Desafios da acessibilidade no ensino superior: estudo de caso na Universidade de Aveiro

  • Elisa Maria Pivetta Universidade Regional de Santa Catarina
  • Ana Margarida Pisco Almeida Universidade de Aveiro
  • Daniela Satomi Saito Instituto Federal de Santa Catarina
  • Vania Ribas Ulbricht Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Acessibilidade. Inclusão. Alunos com deficiência. Ensino superior.

Resumo

Este artigo apresenta um estudo de caso realizado no Gabinete Pedagógico da Universidade de Aveiro (Portugal) com o intuito de compreender o que uma instituição de ensino superior tem feito para que alunos com deficiência prossigam seus estudos, alcançando os níveis superior e de pós-graduação. Esse estudo permitiu verificar que os maiores desafios para a acessibilidade estão relacionados com a atitude pessoal, com a promoção da inclusão e com a possibilidade de acesso a uma aprendizagem flexível, independentemente do tempo e do espaço. E o resultado corrobora com as estatísticas da Organização Mundial de Saúde (OMS), mostrando que é crescente, mesmo que lento, o número de alunos com deficiência que procuram formação superior e aperfeiçoamento profissional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRÉ, Marli Elisa Dalmazo Afonso de. Estudo de caso em pesquisa e avaliação educacional. Brasília: Liber Livro, 2005.

APOIO. Apoio ao utilizador com necessidades especiais, Universidade de Aveiro, 2013. Disponível em: http://portal.doc.ua.pt/baes/. Acesso em: 10 jun. 2013.

BERGMAN, Eric; JOHNSON, Earl. Towards accessible human-computer interaction. In: NIELSEN, J. (Ed.). Advances in Human-Computer Interaction. New Jersey: Ablex Publishing Corporation, 1995. Vol. 5, p. 87-113.

BIANCHETTI, Lucídio; FREIRE, Ida Mara (orgs.). Um olhar sobre a diferença: interação, trabalho e cidadania. 6. ed. São Paulo: Papirus. 2004.

BRASIL. Decreto nº 5.296, de 2 de dezembro de 2004. Regulamenta as leis nºs 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências.

BRASIL. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). UNRIC. entro Regional de Informação das Nações Unidas. 2013. Disponível em: http://www.unric.org/pt/pessoas-comdeficiencia/5459. Acesso em: 15 jun. 2013.

FONTES, Fernando. Pessoas com deficiência e políticas sociais em Portugal: Da caridade à cidadania social. Revista Crítica de Ciências Sociais, v. 86, p. 73-93, set. 2009. INE. Instituto Nacional de Estatística. 2013. Disponível em: http://censos.ine.pt/xportal/xmain?xpid=CENSOS&xpgid=censos2011_apresentacao. Acesso em: 07 jun. 2013.

JOHNSON, L. et al. NMC horizon report: 2014 higher education edition. Austin, Texas: The New Media Consortium, 2014.

LIMA, Francisco J.; SILVA, Fabiana Tavares dos Santos. Barreiras atitudinais: obstáculos à pessoa com feficiência na escola. 2013. Disponível em: http://www.adiron.com.br/site/uploads/File/Barreiras%20Atitudinais.pdf. Acesso em: 07 jun. 2013.

OMS, Relatório mundial sobre a deficiência. 2011. Linguísticos. São Paulo. Disponível em: http://apps.who.int/iris/bitstream/10665/44575/4/9788564047020_por.pdf. Acesso em: nov. 2015.

PASSERINO, Liliana Maria; MONTARDO, Sandra Portella. Inclusão social via acessibilidade digital: proposta de inclusão digital para pessoas com necessidades especiais. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação, v. 8, abril 2007, p. 1-18. Disponível em: http://compos.org.br/seer/index.php/e-compos/article/viewFile/144/145. Acesso em: 17 jun. 2013.

SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: acessibilidade no lazer, trabalho e educação. Revista Nacional de Reabilitação (Reação). São Paulo, ano XII, p. 10-16, mar./abr. 2009.

TRIVIÑOS, Augusto N. S. Introdução à pesquisa em ciências sociais: a pesquisa qualitativa em educação. São Paulo: Atlas, 1987.

UNESCO. Declaração de Salamanca e enquadramento da acção na área das Necessidades Educativas Especiais. [S.l]: UNESCO, 1994. Disponível em: http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001393/139394por.pdf. Acesso em: 01 jun. 2013.

W3C. World Wide Web Consortium. 2013. Disponível em: http://www.w3.org/standards/webdesign/accessibility. Acesso em: 10 jun. 2013.

Publicado
2016-09-06
Como Citar
Pivetta, E. M., Almeida, A. M. P., Saito, D. S., & Ulbricht, V. R. (2016). Desafios da acessibilidade no ensino superior: estudo de caso na Universidade de Aveiro. Educação, 39(2), 166-174. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2016.2.24686
Seção
Artigos