Inclusão vista por dentro: a experiência via Inclusp

  • Débora Cristina Piotto Universidade de São Paulo
  • Maria Alice Nogueira Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Ação afirmativa. Universidade pública. Camadas populares.

Resumo

 

Pesquisas sobre a adoção de políticas de ações afirmativas no ensino superior no Brasil são recentes. Já estudos sobre o acesso e a permanência de estudantes das camadas populares nesse nível de ensino começam a surgir a partir de 1990 e privilegiam a investigação da experiência dos estudantes. O objetivo deste trabalho é discutir a experiência universitária de estudantes que ingressaram na USP por meio do Inclusp (Programa de Inclusão Social da USP), destacando suas dimensões subjetivas. Para isso, são apresentadas entrevistas realizadas com seis estudantes de cursos mais e menos concorridos. O trabalho discute a maneira por meio da qual a USP surge em seus horizontes de possibilidades e as dificuldades oriundas da desigualdade social, apontando a importância da consideração da dimensão subjetiva nas pesquisas e na formulação de políticas de ações afirmativas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Como Citar
Piotto, D. C., & Nogueira, M. A. (2013). Inclusão vista por dentro: a experiência via Inclusp. Educação, 36(3), 373-384. Recuperado de https://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/faced/article/view/15537
Seção
Outros Temas