Mobilidade urbana de crianças: agenda de pesquisa e possibilidades de análise

  • Fernanda Müller Professora associada da Universidade de Brasília
Palavras-chave: Brasília (DF). Cidade. Infância. Mobilidade.

Resumo

O artigo apresenta uma agenda de pesquisa em andamento sobre a mobilidade urbana de crianças em Brasília (DF). A mobilidade urbana de crianças que residem em Regiões Administrativas do Distrito Federal diferentes daquela onde estudam foi tratada tomando-se como campo uma escola-classe do Plano Piloto. O desenho metodológico compreendeu a sessão de um curta-metragem seguido de um debate, a realização de um desenho e uma entrevista individual com cada criança. Possibilitou acessar experiências de 243 crianças de pré-escola e Ensino Fundamental/Anos Iniciais. Os dados gerados permitiram uma análise sobre os modais e itinerários realizados, pessoas que acompanham as crianças nos percursos e interações. A mobilidade das crianças é bem mais complexa do que sugerem as pesquisas quantitativas de origem/destino. Combinações de modais, arranjos com parentes e amigos e outras estratégias de acomodação das necessidades de transporte das crianças são bastante frequentes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Müller, Professora associada da Universidade de Brasília

Professora associada da Universidade de Brasília e coordena o Grupo Interdisciplinar de Pesquisa sobre a Infância (GIPI).

Referências

A ILHA. Direção: Alê Camargo. Distrito Federal, 2008. Disponível em: <http://portacurtas.org.br/filme/?name=a_ilha8942> Acesso em: 20 ago. 2016.

ALPARONE, Francesca R.; PACILLI, Maria G. On children’s independent mobility: the interplay of demographic, environmental, and psychosocial factors. Children’s Geographies, v. 10, n. 1, p. 109-122, Feb. 2012. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1080/14733285.2011.638173>. Acesso em: 27 ago. 2017.

AMORIM, Cláudia. N.; FLORES, Alice L. Edifícios residenciais das superquadras do Plano Piloto, Brasília: aspectos de preservação e conforto ambiental. Brasília: FAU, Universidade de Brasília, 2005.

BARKER, John. Men and motors? Fathers’ involvement in children’s travel. Early Child Development and Care, v. 178, n. 7-8, p. 853-866, Oct./Dec. 2008. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1080/03004430802352277>. Acesso em: 27 ago. 2017.

CAMARGO, Jean Carlos G. Os medos e os processos de segregação sócio-espacial na cidade de Brasília. In: ENCONTRO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM CIÊNCIAS SOCIAIS

(ANPOCS), 34, 2010, Caxambu. Anais... Caxambu: Anpocs, 2010. p. 1-30.

CARVALHO, Diego L. Mobilidade urbana e cidadania no Distrito Federal: um estudo do programa Brasília integrada, 2008, Dissertação (Mestrado em Sociologia) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

CHRISTENSEN, Pia et al. Children, mobility and space: using GPS and mobile phone technologies in ethnographic rtesearch. Journal of Mixed Methods Research, v. 5, n. 3, p. 227-246, June 2011. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1177/1558689811406121>. Acesso em: 27 ago. 2017

CLARK-IBÁÑEZ, Marisol. Framing the social world with photo-elicitation interviews. American Behavioral Scientist, v. 47, n. 12, p. 1507-1527, Aug. 2004. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1177/0002764204266236>. Acesso em: 27 ago. 2017.

COLLINS, Damian; KEARNS, Robin A. Walking school buses in the Auckland region: a longitudinal assessment. Transport Policy, v. 17, n. 1, p. 1-8, Jan. 2010. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.tranpol.2009.06.003>. Acesso em: 27 ago. 2017.

CORDEIRO, Adriana T. Entre a casa e a escola: articulações discursivas em torno do transporte escolar privado. In: ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓSGRADUAÇÃO E PESQUISA EM ADMINISTRAÇÃO

(ANPAD), 40, 2016, Costa do Sauípe (Mata de São João/BA). Anais… Mata de São João/BA: Anpad, 2016. p. 1-16.

CORDEIRO, Célia M. F. Anísio Teixeira, uma “visão” do futuro. Estudos Avançados, v. 15, n. 42, p. 39-52, May/Aug. 2001. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142001000200012&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 27 ago. 2017.

COSTA, Lúcio. Relatório do Plano Piloto de Brasília. Brasília, 1991.

DEPARTAMENTO NACIONAL DE TRÂNSITO (DENATRAN). Frota de veículos, 2016. Disponível em: <http://www.denatran.gov.br/index.php/estatistica/261-frota-2016>. Acesso em: jan. 2017.

DUTRA, Cristian P. R. “Andando” na cadeirinha: reflexões sobre as infâncias automobilizadas da Grande Florianópolis. 2013. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013.

FARIAS, Rhaisa N. P. Caderno de planejamento das atividades da turma do II Período. Distrito Federal, 2015 (mimeografado).

