O desafio da mobilização institucional na formação docente

Palavras-chave: Ensino superior. Desenvolvimento profissional. Formação docente. Professor universitário.

Resumo

A promoção do desenvolvimento profissional de professores é um desafio para as instituições de ensino superior que buscam a excelência na qualidade de ensino. Dentre os entraves está a dificuldade em equilibrar as necessidades individuais e institucionais, assim como envolver não apenas os professores, mas também colaboradores, gestores e estudantes. Este estudo de caso tem por objetivo examinar o desafio da mobilização institucional na formação docente a partir da atuação do setor responsável por essas estratégias no âmbito de uma universidade comunitária confessional, adotando como referencial teórico para análise Zabalza (2004), Saroyan e Amundsen (2004), Cunha (2010) e Veiga
et al. (2012). Estuda-se como o processo de criação e consolidação do Centro de Ensino e Aprendizagem (2014-2016) ocorreu, contemplando o contexto de origem, a articulação administrativa e as características do programa de formação instituído. Destacam-se, dentre as medidas tomadas para engajar e legitimar as ações, a adoção de diversas frentes de atuação simultâneas, o reconhecimento às boas práticas docentes e o incentivo ao compartilhamento de experiências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Patrícia Meyer, Instituto Federal do Paraná; Pontifícia Universidade Católica do Paraná.
Doutoranda em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Mestre em Educação pela PUCPR. Professora na área de Comunicação do Instituto Federal do Paraná (IFPR).
Cinthia Bitencourt Spricigo, Pontifícia Universidade Católica do Paraná
PhD em Engenharia Química, Universidade Federal de Santa Catarina, Professora do Curso de Engenharia de Alimentos da PUCPR, Diretora de Suporte à Graduação
Elisangela Ferretti Manffra, Pontifícia Universidade Católica do Paraná
PhD em Ciências Naturais, Bergische Universität Wuppertal, Professora do Programa de Pós-Graduação em Tecnologia em Saúde da PUCPR e Coordenadora do Centro de Ensino e Aprendizagem da PUCPR - CrEAre
Dilmeire Sant'Anna Ramos Vosgerau, Pontifícia Universidade Católica do Paraná
PhD em Educação, Université de Montréal - Canadá, Professor at Pontifical Catholic University of Parana, Programa de Pós-Graduação em Educação, Pesquisadora do Centro de Ensino e Aprendizagem da PUCPR - CrEAre.

Referências

BEDARD, D.; CLEMENT, M.; TAYLOR, K. L. Validation of a conceptual framework. In: SAROYAN, A.; FRENAY, M.

(Ed.). Building teaching capacities in higher education:a comprehensive internacional model. Sterling, Virginia: Stylus, 2010. p. 168-187.

CUNHA, M. I. da. Trajetórias e lugares de formação universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara: Junqueira&Marin, 2010.

CRESWELL, J. W. Investigação qualitativa e projeto de pesquisa: escolhendo entre cinco abordagens. 3. ed. Porto Alegre: Penso, 2014.

MARTINS, V. et al. O comitê de inovação na graduação e a elaboração de princípios para a graduação como uma estratégia de mudança na cultura universitária: a experiência da PUCPR. In: COLÓQUIO INTERNACIONAL DE GESTÃO UNIVERSITÁRIA, 14., 2014, Florianópolis.

NIZA, S. Contextos cooperativos e aprendizagem profissional: a formação no movimento da Escola Moderna. In: FORMOSINHO, João (Org.). Formação de professores: aprendizagem profissional e ação docente. Porto: Porto Editora, 2009. p. 345-362.

OLIVEIRA, J. R.; MARTINS, V. Visão estratégica da graduação: a experiência da PUCPR. In: Colóquio Inter - nacional de Gestão Universitária , 14., 2014, Florianópolis.

PUCPR. Princípios Orientadores do Processo de Ensino e Aprendizagem. Curitiba, 2014.

PUCPR. Relatório de Autoavaliação. Curitiba, 2015a. Disponível em: www.pucpr.br/arquivosUpload/1237081891429272795.pdf. Acesso em: 20 out.2016.

