ROM.Disponível em <ftp://ftp.ibge.gov.br/Censos/Censo_Demografico_2010/Caracteristicas_Gerais_Religiao_Deficiencia/caracteristicas_religiao_deficiencia.pdf>. Acesso em: mar. 2017.

ROMANOWSKI, Joana Paulin; ENS, Romilda Teodora. As pesquisas denominadas do tipo “Estado da arte”em educação. Revista Diálogo Educacional, v.6, n.19, set/dez, p. 37-50. Pontifícia Universidade Católica do Paraná. 2006, Brasil. Disponível em <http://www2.pucpr.br/reol/pb/index.php/dialogo?dd1=237&dd99=view&dd98=pb>. Acesso em 15 set. 2018.

SEVERINO, Antonio Joaquim. A avaliação no PNPG 2005-2010 e a política de pós-graduação no Brasil. In: FERREIRA, Naura Syria Carapeto (Org.). Políticas públicas e gestão da educação: polêmicas, fundamentos e análises. Brasília: Líber Livro, 2006. p. 51-74.

SLONGO, Iône Inês Pinsson. A produção acadêmica em ensino de Biologia: um estudo a partir de teses e dissertações. 2004. 349f. Tese (Doutorado em Educação) - Centro de Ciências da Educação da Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis

SOARES, Magda Becker, MACIEL, Francisca. Alfabetização. Série Estado do Conhecimento n.1. Brasília: MEC/Inep,173 p. 2000.

Publicado
2019-12-31
Como Citar
Alves Ferreira, M. da C. C., & Santigo Rocha, J. S. R. S. (2019). As contribuições das pesquisas acadêmicas sobre Inclusão Escolar e Educação de Jovens e Adultos. Educação, 42(3), 447-452. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2019.3.33776
Seção
Dossiê - ALFAEEJA