Memoriais de formação: o dizer da experiência na escrita ou a escrita como experiência

  • Analice Dutra Pillar Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Gilvânia Maurício Dias de Pontes Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Palavras-chave: Escrita. Experiência estética. Arte educação.

Resumo

Este trabalho, que aborda interfaces entre estética, arte e escrita, é parte de uma pesquisa que busca evidenciar relações entre experiências estéticas e prática docente com linguagens artísticas, narradas em memoriais produzidos por professores da educação da infância, no Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância, desenvolvido pelo Paideia/UFRN. Trata-se de uma pesquisa qualitativa em que a metodologia assumiu, como princípios e estratégias de análise, a semiótica discursiva e alguns pressupostos da pesquisa (auto)biográfica, referentes à produção de narrativas como experiência de formação. O corpus foi composto por cinco memoriais de formação. Na análise dos memoriais, procurou-se identificar como as experiências estéticas dos professores estavam presentes nos discursos que teciam sobre sua prática. Durante a pesquisa, o processo de leitura das narrativas dos professores conduziu à tessitura de relações entre escrita, estética e arte como experiência de produção de sentidos e de expressão de si.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Analice Dutra Pillar, Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Doutora em Artes pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (1994), mestre em Artes pela Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (1989) e graduada em Artes Plásticas pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1983). Professor Associado da Faculdade de Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Organizou e publicou vários artigos e livros. Coordena o Grupo de Pesquisa em Educação e Arte (GEARTE). Atualmente é membro do Comitê Educação em Artes Visuais da Associação Nacional de Pesquisadores em Artes Plásticas (ANPAP). Tem experiência nas áreas de Educação e de Artes, com ênfase no Ensino de Artes Visuais, atuando em pesquisas sobre leitura da imagem, arte, mídia e infância.

Referências

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Memoriais de formação: a (re)significação das imagens-lembranças/recordações/referências para pedagoga em formação. Educação, Porto Alegre, v. 34, n. 2, p. 165-172, maio-ago. 2011.

ALBUQUERQUE, Maria Margreth Freire. Lembranças de minhas leituras: o despertar prazeroso pela arte literária. (Memorial descritivo de Formação – Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância). 2007. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Mossoró, RN.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução de Maria Ermantina Galvão G. Pereira. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

BENJAMIN, Walter. O narrador: observações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: Walter Benjanin. São Paulo: Abril Cultural, 1980. p. 57-74. (Coleção Os pensadores, v. 1 e 4).

BENJAMIN, Walter. O narrador: observações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: BENJAMIN, Walter. Magia, arte, técnica e política. São Paulo: Brasiliense, 1987. p. 197-221.

CAÑIZAL. Eduardo Peñuela. A metáfora da intertextualidade. In: BARBOSA, Ana Mae; FERRARA, Lucrécia D’Aessio; VERNASCHI, Elvira (Org.). O ensino de artes nas universidades. São Paulo: Edusp,

p. 77-89.

CERTEAU, Michel de. Ler: uma operação de caça. In: CERTEAU, Michel de. A invenção do cotidiano: 1 Artes de fazer. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 259-270.

CORNNELLY, F. Michael; CLANDININ, D. Jean. Relatos de experienciar y investigación narrative. In: LARROSA, Jorge. Déjame que te cuente: ensayos sobre narrativa y educación. Barcelona: Laertes, 1995. p. 11-59.

DEWEY, John. Experiência e educação. Petrópolis: Vozes, 2010a.

DEWEY, John. Arte como experiência. Tradução de Vera Ribeiro. São Paulo: Martins Fontes, 2010b.

DISCINI, Norma. Das vicissitudes do sujeito. Todas as Letras, ano 7, n. 2, 2005.

DOMINICÉ, Pierre. A biografia educativa: instrumento de investigação para educação. In: NOVOA, Antônio; FINGER, Matthias (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010. p. 143-153.

FERRAROTI, Franco. Sobre a autonomia do método biográfico. In: NÓVOA, Antonio; FINGER, Matthias (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010. p. 30-57.

FOUCAULT, Michael. O que é um autor? In: FOUCAULT, Michael. Estética: literatura, e pintura, música e cinema. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2006. p. 264-298. (Coleção Ditos e Escritos, 3)

GREIMAS, A. J.; COURTÉS, J. Dicionário de semiótica. São Paulo: Contexto, 2008.