PUCPR. PUCPR promove oficinas e conferências sobre metodologias ativas com Eric Mazur e Bennet Goldberg. Curitiba, 20 jul. 2015. 2015b. Disponível em: <http://www.pucpr.br/escolademedicina/csnoticia.php?ref=1&id=2015-07-20_58239>. Acesso em: 22 nov. 2016.

PUCPR. Evento busca compartilhar experiências e refletirsobre as práticas docentes na graduação. Curitiba, 10 set. 2015. 2015c. Disponível em: <http://www.pucpr.br/noticia.php?ref=1&id=2015-09-10_59058>. Acesso em: 22 nov. 2016.

PUCPR. Evento acontece de 21 de setembro a 12 de dezembro e oferta aos professores diversas oficinas. Curitiba, 18 set. 2015. 2015d. Disponível em: <http://www.pucpr.br/noticia.php?ref=1&id=2015-09-18_59221>. Acesso em: 22 nov. 2016.

PUCPR. Formação docente. Curitiba, 2016a. Disponível em:

<http://www.formacaodocentepucpr.com.br/>. Acesso em: 21 nov. 2016.

PUCPR. Plano de desenvolvimento da graduação. Curitiba: PUCPRess, 2016b. Disponível em: <https://livraria.pucpr.br/pdg/pdf/PDG_PLANO_DESENVOLVIMENTO.pdf>. Acesso em: 16 nov. 2016.

PUCPR. Sobre devising. Curitiba, 22 jun. 2016. 2016c. Disponível em: <http://www.pucpr.br/noticia.php?ref=1&id=2016-06-22_62445>. Acesso em: 16 nov. 2016.

PUCPR. Livro de professores da PUCPR discute princípios orientadores para o ensino superior. Curitiba, 25 jul. 2016. 2016d. Disponível em: <http://www.pucpr.br/escolademedicina/csnoticia.php?ref=1&id=2016-07-25_62896>. Acesso em: 16 nov. 2016.

SAROYAN, A.; AMUNDSEN, C. Rethinking teaching in higher education: from a course design workshop to a faculty development framework. Sterling: Stylus Publishing, 2004.

TAYLOR, K. L.; COLET, N. R. Making the shift from faculty development to educational development. In: SAROYAN, A.; FRENAY, M. (Ed.). Building teaching capacities in higher education: a comprehensive internacional model. Sterling,

Virginia: Stylus, 2010. p. 139-167. TRIPP, D. Pesquisa-ação: uma introdução metodológica. Educ. Pesq., São Paulo, v. 31, n. 3, p. 443-466, dez. 2005.

VEIGA, I. P. A. et al. Universidade e desenvolvimento profissional docente: propostas em debate. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2012.

VOSGERAU, D. S. R.; ORLANDO, E. A.; MEYER, P. Produtivismo acadêmico e suas repercussões no desenvolvimento profissional de professores universitários. Educ. Soc., Campinas, v. 38, n. 138, p. 231-247, jan. 2017.

ZABALZA, M. A. Innovación en la enseñanza universitaria. Contextos educativos. Revista de Educación, [S.l.], p. 113-136, maio 2003. Disponível em: <https://publicaciones.unirioja.es/ojs/index.php/contextos/article/view/531>. Acesso em: 20 abr. 2017.

ZABALZA, M. A. O ensino universitário: seu cenário, seus protagonistas. Porto Alegre: Artmed, 2004.

ZABALZA, M. A. Ser professor universitário hoy. La cuestión universitária, Madrid, n. 5, p. 69-81, 2009. Disponível em

<http://polired.upm.es/index.php/lacuestionuniversitaria/article/view/3338>. Acesso em: 7 dez. 2016.

Publicado
2018-09-17
Como Citar
Meyer, P., Spricigo, C. B., Manffra, E. F., & Vosgerau, D. S. R. (2018). O desafio da mobilização institucional na formação docente. Educação, 41(2), 250-261. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2018.2.27594