Arquivos públicos e privados no filme de compilação

proposta para uma investigação da imaginação histórica contemporânea

Palavras-chave: Imaginação, História, Arquivos, Cinema, Compilação

Resumo

Utilizando o filme de compilação como elemento metodológico e delimitador, este artigo pretende apresentar e investigar um arcabouço teórico capaz de respaldar uma investigação entre imaginação histórica e o funcionamento dos arquivos de imagem e som na contemporaneidade. Nossa análise gira em torno das reapropriações das “imagens de arquivo” públicas e privadas realizadas, cada vez mais, por esse tipo de filme. Trata-se de um gesto que vai ao encontro de certa lógica dos arquivos de imagem na cultura contemporânea. Nosso objetivo é propor uma discussão sobre a imaginação histórica que as montagens entre essas imagens heterogêneas ensejam. Como arcabouço teórico, nos apoiamos em uma tradição arqueológica em torno dos campos de estudo do cinema e da comunicação, com ênfase no pensamento de Wolfgang Ernst, Vilém Flusser e Catherine Russel.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Gabriel Malinowski, Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Doutor em Comunicação pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), no Rio de Janeiro, RJ, Brasil, com estágio doutoral no Departamento de História da Arte e Estudos Cinematográficos da Universidade de Montréal, no Canadá. Mestre em Comunicação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, RJ, Brasil. Bacharel em Cinema pela Universidade Estácio de Sá (Unesa), no Rio de Janeiro, RJ, Brasil.

Referências

BAECQUE, Antoine; DELAGE, Christian. De l’histoire au cinéma. Paris: Editions Complexe, 1998.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2007.

BLÜMLINGER, Christa. Cinéma de seconde main: esthétique du remploi dans l’art du film et des nouveaux médias. Paris: Klincksieck, 2013.

BRENEZ, Nicole. Montage intertextuel et formes contemporaines du remploi dans le cinéma expérimental. Cinémas, v. 13, n. 1-2, p. 49-67, 2002. https://doi.org/10.7202/007956ar

ERNST, Wolfgang; FAROCKI, Harun. Towards an archive for visual concepts. In: ELSAESSER, Thomas. (Org.). Harun Farocki: working on the sight-lines. Amsterdam:University Press, 2004.

ERNST, Wolfgang; FAROCKI, Harun. Digital memory and the archive. Minnesota: University of Minnesota Press, 2012.

ERNST, Wolfgang; FAROCKI, Harun. Radically de-historicising the archive: decolonising archival memory from the supremacy of historical discourse. L’internationale online, 2016. Disponível em: https://www.internationaleonline.org/research/decolonising_practices/50_radically_de_historicising_the_archive_decolonising_archival_memory_from_the_supremacy_of_historical_discourse/

FARGE, Arlete. O sabor do arquivo. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2009.

FELINTO, Erick. Obliscência: Por Uma Teoria Pós-Moderna da Memória e do Esquecimento. Contracampo, n. 13, 2000. https://doi.org/10.22409/contracampo.v0i05.445

FLUSSER, Vilém. Filosofia da Caixa Preta. São Paulo: Hucitec, 1985.

FLUSSER, Vilém. Photographie and history. 1991. Disponível em: http://flusserbrasil.com

FLUSSER, Vilém. Ensaio sobre a fotografia: para uma filosofia da técnica. Lisboa: Relógio d’água, 1998a.

FLUSSER, Vilém. O mito do cubo. In: FLUSSER, Vilém. Ficções filosóficas. São Paulo: EdUSP, 1998.

FLUSSER, Vilém. O mundo codificado: por uma filosofia do design e da comunicação. São Paulo: Cosac Naify, 2007.

FOUCAULT, Michel. A arqueologia do saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2004.

LEDA, Jay. Films beget films. Nova York: Hill and Wang, 1964.

LINS, Consuelo; REZENDE, Luiz; FRANÇA, Andrea. A noção de documento e a apropriação de imagens de arquivo no documentário ensaístico contemporâneo. Revista Galáxia, n. 21, p. 54-67, 2011. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/5597

MATUSZEWSKI, Boleslas. Écrits cinématographiques; Une nouvelle source de l’Histoire; La photographie animée. Paris: AFRHC, 2006.

RANCIÈRE, Jacques. L´historicité du cinema. In: Del’histoire au cinéma. Paris: Editions Complexe, 1998.

RUSSELL, Catherine. Archiveology: Walter Benjamin and archival film practices. Durham: Duke University Press, 2018.

SIMONDON, Gilbert. Imagination et invention (1965–1966). Chatou: Édtions de la transparence, 2008.

Publicado
2021-09-03
Como Citar
Malinowski, G. (2021). Arquivos públicos e privados no filme de compilação: proposta para uma investigação da imaginação histórica contemporânea. Revista FAMECOS, 28(1), e39975. https://doi.org/10.15448/1980-3729.2021.1.39975