FARIAS, Rhaisa N. P.; MÜLLER, Fernanda. A cidade como espaço da infância. Educação & Realidade, v. 42, n. 1, p. 261-282, jan./mar. 2016. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2175-62362017000100261&lng=pt&nrm=iso>. Acesso em: 27 ago. 2017.

GOBBI, Márcia A. Lápis vermelho é de mulherzinha? Relações de gênero, desenho infantil e crianças pequenas. Revista Pro- Posições, v. 10, n. 1, p. 169-193, mar. 1999. Disponível em:

<https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/proposic/article/view/8644106/11544>. Acesso em: 27 ago. 2017.

GOFFMAN, Erving. The presentation of self in everyday life. Garden City, N.Y.: Doubleday, 1959.

GOFFMAN, Erving. Behavior in public places: notes on the social organization of gatherings. New York: The Free Press, 1963.

GOFFMAN, Erving. The neglected situation. American Anthropologist, v. 66, n. 6, part 2, p. 133-136, 1964. Disponível em: <https://doi.org/10.1525/aa.1964.66.suppl_3.02a00090>. Acesso em: 27 ago. 2017.

GOFFMAN, Erving. Interaction ritual: essays on face-to-face behavior. New York, NY: Pantheon Books, 1982. GOOGLE MAPS. Disponível em: <https://www.google.com/maps>. Acesso em: jan. 2017.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Distribuição de renda na Área Metropolitana Integrada de Brasília (Amib). Brasília, 2010. Disponível em: <http://www.bnb.gov.br/documents/88765/89729/6-distribuicao_renda_area_metropolitana_integrada_brasilia_amib.pdf/ca27581f-811d-463e-8fdc-ed4d54dfed5e>. Acesso em: nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Lei nº 4.462, de 13 de janeiro de 2010. Brasília, 2010. Disponível em: <http://www.tc.df.gov.br/sinj/BaixarArquivoNorma.aspx?id_file=34cc2619-7788-3596-a174-a41264e494b1>. Acesso em: nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Evolução da fecundidade no Distrito Federal entre 2000 e 2010. Brasília, 2013. Disponível em: <http://www.codeplan.df.gov.br/areastematicas/demografia.html>. Acesso em: 13 nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Pesquisa Metropolitana por Amostra de Domicílios (PMAD). Brasília, 2013. Disponível em: <http://www.codeplan.df.gov.br/areas-tematicas/desenvolvimento-regional/pmad.html>. Acesso em: 20 abr. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Síntese de informações socioeconômicas e geográficas. Brasília, 2014. Disponível em: <http://www.codeplan.df.gov.br/images/CODEPLAN/PDF/pesquisa_socioeconomica/df_em_sintese/Sintese_de_Informacoes_Socioeconomicas_2014.pdf>. Acesso em: 4 nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Programa de Mobilidade Urbana de Brasília. Brasília: 2016. Disponível em:

<http://editais.st.df.gov.br/programa/arquivos/apre_p.pdf>. Acesso em: 9 nov. 2016.

GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL (GDF). Secretaria de Estado de Mobilidade Urbana. Brasília, 2016. Disponível em: http://www.semob.df.gov.br/. Acesso em: 2 dez. 2016.

INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Estimativas populacionais para os municípios e para as Unidades da Federação brasileiros. Brasília, 2016. Disponível em: <http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2015/ estimativa_dou.shtm>. Acesso em: 10 jan. 2017.

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL (IPHAN). Superquadra de Brasília: preservando um lugar de viver. Brasília, 2015.

JONES, Alasdair et al. Rethinking passive transport: bus fare exemptions and young people’s wellbeing. Health & Place, v. 18, p. 605-612, 2012. Disponível em: <https://doi.org/10.1016/j.healthplace.2012.01.003>. Acesso em: 27 ago. 2017.

KOSMINSKY, Ethel V. Aqui é uma árvore, o Sol, a Lua. Aqui é um montão de guerra: o uso do desenho infantil em Sociologia. Cadernos Ceru, v. 9, p. 83-100, 1998.

KULLMAN, Kim. Transitional geographies: making mobile children. Social & Cultural Geography, v. 11, n. 8, p. 829-846, dez. 2010. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/14649365.2010.523839. Acesso em: 27 ago. 2017.

KYTTÄ, Marketta. The extent of children’s independent mobility and the number of actualized affordances as criteria for child-friendly environments. Journal of Environmental Psychology, v. 24, n. 2, p. 179-198, 2004. Disponível em:

<https://doi.org/10.1016/S0272-4944(03)00073-2>. Acesso em: 27 ago. 2017.

MASON, Jennifer; TIPPER, Becky. Children, kinship and creativity. University of Manchester, Morgan Centre, 2006 (Morgan Centre Working Papers, University of Manchester). Disponível em: <http://www.socialsciences.manchester.ac.uk/morgancentre/research/childrens-kinship/2006-07-morganchildren-kinship.pdf>. Acesso em: 5 nov. 2017.

MÜLLER, Fernanda. Retratos da infância na cidade de Porto Alegre. 2007. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2007.

