Martín-Barbero, Canclini, Orozco. Os impasses de uma teoria da comunicação latino-americana

  • Ciro Marcondes Filho Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Recepção, sentido, comunicação

Resumo

A  pesquisa  latino-americana  de  comunicação  lembra uma ilha isolada, indiferente aos grandes debates filosófico-comunicacionais do século 20.  Martín-Barbero ainda pensa segundo o modelo das totalidades e das hegemonias. Estudar a comunicação, para ele, é intervir, agir socialmente, e o processo comunicacional não está no ato de se assistir a TV, mas nas trocas que o receptor faz, lá  fora,  com  sua  comunidade.  Néstor  Canclini,  trabalhando com arte e cultura popular, é mais realista, vê o consumo como feito da cumplicidade entre a sociedade civil e o Estado. Critica os que enaltecem os objetos da arte popular e se esquecem dos homens e de seus processos. Guillermo Orozco segue Martín-Barbero e critica as pesquisas que se ocupam do ato comunicacional específico. É alguém que busca a ressurreição dos agentes que vão esclarecer as pessoas como assistir “corretamente” à TV.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ciro Marcondes Filho, Universidade de São Paulo
Professor da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo

Referências

CANCLINI, Néstor García. Culturas Híbridas. Estratégias para entrar e sair da modernidade. Ed. 2. São Paulo: Edusp, 2003.

_____. Democracia e Mass Media. São Paulo, Fundação Memorial da América Latina, 1998.

_____. La globalización imaginada. México, Paidós, 2005.

_____. Reconstruir políticas de inclusão na América Latina. In: Diversos. Políticas culturais para o desenvolvimento. Uma base de dados para a cultura. Brasília, UNESCO, 2003.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. De los medios a las mediaciones. Comunicación, cultura y hegemonía. Santafé de Bogotá: Convenio Andrés Bello, 1998.

_____. Los ejercicios del ver. Hegemonia audiovisual y ficción televisiva. Barcelona, Editorial Gedisa, 1999.

_____. “Prólogo”. In: Orozco G., Guillermo (Org.). Lo viejo y lo nuevo. Investigar la comunicación em el siglo XXI. Madrid, Ediciones de la Torre, 2000.

_____. América Latina e os anos recentes: o estudo da recepção em comunicação social. In: Souza, Mauro Wilton de (Org). Sujeito, o lado oculto do receptor. São Paulo: Brasiliense, 1995.

_____. Novas visibilidades políticas da ciade e visualidades narrativas da violência. In: Matrizes, Ano 1, n. 1, São Paulo, ECA/USP, 2007.

OROZCO G., Guillermo. Televidencias, uma perspectiva epistemológica para el análisis de las interacciones com la televisón. In: Orozco G., Guillermo (Org.). Lo viejo y lo nuevo. Investigar la comunicación em el siglo XXI. Madrid, Ediciones de la Torre, 2000.

_____. Televisión, audiencias y educación. Buenos Aires, Norma, 2001.

Publicado
2008-09-13
Como Citar
Marcondes Filho, C. (2008). Martín-Barbero, Canclini, Orozco. Os impasses de uma teoria da comunicação latino-americana. Revista FAMECOS, 15(35), 71-85. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2008.35.4095
Seção
Impasses Teóricos