HERNANDES, Nilton. Duelo: a publicidade da tartaruga da Brahma na Copa do Mundo. In: LOPES, Ivã Carlos; HERNANDES, Nilton (Org.). Semiótica: objetos e práticas. São Paulo: Contexto, 2005. p. 227-244.

HUSTON, Nancy. A espécie fabuladora: um breve estudo sobre a humanidade. Porto Alegre: L&M, 2010.

JOSSO, Marie-Christine. Experiência de vida e formação. São Paulo:

Cortez, 2004.

JOSSO, Marie-Christine. Da formação do sujeito... Ao sujeito em formação. In: NÓVOA, Antonio; FINGER, Matthias (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010. p. 59-79.

JOSSO, Marie-Christine. O corpo biográfico: corpo falado e corpo que fala. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 37,

n. 1. p. 19-31, jan.-abr. 2012.

KAHLO, Frida. O diário de Frida Kahlo: um auto-retrato íntimo. Rio de Janeiro: José Olympio, 1996.

LANDOWSKI, Eric. O olhar comprometido. Revista Galáxia, São Paulo, n. 2, p. 19-56, 2001.

LANDOWSKI, Eric. Presenças do outro. São Paulo: Perspectiva, 2002.

LANDOWSKI, Eric. Aquém ou além das estratégias, a presença contagiosa. Documentos de Estudo do Centro de Pesquisas Sociossemióticas, São Paulo, n. 3, 2005.

LANDOWSKI, Eric. Avoir prise, donner prise. Documento do Centro de Pesquisa Sociosemiótica (CPS), São Paulo, 2010.

LARROSA, Jorge. Notas sobre a experiência e o saber da experiência. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 19, p. 20-28, jan.-abr. 2002.

MEDEIROS, Maurício José de. Memórias das imagens do tempo: (re)desenhando relatos de experiências exitosos. (Memorial descritivo de Formação – Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância). 2007. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN.

MENDES, Mariza Bianconcini Teixeira. Capitu entre dois enigmas: veridicção e fidúcia. Estudos Semióticos, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 56-67, jun. 2011. Disponível em: www.fflch.usp.br/semiótica/es - Acesso em: abr. 2012.

MERLEAU-PONTY, Maurice. Signos. Tradução de Maria Ermantina Galvão Gomes Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

NERUDA, Pablo. Livro das perguntas. São Paulo: Cosac Naify, 2008.

NÓVOA, Antônio; FINGER, Matthias (Org.). O método (auto)biográfico e a formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

PASSEGI, Maria da Conceição. Memoriais: injunção institucional e sedução autobiográfica. In: PASSEGI, Maria da Conceição; SOUZA, Elizeu Clementino (Org.). (Auto)biografia: formação, territórios e saberes. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008, p. 103-131.

PASSEGI, Maria da Conceição; BARBOSA, Tatiana Mabel Nobre (Org.). Memórias, memoriais: pesquisa em formação docente. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

PETRUCCI, Armando. Escritura como invención, escritura como expresión. In: PETRUCCI, Armando. Alfabetismo, escritura, sociedad. Barcelona: Gedisa, 1999. p. 171-180.

PINHEIRO, Maria das Graças Bezerra. História vital. (Me-

morial descritivo de Formação – Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância). 2007. Uni-

versidade Federal do Rio Grande do Norte, Parnamirim, RN.

SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos. Campinas SP: Mercado das Letras, 2004.

SOUSA, Josefa Jeane Gomes. Entre o saber, o buscar e o fazer: trajetória e perspectiva de uma formação. (Memorial descritivo de Formação – Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância). 2007. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, RN.

TFOUNI, Leda Verdiani. Letramento e alfabetização. São Paulo: Cortez, 2002.

TFOUNI, Leda Verdiani (Org.). Múltiplas faces da autoria. Ijuí: Editora Unijuí, 2008.

VITOR, Maria de Lourdes. Cenas da vida de uma educadora construída com: arte, teoria e movimentos. (Memorial descritivo de Formação – Curso de Especialização em Ensino de Arte e Educação Física na Infância). 2007. Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Parnamirim, RN.

Publicado
2014-12-15
Como Citar
Pillar, A. D., & de Pontes, G. M. D. (2014). Memoriais de formação: o dizer da experiência na escrita ou a escrita como experiência. Educação, 37(3), 412-422. https://doi.org/10.15448/1981-2582.2014.3.18150
Seção
Dossiê - Educação, pesquisa e linguagem: encontros e atravessamentos