MÜLLER, Fernanda; NUNES, Brasilmar. F. Infância e cidade: um campo de estudo em desenvolvimento. Educação & Sociedade, v. 35, n. 128, p. 659-674, jul./set. 2014. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/ES0101-7330201435128129342>. Acesso em: 27 ago. 2017.

MÜLLER, Fernanda; FARIAS, Rhaisa N. Geographies of contemporary childhoods in Brasilia/Brazil. Papers Infancia_c, n. 15, p. 1-15, 2016. Disponível em: <http://www.infanciacontemporanea.com/wp-content/uploads/2016/11/paper_ic_n15_mullerandpael.pdf>. Acesso em: 27 ago. 2017.

MÜLLER, Verônica R.; ARRUDA, Fabiana M. O trânsito e o transporte na cidade: caminhos propostos pelas crianças para uma maior mobilidade em Maringá/PR. Série-Estudos, v. 1, n. 35, p. 117-135, jan./jun. 2013. Disponível em: <http://www.serie-estudos.ucdb.br/index.php/serie-estudos/article/viewFile/23/318>. Acesso em: 27 ago. 2017.

NUNES, Brasilmar. Cidade vivida e cidade planejada: encontro da teoria com a pesquisa. Tomo, v. 16, p. 57-78, jan./jun. 2010. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.21669/tomo.v0i16.519>. Acesso em: 27 ago. 2017.

NUNES, Brasilmar F.; COSTA, Arthur. Distrito Federal e Brasília: dinâmica urbana, violência e heterogeneidade social. Cadernos Metrópole (PUCSP), v. 17, p. 35-58, 1º sem. 2007. Disponível em: <http://dx.doi.org/10.1590/8762>. Acesso em: 27 ago. 2017.

PAVIANI, Aldo. A construção injusta do espaço urbano. In: PAVIANI, A. (Org.). A conquista da cidade. Brasília, DF: Universidade de Brasília, 1998. p.115-134.

PIRES, Flavia. Ser adulta e pesquisar crianças: explorando possibilidades metodológicas na pesquisa antropológica. Revista de Antropologia, v. 50, n. 1, p. 225-270, jan./jun. 2007. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-77012007000100006&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 27 ago. 2017.

RAMOS, Anne Carolina. Sobre avós, netos e cidades: entrelaçando relações intergeracionais e experiências urbanas na infância. Educação & Sociedade, v. 35, n. 128, p. 781-809, jul./set. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/es/v35n128/0101-7330-es-35-128-00781.pdf>. Acesso em: 27 ago. 2017.

RISSOTTO, Antonella.; TONUCCI, Francesco. Freedom of movement and environmental knowledge in elementary school children. Journal of Environmental Psychology, v. 22, n. 1-2, p. 65-77, 2002. Disponível em: <https://doi.org/10.1006/jevp.2002.0243>. Acesso em: 27 ago. 2017.

SABBAG, Gabriela M.; KUHNEN, Ariane; VIEIRA, Mauro L. A mobilidade independente da criança em centros urbanos. Interações, Campo Grande, v. 16, n. 2, p. 433-440, 2015. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1518-70122015000200433&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 27 ago. 2017.

SALGADO, Marta M.; BICKNEL, David P.; GONZÁLEZPATIÑO, Javier. Del hogar a la ciudad como camino de ida y vuelta en el desarrollo de la identidad: el caso de las rutinas de la infancia urbana de clase media/alta en Madrid. Educação & Sociedade, v. 35, n. 128, p. 761-780, jul./set. 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-73302014000300761&lng=en&nrm=iso>.

Acesso em: 27 ago. 2017.

SOUSA, Emilene L. As crianças e a etnografia: criatividade e imaginação na pesquisa de campo com crianças. Iluminuras, v. 16, n. 38, p. 140-164, jan./jul. 2015. Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/57434/34489>. Acesso em: 27 ago. 2017.

SOUZA, Edilson. Um plano educacional para um novo tempo: Anísio Teixeira e as escolas classe/escola parque de Brasília. Caderno Eletrônico de Ciências Sociais, Vitória, v. 3, n. 2, p. 39-52, 2016. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/cadecs/article/view/13654/9674. Acesso em: 27 ago. 2017.

TONUCCI, Francesco. La ciudad de los niños: un modo nuevo de pensar la ciudad. Madrid: Fundación Germán Sánchez Ruipérez, 1997.

TRIBUNAL DE CONTAS DO DISTRITO FEDERAL. Transporte escolar da rede pública de ensino do Distrito Federal. Brasília, 2016. Disponível em: <http://www.tc.df.gov.br/segecex/flip/sumarios/semag/transpesc/transpesc.pdf>. Acesso em: 8 nov. 2016.

WIGGERS, Ingrid Dittrich. Corpos desenhados: olhares de crianças de Brasília através da escola e da mídia. 2003. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade de Santa Catarina, Florianópolis, 2003.

Publicado
2018-09-17
Como Citar
Müller, F. (2018). Mobilidade urbana de crianças: agenda de pesquisa e possibilidades de análise. Educação, 41(2), 177-188. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.2.30544
Seção
Dossiê: Infância e cidade: diálogos com a educação